Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos de tags: Datafolha

POPULARIDADE DE DILMA ROUSSEFF: NÃO ADIANTA CRITICAR A MÍDIA EM PÚBLICO E ENCHER O SACO DE DINHEIRO DA GLOBO NO PRIVADO

Mire-se no exemplo de outras mulheres. Cristina enfrentou e venceu

Mire-se no exemplo de outras mulheres. Cristina enfrentou e venceu

A hora é de distensão e a queda nas pesquisas do Datafolha mostra isso. É uma queda que pode ser recuperada facilmente. É um momento. Mas não vai ser criticando a mídia em público e enchendo o saco de dinheiro da Globo (Abril e outros) no privado que Dilma Rousseff conseguirá vencer o impasse social dos protestos. A metodologia do Datafolha pode ser criticada, mas será necessário?

A decisão do Plebiscito foi a medida mais acertada até agora do governo Dilma Rousseff. Ela provocou de imediato uma reação grande da oposição (PSDB, DEM, PPS) e da mídia.  Dilma teria acertado o alvo. A ideia de plebliscito obriga a mídia e a oposição a se colocarem contra o povo. Isso desmascara o discurso. A irritação da oposição e da mídia está na necessidade de terem de assumir novas palavras de ordem: “não queremos povo, isso não é democracia, democracia é sem povo”.

Mas isso não basta, é preciso distender o processo e enfatizar o discurso de avanços de democracia direta, de democratização da mídia e do dinheiro da comunicação do governo. Mais que isso, é preciso inverter o processo do governo de atender ao mercado financeiro da especulação e dos juros. É preciso por em pauta projetos de distribuição de renda, inclusive da verba publicitária do governo.

É preciso deslocar ainda mais o dinheiro que beneficia os ricos em direção à população.

Se não fizer isso, se ficar criticando a mídia em público e dando dinheiro para a Globo no privado, a reeleição pode até não estar ameaçada, mas para que se reeleger?

Veja mais:

PESQUISA DATAFOLHA SOBRE INFLAÇÃO E PALOCCI MOSTRA QUE HÁ UMA CRISE NO PODER DE CONVENCIMENTO DA GRANDE MÍDIA

Na Barão de Limeira se perguntam: o que deu errado?

A pesquisa Datafolha, que avaliou a repercussão da recente cobertura midiática sobre inflação e sobre o ex-ministro Palocci, serve mais para avaliar o poder de convencimento da grande mídia do que para avaliar o governo Dilma Rousseff. E os dados não são nada animadores para aqueles que sempre exerceram o coronelismo midiático, isto é, a capacidade de destruir ou elevar um político.

A grande mídia brasileira criou o maior forfé com dois temas nos últimos meses: inflação e Palocci. Mas esses dois temas não são tão interessantes para o público, que conhece a oposição e também a grande mídia. No caso da inflação, foi uma crise fabricada, visto que não houve qualquer mudança dentro das expectativas governamentais. A do Palocci também não surtiu efeito. Matéria da Folha mostra a dificuldade da mídia de abalar o governo Dilma.

Veja só:pesquisa Datafolha realizada nos dias 9 e 10 de junho mostra que 49% dos entrevistados consideram Dilma como ótima ou boa. No último levantamento, de março, eram 47%. Ué, melhorou?

Aprovação de Dilma resiste à inflação e crise, diz Datafolha

A crise que levou à demissão do ex-ministro Antonio Palocci (Casa Civil) e a alta da inflação não tiveram impacto negativo na aprovação do governo Dilma Rousseff.

Mas a imagem pessoal da presidente foi afetada, de acordo com a pesquisa. Houve ainda uma piora generalizada nas expectativas com a economia, principalmente em relação à inflação.

Pesquisa Datafolha realizada nos dias 9 e 10 de junho mostra que 49% dos entrevistados consideram Dilma como ótima ou boa. No último levantamento, de março, eram 47%. (Folha)

Leia mais em Educação Política:

FURO DE REPORTAGEM: PEDIDO DE IMPEACHMENT DE GILMAR MENDES, MINISTRO DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, NÃO É NOTÍCIA
O CASAMENTO REAL DE WILLIAM E KATE MIDDLETON MOSTRA QUE A MÍDIA E O BRASIL NÃO PERDERAM O COMPLEXO DE VIRA-LATA
QUE PAÍS É ESSE? BAFÔMETRO NA LAND ROVER DO AÉCIO NEVES MOSTRA QUE O BURACO É MAIS EMBAIXO
PARA FOLHA DE S. PAULO, R$ 160 VALE MAIS DO R$ 1,6 MILHÃO

PARA ENTENDER POR QUE O DATAFOLHA É APENAS O ‘DATAFALHA’ DO GOLPE

Esse não desiste!!

A última pesquisa Datafolha divulgada pela Folha de S.Paulo mostra que Dilma Rousseff caiu três pontos percentuais a seis dias da eleição e diminuiu a diferença em relação à soma dos outros dois canditados: Marina Silva e José Serra. Com base nesse resultado a pesquisa aponta chance de segundo turno. Bem diferente do que diz o Datafolha é o que diz a Vox Populi que aponta vitória de Dilma ainda no primeiro turno e mantém seu percentual de 49% das intenções de voto.

Interessante é ver que Marina Silva na Vox Populi está com 13% das intenções de voto e no Datafolha aparece com incríveis 16%! Como explicar tanta diferença? Pode parecer inacreditável, mas tudo tem uma explicação dentro da lógica de funcionamento do PIG.

E eis que surge mais uma arma para levar a eleição ao segundo turno. A aposta agora é no surpreendente crescimento da onda verde, cuja candidata representante não consegue formular mais de três ideias óbvias na sequência! É bem cansativo…

Mas, vejamos com detalhes como vai se processar essa última jogada do PIG às vésperas da eleição!

O Golpe, Capítulo 995: como o jn vai usar o Datafalha
Do Conversa Afiada, Por Paulo Henrique Amorim

Registre-se, em primeiro lugar, que a Bláblárina Silva é colonista (*) da Folha (**).
(O Gabeira, também, mas deixou de ser chic citar o Gabeira, coitado.)
Clique aqui para ler “Por que a Globo trocou o Serra pela Marina – ou a escolha de Lucia”.
Este Conversa Afiada já apresentou um “Manual do Golpe, ou a testemunha bomba do Ali Kamel”.
A primeira fase desta etapa final do Golpe, em sua 995ª. versão, é a manipulação do Globope e do Datafalha.
Saiu hoje, na primeira página, o Datafalha que o jornal nacional utilizará para tentar levar a eleição para o segundo turno.
O Datafalha, já se sabe, está fora da curva das pesquisas.
O Datafalha tem problemas de amostra.
O Datafalha entrevista mais eleitores do Serra do que da Dilma.
Entrevista por telefone.
E há duvidas sobre se entrevista os eleitores ou se os submete a uma sessão de tortura.
O Datafalha anabolizou o Serra até onde pode, ajudou a destruir a candidatura presidencial do Aécio, e, só depois, sob a pressão da Vox e da Sensus, entrou “na linha”.
O Datafalha volta hoje a sair da “da linha”.
Ele não tem nada a ver com o que diz, todo dia, o tracking da Vox.
(Ou seja, Dilma tem 49 contra 37, soma do jenio com Bláblárina…)
Mas, isso não tem importância.
O Datafalha não é para medir a intenção do eleitor.
O Datafalha é para municiar o jornal nacional do Ali Kamel.
E para dar o Golpe.
Como dizia o Caetano, antes de trabalhar para a Globo: assisto ao jornal nacional não para saber o que aconteceu, mas para saber o que o jornal nacional quer que eu pense que aconteceu.
Agora, é tudo ou nada ! (Texto Completo)

Leia mais em Educação Política:

VEJA COMO A EXTREMA-DIREITA AGE NO BRASIL; VÍDEO DO PSDB É ASQUEROSO E MOSTRA COMO CRIAR O LULISMO
EM OPORTUNO ARTIGO, LEONARDO BOFF DIZ TUDO QUE VAI PELA EXISTÊNCIA OCA DA VELHA MÍDIA BRASILEIRA
AULA MAGNA DE JORNALISMO: CARLOS LATUFF E A IMPRENSA GOLPISTA
HUMOR DO TIRIRICA NAS ELEIÇÕES: SÓ UM PALHAÇO VOTA EM OUTRO

PESQUISA VOX POPULI/BAND COM DILMA ROUSSEFF A FRENTE DE JOSÉ SERRA MOSTRA QUE DATAFOLHA E JORNAL FOLHA DE S.PAULO SE PERDERAM

Charge mostra Dilma no Aerolula

A nova pesquisa Vox Populi/Band divulgada hoje e que mostra Dilma Rousseff a frente de José Serra é mais uma mostra de como está trabalhando o Datafolha e a Folha de S.Paulo nestas eleições.

O Vox Populi atesta que a candidata petista tem agora 38% das intenções de voto contra 35% de José Serra. Pela primeira vez Dilma Rousseff aparece a frente de José Serra.

A Folha de S.Paulo e o Datafolha insinuaram que a última pesquisa do Instituto Sensus, que mostrava empate técnico entre os dois candidatos, estava errada. O PSDB entrou na justiça para investigar e nada descobriu de errado; a pesquisa estava correta. Na verdade, o empate técnico naquele momento era a tendência das pesquisas.

Já o Datafalha, ou melhor, Datafolha, mostrava José Serra 9 pontos percentuais a frente de Dilma. Das duas uma: ou a Folha de S.Paulo manipulou a pesquisa ou os caras são ruins mesmo! Veja vídeo abaixo:

Leia mais em Educação Política:
BRASIL TEVE AVANÇOS NO MODELO DE FINANCIAMENTO DE CAMPANHA POLÍTICA, DIZ PESQUISADOR
DEBATE ENTRE INSTITUTOS DE PESQUISA COMO DATAFOLHA E SENSUS SÓ FORTALECE A DEMOCRACIA BRASILEIRA
EMPRESÁRIOS ESTÃO FUGINDO DO CABRESTO DA GRANDE MÍDIA; OS INTERESSES NEM SEMPRE COINCIDEM
PESQUISA VOX POPULI/BAND MOSTRA QUE GASTOS PUBLICITÁRIOS DE JOSÉ SERRA FORAM POR ÁGUA ABAIXO, LITERALMENTE
PESQUISA MOSTRA QUE BRASILEIRO NÃO LÊ PORQUE PREFEITOS NÃO INVESTEM EM BIBLIOTECAS

DEBATE ENTRE INSTITUTOS DE PESQUISA COMO DATAFOLHA E SENSUS SÓ FORTALECE A DEMOCRACIA BRASILEIRA

Institutos de pesquisa no centro da democracia

A discussão entre os institutos de pesquisas que captam a intenção de voto para as eleições presidenciais de 2010 fortalece ainda mais a democracia brasileira. Diferente da voz única da grande mídia, os institutos recentemente iniciaram uma briga sobre a qualidade dos resultados das pesquisas.

No centro da disputa estão Datafolha, Vox Populi e Sensus. Datafolha apostando em uma recuperação de José Serra. Os outros mantendo o mesmo cenário dos últimos meses.

Em vários períodos, desde a eleição de Erundina em 1989 até a vitória de Gilberto Kassab, na última eleição para prefeito da capital paulista, os institutos colhem acertos, erros e também suspeitas de manipulação.

É difícil acreditar que um candidato mantém a liderança até a última semana do pleito e nos últimos dias cai acentuadamente.  Ao final da eleição, o instituto diz que acertou, pois a última pesquisa apontava vitória do candidato que foi o vencedor, enquanto as dezenas de pesquisas anteriores mostravam o contrário.

Essa disputa entre institutos é um ótimo momento para debater e refinar critérios de pesquisa e servir como um autocontrole sobre os resultados. Para a democracia, isso é bom porque coloca uma pluralidade de idéias e vozes na disputa eleitoral.

Leia mais em Educação Política:
PARCERIA ENTRE O PSDB E A GRANDE MÍDIA INCLUI AÇÃO NA JUSTIÇA PARA GERAR PAUTA E COBERTURA JORNALÍSTICA
ATO FALHO DO PSDB: O POVO FEDE, A ELITE É LIMPINHA
UM ESCÂNDALO ESTAMPADO NAS CAPAS DA REVISTA VEJA: LINHA EDITORIAL TRATA SEUS LEITORES COMO TOLOS NA CARA DURA
A VITÓRIA DE DILMA NAS ELEIÇÕES DO FINAL DO ANO SERÁ A SEGUNDA DERROTA DA GRANDE MÍDIA E UMA CONQUISTA DA DEMOCRACIA BRASILEIRA
SE IMPRENSA AGE COMO OPOSIÇÃO, POR QUE O GOVERNO E ESTATAIS ANUNCIAM NESSES VEÍCULOS?

PESQUISA VOX POPULI SOBRE ELEIÇÕES LEVA A CRER QUE DATAFOLHA FORJOU PESQUISA PARA LEVANTAR O ÂNIMO TUCANO

Datafolha tenta animar tucanos, mas Vox Populi estraga a festa

A última pesquisa Vox Populi/Band, divulgada esta noite, leva a crer que Datafolha forjou pesquisa para levantar o ânimo da campanha de José Serra, do PSDB.

A Pesquisa Vox Populi/Band mostra a mesma tendência anterior, de estagnação de Serra (34%) e crescimento de Dilma Rousseff (agora com 31%).

A pesquisa Datafolha da semana passada, diferentemente, mostra que havia uma grande mudança nos rumos das intenções de voto, com Dilma em queda e Serra subindo, justamente no momento em que Serra se lançaria como candidato.

Isso só demonstra que o grande adversário de Dilma não é o PSDB, mas as corporações de mídia que apóiam o candidato tucano.

Leia mais em Educação Política:
SE IMPRENSA AGE COMO OPOSIÇÃO, POR QUE O GOVERNO E ESTATAIS ANUNCIAM NESSES VEÍCULOS?
PAC 2 DEIXA DE FORA INVESTIMENTO DO ESTADO EM INFRAESTRUTURA DA INTERNET BANDA LARGA E ISSO NÃO É NADA BOM PARA A ECONOMIA
REFORMA AGRÁRIA NO BRASIL É FEITA COM ESMOLA; RURALISTAS EMBOLSAM 25 VEZES O VALOR REPASSADO A COOPERATIVAS DE ASSENTADOS
A COLOCAÇÃO DA GRANDE MÍDIA SOB SUSPEIÇÃO PODE SER UMA ESTRATÉGIA EFICAZ PARA LULA ELEGER DILMA ROUSSEFF NO PRIMEIRO TURNO
%d blogueiros gostam disto: