Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos de tags: Dance

PINA, DE WIN WENDERS, EXPÕE NA ARTE DA DANÇA UMA ALEMANHA AFETIVA E HETEROGÊNEA EM CORES E RAÇAS

Pina: uma Alemanha do amor e da tolerância

O filme Pina, de Win Wenders, sobre a bailarina e coreógrafa Pina Bausch, é de um amor intenso que se constrói a arte da dança.

É o cinema de um alemão (Wenders) sobre uma coreógrafa e bailarina alemã (Pina) que exulta sentimentos de afeto e beleza estética. A heterogeneidade dos bailarinos, que parecem representar um mundo inteiro em cores, fisionomia e olhares, expõe de forma avassaladora uma Alemanha fora dos padrões esterotipados.
Ao fazer, de forma muito feliz uma adaptação da dança ao cinema, Win Wenders permitiu que a companhia, que foi montada por Pina e seus bailarinos mais próximos, fizesse explodir uma Alemanha da tolerância, da integração, da heterogeneidade, da igualdade e da liberdade poética.

Isso não é dito em nenhum momento do filme, nem a Alemanha tem qualquer relação, exceto tomadas urbanas de Wuppertal. Mas é justamente nessa arte afetiva e miscigenada que está a beleza e a força do filme.

No corpo de Pina e no olhar de Win Wenders tem-se uma multiplicidade de bailarinos com força estética de alto padrão. Negros, brancos, asiáticos, ameríndios estão iguais, homens e mulheres, em um sonho de dança e vida.

Veja mais em Educação Política:

ARTISTAS FAZEM MAIS UM PROTESTO NESTE INTERMINÁVEL DESCALABRO DA CULTURA DE CAMPINAS (SP); É O LEVANTE CULTURA NA DESINAUGURAÇÃO DO TEATRO CASTRO MENDES
PROJETO DO DEPUTADO NAZARENO FONTELES PROPÕE ALTERAÇÕES NA LEI DO DIREITO AUTORAL QUE APROXIMAM O ARTISTA DO PÚBLICO
PARA HISTORIADORA, CENTRO DE CULTURA POPULAR (CPC) DA UNE FOI UM EXPRESSIVO PERÍODO DE EDUCAÇÃO ESTÉTICA, POLÍTICA E SENTIMENTAL INICIADO COM PEÇA DE VIANINHA
O FILME ENTRE OS MUROS DA ESCOLA MOSTRA QUE A ESCOLA ESTÁ ISOLADA E INCAPAZ DE RESOLVER OS PROBLEMAS CRIADOS PELA SOCIEDADE
%d blogueiros gostam disto: