Categorias
EDUCAÇÃO POLÍTICA

O GATO COMEU A LÍNGUA: DIREITA BRASILEIRA (PSDB, PSB E PIG) NÃO TEM O QUE DIZER SOBRE O LEILÃO DE LIBRA

Português: Angra dos Reis (RJ) - Presidente Lu...

A direita brasileira (Mídia, PSDB, PSB) está muda com relação ao leilão do campo de Libra. Não há o que falar, nem sabem o que falar.

A disputa política está entre dois campos de visão situados mais à esquerda. De um lado a visão do governo petista de Dilma Rousseff, que defende o leilão como a maneira de alavancar de forma mais rápida o investimento com a participação de petroleiras associadas à Petrobrás. Lembrando que está dentro da lei para o pré-sal do governo Lula a garantia de pelo menos 30% dos negócios para a Petrobrás, mesmo que o consórcio liderado pela Petrobrás perca o leilão.

De outro, a visão de setores mais nacionalistas e dos petroleiros que defendem que o campo de Libra deve ser dado para a Petrobrás como uma ação estratégica para o país, visto que o campo já tem comprovada uma quantidade muito grande de petróleo , equivalente a tudo o que a Petrobrás produziu até hoje. Nessa visão, a Petrobrás assumiria 100% do campo e do investimento.

Longe da discussão, os ideólogos da venda da Petrobrás (ou Petrobrax) do governo de Fernando Henrique Cardoso do PSDB para petroleiras estrangeiras, estão mudos. Dizer o quê?

VEJA MAIS:

Por glaucocortez

Blog Educação Política

1 resposta em “O GATO COMEU A LÍNGUA: DIREITA BRASILEIRA (PSDB, PSB E PIG) NÃO TEM O QUE DIZER SOBRE O LEILÃO DE LIBRA”

A verdade é que a “direita” não tem mesmo muito o que dizer depois das famosas privatizações da era FHC quando, até hoje, do incomensurável patrimônio nacional ninguém sabe explicar onde foi parar… Ninguém sabe, ninguém viu. Batia-se o martelo a cada venda com indizível felicidade como se tivessem ganho fortunas e não se desfazendo de nossas estatais e nosso suado patrimônio. Falta a eles autoridade moral para fazer qualquer crítica. No meu ponto vista, as privatizações daquela época significa que jogaram as estatais não em mãos privadas, mas na privada (isto mesmo, privada, onde o sujeito senta para se aliviar de seus inconvenientes fisiológicos). Àquilo dou o sentido de privatizar. O destino do dinheiro, muito mal explicado, por mais que FHC dissesse que estrava tudo na Internet. No lugar de nossas empresas, surgiram picaretas, líderes em reclamações no Procon, a começar pelas telefônicas. Não convém falar do resto para não se aborrecer. Por que nunca se fez uma CPI das privatizações do FHC? Ora, ora…..

Curtir

Comentários encerrados.