Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos de tags: Anton Tchekhov

UMA HISTÓRIA ENFADONHA, DE ANTON TCHEKHOV, É DE UMA BELEZA SINGULAR E ATEMPORAL

O conto Uma História Enfadonha, de Anton Tchekhov, é de uma beleza singular e que nos atordoa. Escrito em 1888, portanto, há mais de cem anos, a história é narrada pelo professor Nicolai, de 62 anos, que é um sujeito enfastiado com a vida, mas é um enfado racionalizado, descritivo, justificado.

A genialidade de Tchekhov está em vários momentos, principalmente na caracterização dos personagens, mas o que mais impressiona é sua narrativa sobre a forma como as pessoas vão se tornando desinteressantes e óbvias com o amadurecimento e com a vida adulta. O personagem Nicolai é sensato e parece descrever uma sensação de enfado que nos percorre no cotidiano.

Tchekhov trabalha sobre detalhes e fala um pouco de tudo, como se estivesse se desabafando com a Rússia do final do século passado. O personagem de seu conto critica quase tudo com muita sensibilidade e racionalidade: dos alunos à literatura, do teatro aos familiares. O que poderia ser um personagem chato e enfadonho, transforma-se na verdade em uma metáfora da realidade, diante de descrições que constroem espaços reais em nossa mente.

É lindo! E isso pode ser notado em pequenas comparações aparentemente absurdas como entre literatura e política. Diz Nicolai sobre si mesmo: “Nunca meti o nariz em literatura ou política, não busquei popularidade em polêmicas com ignorantes”

Leia mais sobre Educação Política:
GUERNICA, DE PABLO PICASSO, EM 3D
NOEL ROSA, POETA DA VILA, É UM FILME QUE APOSTOU NA MÚSICA E NO AMOR INCONSEQUENTE DO GRANDE MÚSICO CARIOCA DOS ANOS 30
LÓKI, DOCUMENTÁRIO SOBRE ARNALDO BAPTISTA MOSTRA A IMPORTÂNCIA RADICAL DE UM MÚSICO EXTRAORDINÁRIO
PONTOS DE CULTURA, CRIADOS HÁ CINCO ANOS, PODEM PROVOCAR UMA VERDADEIRA REVOLUÇÃO CULTURAL NA SOCIEDADE BRASILEIRA
%d blogueiros gostam disto: