Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos de tags: combustível

INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA FAZ O BRASILEIRO GASTAR ATÉ O DOBRO DE COMBUSTÍVEL DO QUE GASTA O MOTORISTA EUROPEU

Foto: Rudolf Stricker - GNU

Punto é um dos carros que bebe no Brasil e é econômico na Europa

Apesar da modernização dos últimos anos, as carroças da indústria automobilística brasileira continuam sendo fabricadas. Mais do que isso, a população do Brasil paga mais, não só pelo automóvel, mas também pelo consumo de combusítvel.

O carro do brasileiro, seja trabalhador ou empresário, chega a consumir o dobro de combustível do que o mesmo modelo vendido na Europa.

Resumindo: o brasileiro paga mais caro por um carro pior e ainda polui mais. Mesmo descontando os impostos. É incrível!

Segundo matéria publicada recentemente na Carta Capital, sobre os incentivos do novo regime automotivo, que estimula a inovação, o repórter Samatha Maia anota:

“O nível de eficiência que as empresas devem alcançar em 2017, de 17,26 quilômetros rodados por litro de gasolina, por exemplo, é menor do que o praticado na Europa. De acordo com levantamento da consultoria IHS em 2010, um Fiat Punto 1.4 produzido no Brasil fazia 14,8 km/l de gasolina, enquanto o mesmo modelo fabricado na Inglaterra tinha rendimento de 22,2 km/l. A comparação realizada com modelos de outras marcas mostra a mesma desvantagem do automóvel brasileiro. O Ford Fiesta 1.0, que no Brasil rodava 10,8 km/l, na Inglaterra fazia 21,8 km/l, assim como o Fox, da Volkswagen, com rendimento de 15,5 km/l de gasolina no modelo brasileiro, enquanto seu similar inglês fazia 19,7 km/l.”

Veja mais em Educação Política:

FALHA DA TECNOLOGIA FLEX (BICOMBUSTÍVEL) AJUDA A MANTER O PREÇO ALTO DO ETANOL; CARRO PODE BATER PINO COM GASOLINA

Plantaciones de caña

Falha na tecnologia flex pressiona preço

O preço do etanol continua alto porque os carros bicombustíveis, tecnologia flex, estão batendo o pino quando usam somente gasolina.

Segundo mecânicos, isso está sendo muito comum, mesmo com carros novos. O sensor flex não reconhece a gasolina e o carro começa a fazer barulho, principalmente em momentos em que exige mais torque (uma mudança de marcha para mais lenta)

O motorista que pensou ter a opção entre os dois combustíveis, em alguns casos só pode optar pelo etanol.

Com isso, o preço do combustível tende a ficar mais alto. E pior, o carro bicombustível (flex) consome mais do que os carros que são só movidos a etanol.

O projeto bicombustível precisa de uma tecnologia mais eficiente e também consumir a mesma quantidade de etanol e gasolina.

Há muitos carros bicombustíveis pelas ruas com barulho estranho porque o dono resolveu só usar gasolina.  Para evitar esse barulho, basta abastecer somente com o etanol.

Se não resolver, vá ao mecânico da sua confiança! O problema é outro..rsrs.

Leia mais em Educação Política:
O MERCADO ESTÁ NU: ENTREVISTA BOMBÁSTICA DE INVESTIDOR ALESSIO RASTANI NA BBC MOSTRA COMO AGE O MERCADO FINANCEIRO
O HAITI É AQUI: BANDA LARGA NO BRASIL É PIOR DO QUE NO HAITI, ETIÓPIA E IGUAL À DO IRAQUE, PAÍS DESTRUÍDO PELA GUERRA
FUSÃO DE GRANDES EMPRESAS ESTÁ NA RAIZ DA CRISE ECONÔMICA QUE ABATE OS ESTADOS UNIDOS E A UNIÃO EUROPÉIA
PILANTRAGEM INACREDITÁVEL DA MÍDIA: MERCADO QUER INTERFERIR NOS JUROS EM BENEFÍCIO PRÓPRIO E O POVO QUE SE EXPLODA

%d blogueiros gostam disto: