Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos de tags: Dilma Roussef

MINISTRO CARLOS LUPI CAI E GRANDE MÍDIA VAI TORNANDO O GOVERNO DILMA ROUSSEFF MAIS EFICIENTE A CADA MINISTRO

Lupi deixa o governo Dilma

A presença de um governo trabalhista (Lula-Dilma Rousseff) com o poder de governar o Brasil e uma imprensa neoliberal fazendo o papel de oposição é o melhor dos mundos para os brasileiros. Com certeza, não é o melhor dos mundos para Dilma, assim como não foi para Lula.

A saída do ministro do Trabalho Carlos Lupi é mais uma contribuição da imprensa ao governo Dilma. Apesar de trazer certa dificuldade ao governo, que fica nesse demite-não demite, a grande imprensa em coro tem feito uma limpeza a partir de denúncias, muitas vezes contundentes, contra a atuação dos ministros. Isso tende a melhorar o governo de Dilma Rousseff. Espera-se, sempre, que um substituto vá tomar mais cuidados com o uso do dinheiro público e, obviamente, isso pode tornar o governo Dilma mais eficiente.

É claro que a grande mídia faz o papel de oposição e seu alvo é atingir Dilma Rousseff, no limite, levar a um impeachment, mas essa possibilidade é mais difícil. As análises dos colunistas da oposição (quero dizer, da mídia) tentam relacionar os problemas dos ministros à presidenta.  É uma tarefa ingrata, visto que Dilma tem demitido os ministros e, com isso, fortalecido a sua posição de governo.

O verdadeiro poder da mídia não está nas denúncias que faz contra os ministros governo, visto que esse é seu papel e isso pode ser até bom para a presidenta no final das contas. O poder da mídia está na sua omissão. Assim, as investigações e cobranças sobre a Controlar de Kassab/Serra/PSDB, a corrupção no metrô de São Paulo, etc etc ficam negligenciadas, o que torna os governos aliados da mídia menos fiscalizados e, consequentemente, mais acomodados.

O resultado dessa disputa pode ser semelhante ao que aconteceu com o governo de Lula. Dilma pode sair com mais de 80%  de aprovação. Aí a grande mídia vai criar o termo Dilmismo. O mito Dilma.

É um remédio amargo para o governo ter toda a grande imprensa no calcanhar, mas talvez seja bom para o país……. (se for possível evitar um golpe)

Leia mais em Educação Política:

MAITÊ PROENÇA E A DESIGUALDADE SOCIAL DO BRASIL, QUE COMEÇA E TERMINA NA PREVIDÊNCIA
ATORES DA GLOBO FAZEM VÍDEO MACAQUEADO CONTRA USINA HIDRELÉTRICA DE BELO MONTE, MAS NÃO SE COMOVEM COM O ASSASSINATO DE INDÍGENAS NO MATO GROSSO DO SUL
OS ESTADOS UNIDOS POR ELES MESMOS: ASSASSINOS ECONÔMICOS E FAÇA O QUE EU DIGO, NÃO FAÇA O QUE EU FAÇO
LULA É UM DOS MAIORES DEMOCRATAS QUE ESTE PAÍS JÁ TEVE NA PRESIDÊNCIA

ESTE GRÁFICO PODE DECIDIR SEU VOTO NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES PRESIDENCAIS DO BRASIL

Eleições 2010

Há muita gente que vota olhando exclusivamente para o próprio umbigo. É normal, mas se você é uma pessoa que na hora do voto pensa em um país melhor e menos desigual (e que isso também te beneficia), esse gráfico pode te ajudar a decidir seu voto nas próximas eleições. Ele mostra a linha da miséria, levantado pela FGV-RJ em cima de indicadores do IBGE.

Há nele três governos que marcam três períodos bem distintos. O primeiro é o governo Itamar Franco (1992-1994) com acentuada queda da linha da miséria. Depois (1995-2002) vem o governo de Fernando Henrique (PSDB) e veja que o gráfico não muda, ou seja, a desigualdade continua estável durante os oito anos do governo tucano.

Depois entra o governo Lula (PT), que vai de 2003 a 2009, e reaparece uma queda grande na quantidade de miseráveis no Brasil, uma queda de quase 50%.

Nada garante que o governo de Dilma Rousseff continuará diminuindo a miséria no Brasil, mas é a única candidatura que representa a continuação da política social iniciada pelo governo Lula.

Essa é a nossa esperança, que seja uma continuação do governo Lula nesse aspecto. Que Dilma Rousseff  não só continue, mas que acentue ainda mais as ações afirmativas para erradicar a miséria no país. É preciso levar parte do dinheiro público para as favelas, é preciso de um grande PAC das Favelas e melhorar as condições de vida da população em geral.

Não é possível construir uma grande país convivendo com a miséria que, numa sociedade desigual, é o ambiente propício para a violência urbana.

Leia mais em Educação Política:

HERANÇA DA TORTURA DA DITADURA MILITAR, QUE O STF LEGITIMOU, ESTÁ NA ESSÊNCIA DA CRUELDADE DA MORTE DE ELIZA SAMÚDIO
VEJA A MELÔ SERTANEJA DO PEDÁGIO, QUE JOSÉ SERRA DIZ QUE NÃO É CARO
O CASO DO GOLEIRO BRUNO DO FLAMENGO É SÓ UMA PONTA DO ICEBERG DA VIOLÊNCIA CULTURAL CONTRA A MULHER
EXPERIÊNCIA DO IDEB MOSTRA QUE DIRETOR DE ESCOLA É TÃO IMPORTANTE QUE DEVERIA SER ELEITO PELA COMUNIDADE ESCOLAR

LULA É A GARANTIA DA DEMOCRACIA CONTRA UM EVENTUAL GOLPE DE ESTADO DOS CORONÉIS DE TOGA, FARDA OU DA MÍDIA

Lula é o lastro da democracia brasileira contra o golpe

O presidente Lula é a garantia que o Brasil tem contra o golpe de estado que o Judiciário, parte da grande mídia e setores da ultradireita brasileira podem intentar com a eventual vitória de Dilma Rousseff.

Há setores da sociedade brasileira, setores que sempre ignoraram a nação em benefício particular, que durante 500 anos mantiveram a maior desigualdade social do mundo, um fosso tão grande quanto o apartheid da África do Sul, um fosso que se transformou em uma usina de violência, assassinatos e crime organizado presentes nas grandes e médias cidades brasileiras.

Esses setores estão inconformados com a possibilidade de ficarem mais oito anos tendo de suportar o nascimento de uma nova nação, mais justa e digna. Apesar de que os avanços sejam lentos e demorados.

Depois desse acordo com o Irã e Turquia, mais do que nunca, o presidente Lula se torna o maior valor para a democracia brasileira. Por orgulhosos que sejam os avanços econômicos no Brasil, a ação mais revolucionária e transformadora que o governo Lula teve, com certeza, foi nas relações internacionais comandadas pelo ministro Celso Amorim.

O presidente Lula é um antídoto contra um possível golpe da direita brasileira porque respeitou a Constituição durante o seu mandato, diferente de FHC (leia-se PSDB), que alterou (em benefício próprio) para poder se reeleger.

Mais do que isso, durante o caso do mensalão, quando se incitava um golpe, Lula foi às bases. Naquele momento, em que se falava em impeachment, Lula foi a manifestações organizadas por sindicalistas e deu um recado claro para a ultradireita revestida de socialdemocrata: “se derem o golpe, o país vai parar”. E um bom capitalista sabe que é pior ter seus negócios parados do que um metalúrgico no poder.

Depois de tudo isso, nunca os empresários ganharam tanto dinheiro como no governo Lula. E são os empresários que vão dar a vitória à Dilma Rousseff porque terão um significado simbólico, de vencer o medo, na campanha da candidata petista.

Leia mais em Educação Política:

ELEITOR DO DEM, PSDB E PMDB TEM MAIS CHANCE DE VOTAR EM UM POLÍTICO CORRUPTO, MAS MATÉRIA DO GLOBO TEM ERRO BÁSICO
INTERNET BANDA LARGA É O GRANDE NÓ DA INFRAESTRUTURA E DA DEMOCRACIA DO BRASIL
A VITÓRIA DE DILMA NAS ELEIÇÕES DO FINAL DO ANO SERÁ A SEGUNDA DERROTA DA GRANDE MÍDIA E UMA CONQUISTA DA DEMOCRACIA BRASILEIRA
O CONCEITO DE DEMOCRACIA NA MÍDIA BRASILEIRA É TÃO SÓLIDO QUANTO PUDIM DE LEITE
OS CARGOS VITALÍCIOS DOS JUÍZES FAZEM COM QUE O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL SEJA O PODER MAIS ANTIDEMOCRÁTICO DO BRASIL

NASSIF: OS JORNAIS E SEUS JORNALISTAS NO CASO DA MENTIRA CONTADA POR LINA VIEIRA SOBRE O ENCONTRO COM DILMA ROUSSEFF DIA 19 DE DEZEMBRO

As faces da mentira

Do blog do Nassif

A esta altura, até pela leitura da Época – que pertence ao mesmo grupo – O Globo sabe que a tal reunião entre Lina e Dilma não existiu. A Folha sabe, o Estadão sabe.

Mas a intenção do jogo não era chegar à verdade. Era mentir sistematicamente até que a pecha de mentirosa pegasse na vítima. Em plena segunda, com a trama desvendada, prosseguem mentindo.

Matéria de capa de hoje de O Globo (na foto, o diretor de redação Rodolfo Fernandes):

Dilma sai de cena para evitar desgaste

Matéria interna:

Já o senador Demóstenes Torres (DEM-GO) disse que a ministra se enfraqueceu muito com o episódio de Lina Vieira e não se sustenta mais como candidata do governo à sucessão de Lula.

– Ela mentiu muito, foi mentindo, mentindo, mentindo, e agora querem tirá-la de cena para repaginar seu currículo. Por conta dela mesma, despencou, e é irreversível. Esse remendo em pneu velho não surte efeito, tem que trocar o pneu. Se o governo não trocar de candidato, vai perder por antecipação. O brasileiro não quer um presidente mitômano – avalia.

Demóstenes é o sujeito que participou da mentira com Gilmar Mendes em torno do grampo falso da Veja.

Na Folha (na foto, o diretor de redação Otávio Frias Filho), o grande pensador Fernando Rodrigues cria o conceito de “patrimonialismo da informação” para abordar exclusivamente a falta de imagens no sistema do Palácio. Dias antes, escreveu um artigo inteiro chamando a Ministra de mentirosa – com base em uma mentira. Anos atrás, passou um mês dando sobrevida a uma armação de sua fonte preferida – Gilberto Miranda – o dossiê Cayman.

Internamente, nenhuma matéria do jornal sobre o desmascaramento de Lina.

No Estadão (na foto, o diretor de redação Ricardo Gandour), também nenhuma menção ao dia 19 – dia que Lina dava como sendo da suposta reunião. A matéria fala que a base se mobiliza para evitar a convocação de Dilma.

Pergunto, em que mundo estão? Graças à Internet, esse factóide foi desmontado. Centenas de milhares de leitores de Internet – dentre os quais, os melhores leitores do Estadão, Folha e Globo – sabem que estão sendo enganados, ludibriados, sabe que mentiram para eles.

Onde se pretende chegar? O Estadão faz um drama com a decisão do desembargador em proibir a divulgação de um tema sob sigilo da notícia. Pergunto ao Gandour: qual o direito que tem um jornal de manipular a informação, de mentir e, depois de descoberta a mentira, não se corrigir?

Como se pretende alçar a liberdade de imprensa ao panteão das grandes liberdades civis, com essa desmoralização persistente? Não percebem que estão fazendo o jogo dos inimigos da democracia, que estão legitimando o chavismo? Quando irá cair a ficha desses destrambelhados?

Leia mais em Educação Política:
RESPOSTA DA REDE RECORD À REDE GLOBO EXPÕE A TRAGÉDIA DO MONOPÓLIO DA INFORMAÇÃO NO BRASIL
A COMUNICAÇÃO DIGITAL VERDE: UM ESTUDO DE SITES AMBIENTALISTAS A PARTIR DO CONCEITO DE ESPAÇO MEDIADOR CULTURAL É PUBLICADO EM REVISTA CIENTÍFICA
BLOG DA PETROBRÁS É MAIS UM SINAL FORTE DE QUE ESTAMOS NO FIM DO OLIGOPÓLIO DA INFORMAÇÃO
FOTÓGRAFO DA AGÊNCIA BRASIL, MARCELLO CASAL JR, PRODUZ FOTOJORNALISMO E ARTE EM PROTESTO CONTRA GILMAR MENDES
RODRIGO VIANNA MOSTRA QUE O MEIO FAZ O JORNALISTA; FERNANDO BARROS E SILVA, QUEM DIRIA…

SEGUNDO TURNO E ELEIÇÃO DE MARTA SERÁ TESTE DE TRANSFERÊNCIA DE VOTO DE LULA PARA DILMA ROUSSEF

Midia se apressou em dizer que Lula não transfere votos

Mídia se apressou em dizer que Lula não transfere votos

A mídia já se apressou hoje. Em vários jornais e na CBN se afirma que o presidente Lula não é capaz de transferir votos. Parece mais uma tentativa de convencimento do eleitor do que propriamente uma análise. Mesmo porque o presidente Lula não esteve tão presente nas eleições do primeiro turno.

O segundo turno realmente vai definir a capacidade de Lula de transferência de voto. Com horário eleitoral com tempo igual e possibilidade de participação mais efetiva do presidente, esse será um grande momento de teste.

As capitais e grandes cidades em que aliados da base disputam com a oposição vão ser decisivas para testar a capacidade do presidente de transferência. É o caso de São Paulo e São Luiz do Maranhão.

A mídia se apressou em dizer que o presidente não transfere votos porque a eleição funciona como um termômetro para testar a capacidade de eleger Dilma Roussef. Essa eleição pode definir a candidatura da ministra. Se o presidente transferir votos, Dilma terá grandes chances de ganhar as próximas eleições.

Mas se Lula não conseguir transferir votos, o PT e a base aliada terá de repensar as estratégias para 2010.

Leia também no Educação Política:

MARTA APOSTA NO APOIO DE LULA NO SEGUNDO TURNO

CANDIDATOS A PREFEITO IGNORAM POLÍTICAS DE COMUNICAÇÃO

VOTO FACULTATIVO É BOM CAMINHO PARA EDUCAÇÃO POLÍTICA

O VOTO É O MOMENTO MAIS EMBLEMÁTICO E MAIS ENGANOSO DA DEMOCRACIA

O VALOR DA DEMOCRACIA (vale a pena ver de novo)

A democracia tem um valor inestimável. São nesses momentos, como deste vídeo, que realmente entendemos os motivos que levam muitas pessoas a se dedicar à política, a procurar entender a política. As pessoas, principalmente quando jovens, querem um mundo melhor. É certo que esse mundo imaginado não se realiza em uma utopia, mas é um mundo bem mais digno do que aquele que eles encontraram na juventude. Vale a pena sonhar em transformar o mundo na juventude e, por que não, na vida toda.

%d blogueiros gostam disto: