Categorias
EDUCAÇÃO POLÍTICA

PIG 10 X 0 PT: VITORIOSO NAS URNAS, PT PERDE DE LAVADA PARA O OLIGOPÓGIO DA MÍDIA NO CONGRESSO NACIONAL

Cristina enfrentou o monopólio da mídia e venceu eleições

O Partido dos Trabalhadores saiu-se bem nas recentes eleições para prefeitura e câmara de vereadores, mesmo diante da atuação canina do PIG em cima do Mensalão. Talvez a maior cobertura jornalística de todos os tempos.

Mas é no Congresso Nacional que o PT está apanhando feio. O PIG fez um circo com o Mensalão e deve mandar o José Dirceu para a cadeia.  De sobra, atacar e tentar anular Lula, mesmo fora do governo. E está conseguindo. Talvez a luz acenda quando mandarem o José Dirceu para atrás das grades e abrirem uma ação contra Lula. O PIG já entendeu que precisa destruir Lula mesmo fora do governo, senão não chega ao pote de outro do povo brasileiro.

Mesmo com todo masoquismo petista, como alertou o deputado Fernando Ferro, a insatisfação da elite é grande. O PT ainda é um partido que deixa a elite insegura. A democracia da elite brasileira só existe se ela ou seus representantes estiverem no comando. Os outros, mesmo seguindo a cartilha, não são confiáveis. Palocci que o diga. Bateu continência e foi defenestrado.

Enquanto o Jornal Nacional dava 10 horas de Mensalão em horário nobre, o PT não conseguia nem sequer ouvir um editor de revista, o Policarpo Jr, da Veja, na CPI do Cachoeira. Quiçá ouvir o procurador-geral, Roberto Gurgel, que precisa explicar porque não investigou a quadrilha do Carlinhos Cachoeira. No Congresso Nacional, o PT leva de 10 a 0.

Leia mais em Educação Política:

Categorias
EDUCAÇÃO POLÍTICA

ARGENTINA, DA PRESIDENTE CRISTINA KIRCHNER, MOSTRA QUE INDEPENDÊNCIA DO BANCO CENTRAL É UM ATENTADO À DEMOCRACIA

Tchau independência do Banco Central

A ideia de independência dos Bancos Centrais dos países, tese defendida no Brasil quando o PSDB estava no governo federal, é um atentado à democracia. E é isso que está acontecendo na Argentina.

A presidente Cristina Kirchner pediu a renúncia do presidente do Banco Central, Martín Redrado, mas ele se recusa a sair e anunciou que não renunciará ao posto, já que seu mandato, que iniciou em 2004, só conclui no dia 23 de setembro.

É a ditadura do mercado. O povo vota na presidente que vira fantoche; não pode demitir o presidente do Banco Central. Para falar numa linguagem do mercado, é o mesmo que o dono da empresa demitir um funcionário e ele se recusar a sair porque se acha dono da empresa. A população da Argentina elegeu Cristina Kirchner e, concorde ou não com o seu governo, é preciso respeitar a democracia.

O presidente do Banco Central da Argentina, Martín Redrado, usa o cargo para atentar contra a supremacia dos votos. É a ditadura do mercado.

Leia mais em Educação Política:
MINISTÉRIO DA FAZENDA DEVERIA REDUZIR OS JUROS PARA COSNTRUÇÃO DE IMÓVEIS QUE TENHAM NO PROJETO AQUECIMENTO SOLAR
TERRAS QUILOMBOLAS SÃO REGULARIZADAS OU PORQUE O BRASIL DE LULA ESTÁ CONSEGUINDO REDUZIR A DESIGUALDADE SOCIAL
GESTÃO DO PSDB NÃO CONSEGUE ADMINISTRAR BANCOS PÚBLICOS E O GOVERNO LULA É OBRIGADO A SOCORRER, COMO FEZ COM A NOSSA CAIXA
GOVERNO LULA E CASA CIVIL TENTAM LEVAR CAPITALISMO PARA INTERNET BANDA LARGA, MAS TELES E MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES QUEREM OLIGOPÓLIO