Categorias
BLOGOSFERA

DIFERENÇA SOCIAL NA ALMA: JORNALISTA DIZ EM REDE SOCIAL QUE MÉDICAS CUBANAS PARECEM EMPREGADAS DOMÉSTICAS

micheline_borges

Vi no Geledes

Veja mais:

Por glaucocortez

Blog Educação Política

11 respostas em “DIFERENÇA SOCIAL NA ALMA: JORNALISTA DIZ EM REDE SOCIAL QUE MÉDICAS CUBANAS PARECEM EMPREGADAS DOMÉSTICAS”

Parece que a ilustre Maiara Petruso fez escola (que xingou nordestinos, alegando serem os “responsáveis únicos” pela eleição de Dilma)…

Curtir

Cara, o problema não é ser contra alguma coisa, é utilizar como argumento fatores preconceituosos, como esta senhora, ou simplesmente argumentos imbecis, como os médicos. Fica parecendo uma coisa assim por parte dos médicos: “se eu não quero trabalhar lá porque é fim de mundo, violento, não tem condições, ninguém pode!” Que os médicos cubanos não sejam os melhores do mundo pode até ser, mas dizer q não são médicos é forçar a barra. O q tá faltando pra este povo do blá blá blá é uma enxada! Dá uma pra eles e manda eles irem carpi……ahehaehaheah

Curtir

A patricinha sem cérebro julga a competência dos outros pela aparência. Também se atrapalha e confunde postura com arrogância; inteligência com petulância. Lamentável a existência de jornalistas (será jornalista mesmo, pois não tem postura nem ética ….?) como essa senhorita preconceituosa e, ao que parece, Maria vai com as outras.

Curtir

Ué, Glauco, desistiu de ser nova mídia? Passou a aderir à censura de ditaduras esquerdistas e direitistas?
Quero crer não ter sido você quem anda censurando posts deste blog.
De qualquer sorte, os melhores desejos democráticos para você, sempre, a fim de que possamos ter sempre informação clara, precisa, abordando ampla, mas não seletiva e ideologicamente, questões de tamanha importância.
Abraços.

Curtir

Prezado Rodrigo, leia a página sobre o blog e sobre comentários. Sempre procuramos publicar todos os comentários, mesmo longos, mas ultimamente está impossível. Por favor, faça comentários curtos para que sejam publicados.

Curtir

Comentários encerrados.