Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos de tags: Coronelismo

Aécio herdeiro ganhou disputa com Aécio governador e ficou com 950 hectares

Montezuma é um município mineiro no norte de Minas Gerais com um dos mais baixos Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do estado. Deputados, governadores e senadores mineiros poderiam desenvolver boas políticas públicas para elevar o desenvolvimento local, tais como incentivar as pequenas propriedades rurais familiares. No entanto o município é palco de uma triste história do patrimonialismo de (Continue lendo….)

VÍDEO DO DEM ACUSA KÁTIA ABREU E PSD DE CORONELISMO E CLIENTELISMO: ENTREGA DE CESTA BÁSICA PARA FORMAR PARTIDO POLÍTICO

Para o DEM, antigo partido da senadora Kátia Abreu, ela é uma coroné

O DEM sabe o que diz. É o partido que veio da Arena, antiga frente que sustentava a ditadura militar e pátria do coronelismo. Veja o vídeo, publicado pelo Estadão, e acompanhe a exploração da miséria do povo brasileiro.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Leia mais em Educação Política:

NAS DEMOCRACIAS CONTEMPORÂNEAS, CONSCIÊNCIA DE RENDA SE TORNA MUITO MAIS IMPORTANTE DO QUE A CONSCIÊNCIA DE CLASSE
CONSCIÊNCIA DE CLASSE DEVE DAR LUGAR À CONSCIÊNCIA DE RENDA (ECONÔMICA) PARA SE ENTENDER OS CONFLITOS SOCIAIS DE HOJE
IRONIAS DA VIDA: RACISTAS DE SÃO PAULO DEVERIAM AGRADECER AO EX-PRESIDENTE LULA, O NORDESTINO
SIMPLES ASSIM: LEI DAS LICITAÇÕES DEVERIA BANIR ADITIVOS EM CONTRATOS E EXIGIR SEGURO NAS CONCORRÊNCIAS PÚBLICAS

A MICROFÍSICA DO CORONELISMO: A PREPOTÊNCIA POLÍTICA PRESENTE NA REVISTA VEJA CONTAMINOU A SOCIEDADE BRASILEIRA

Coroné!!!

O coronelismo se desmaterializou

O coronelismo é uma tradição brasileira de absolutismo no poder. O coroné é aquele que alçado às benesses do poder arroga para si todos os poderes. Para o coroné, democracia é perfurmaria, não vale nada, é enfeite para gringo ver. O que vale é a porrada nesses imbecis que querem direitos e outras besteiras.

Para o coroné, quem é rico e controla o poder repressor do Estado, manda; o resto obedece.

Depois da morte de Antônio Carlos Magalhães (ACM), ex-governado da Bahia, não se fala tanto em coronelismo, apesar de estar presente em figuras expoentes da política brasileira. Hoje ele se manifesta de forma mais explícita na associação entre o poder político e o controle dos meios de comunicação. Mas essa é a parte mais visível do coronelismo.

O coronelismo se enraizou na sociedade em forma de uma microfísica, como diria Michel Foucault. O coronelismo brasileiro se espalhou pela sociedade facilitado pelo abuso de poder exercido nos anos da ditatura militar e mantido atualmente como representação em revistas como a Veja.  É um neocoronelismo que se sustenta numa linguagem de desqualificação agressiva e jocosa dos que intentam se contrapor ao seu poder.

Esse neocoronelismo se disseminou como posição política de parte da classe média, que se sente ameaçada pela possibilidade de ter de pagar mais caro pela empregada doméstica, pelo zelador e por funcionários na empresa.

Com a internet, essa microfísica, essa disseminação do coronelismo se expõe mais à sociedade. São os garotos que pediram o assassinato de Dilma Rousseff, são as meninas que queriam matar afogados os nordestinos, é o senador eleito por São Paulo que chama um repórter de fdp, é o Supremo Tribunal Federal que impede a punição de torturadores….

O neocoronelismo é um coronelismo desmaterializado. É um coronelismo sem o poder absoluto que os coronéis mantinham no controle regional. É um coronelismo como ideologia, como discurso, como cultura que nega o processo democrático.

Leia mais em Educação Política:

A REAL AMEAÇA À DEMOCRACIA: ACUSADOS DE CORRUPÇÃO DA ELITE SE DÃO BEM NA JUSTIÇA COM FRESCURAS PROCESSUAIS
PUBLICIDADE GOVERNAMENTAL: LULA DEU O PRIMEIRO PASSO DE UMA REVOLUÇÃO NA COMUNICAÇÃO, BASTA DILMA APROFUNDAR
OS CARGOS VITALÍCIOS DOS JUÍZES FAZEM COM QUE O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL SEJA O PODER MAIS ANTIDEMOCRÁTICO DO BRASIL
PORTAL VERMELHO É O SITE DE PARTIDO POLÍTICO MAIS AVANÇADO NA CONCEPÇÃO DE ESPAÇO DE MEDIAÇÃO CULTURAL

O LOBISOMEM E O CORONEL: DESENHO ANIMADO FAZ UMA SÁTIRA À SOCIEDADE CORONELISTA E PATRIARCAL

O coronelismo dominou as relações sociais no Brasil durante um bom tempo. Na época da República Velha, principalmente, o que se tinha era um coronel que acumulava poder político, econômico e também militar, ou seja, dominava e exercia sua influência sobre as principais instâncias de poder. Como consequência do seu domínio, o coronel explorava a população das mais diferentes formas, inclusive, por meio do conhecido voto de cabresto.

Resquícios desse Brasil patriarcal e autoritário ainda vivem até hoje em diversas regiões do Brasil. Essa relação de mando e desmando, de desigualdade e exploração combinada a uma injustiça evidente, parece ter se fundido a parte da nossa cultura e a ditar o rumo da história pela voz dos poderosos, principalmente, no interior do Brasil.

Neste vídeo que você confere logo abaixo, um desenho animado baseado em uma história contada pela Literatura de Cordel, expõe de forma simples e exata, a realidade de um sertanejo que convive com os desmandos e as injustiças de um típico coronel. O desenho O Lobisomem e o Coronel é uma perfeita alegoria de um tipo de Brasil que ainda vive em pleno século XXI.

É interessante perceber as sutilezas da história, como aliás é próprio da Literatura de Cordel. O sertanejo que se converte na figura de um lobisomem representa esse homem que passa a ser meio bicho meio humano, que de fato se animaliza diante das condições de exploração e injustiça e encontra na sua própria animalização uma forma de sobrevivência para enfrentar o poder do coronel.

Mais do que uma alegoria, o desenho é uma sátira à sociedade brasileira coronelista e patriarcal que reduz o homem a uma situação de inferioridade onde ele já não se sabe mais se lobo ou se homem!

Vi no Brasil de fato

Leia mais em Educação Política:

FAZENDA DE PECUÁRIA NO INTERIOR DO PARÁ MANTINHA 35 TRABALHADORES EM SITUAÇÃO DE ESCRAVIDÃO
VERBA DESTINADA A PROJETOS ARTÍSTICOS E CULTURAIS JUNTO A COMUNIDADES CARENTES SERÁ DE 10,7 MILHÕES
QUANDO A CHUVA FALA NOS DEDOS…
MANOEL DE BARROS EM VERSÃO DIGITAL
%d blogueiros gostam disto: