Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos de tags: disciplina

O FILME ENTRE OS MUROS DA ESCOLA MOSTRA QUE A ESCOLA ESTÁ ISOLADA E INCAPAZ DE RESOLVER OS PROBLEMAS CRIADOS PELA SOCIEDADE

Filme ganhou Palma de Ouro em Cannes

O filme Entre os muros da escola (França, 2008), dirigido por Laurent Cantet, foi muito divulgado como um filme que trata da dificuldade de uma escola pública da periferia de Paris em lidar com seus indisciplinados alunos filhos de imigrantes.

Nada mais falso para quem assiste ao filme. Os alunos estão mais para inteligentes e críticos em relação à escola do que para indisciplinados, ainda que a indisciplina esteja presente.

Mas a grande questão do filme não é essa, não é a indisciplina e a imigração. Essa é uma visão eurocêntrica e elitista que não é evidente na narrativa. Pelo contrário, o filme deixa claro, explicitamente, a incapacidade da escola em resolver os seus próprios problemas. A escola lida com alunos globalizados (provenientes de culturas diversas) do século 21 da mesma forma que lidou com os alunos provincianos (monoculturais) do século 19.

Entre os muros da escola há um diretor empolado, professores fúteis, discussões inúteis e reuniões tão enfadonhas que até o público do filme não aguenta. O filme mostra que a escola transformou-se em um tribunal, em um espaço de jugo e não de pensamento. Ela se isolou em uma fortaleza de conceitos retóricos e ineficientes. Daí talvez porque o título do filme fale sobre os muros.

O diretor Laurent Cantet diz mais do que pode nos parecer, mas o enredo deixa claro que, mesmo nos países do primeiro mundo, a escola foi abandonada pelo Estado, está isolada e ilhada entre muros de uma tradição que não dá conta da realidade.

Leia também sobre o sensacional Sicko, de Michael Moore.


Leia mais em Educação Política:
CANTORA REJANE LUNA COLOCOU 12 MÚSICAS PARA BAIXAR DE FORMA LEGAL NO SITE PALCO MP3
DA SÉRIE OBRA-PRIMA: AMY WINEHOUSE EM YOU KNOW I´M NO GOOD

UMA HISTÓRIA ENFADONHA, DE ANTON TCHEKHOV, É DE UMA BELEZA SINGULAR E ATEMPORAL
NOEL ROSA, POETA DA VILA, É UM FILME QUE APOSTOU NA MÚSICA E NO AMOR INCONSEQUENTE DO GRANDE MÚSICO CARIOCA DOS ANOS 30
LÓKI, DOCUMENTÁRIO SOBRE ARNALDO BAPTISTA MOSTRA A IMPORTÂNCIA RADICAL DE UM MÚSICO EXTRAORDINÁRIO

ESCOLAS PÚBLICAS DEVEM TER UMA DISCIPLINA QUE INCENTIVE CRIANÇAS A SEREM HONESTAS

Escola deveria ensinar honestidade

Por Arlinda Basilio dos Santos

O combate à corrupção, é um objetivo e a meta é colocar um freio na sequência cada vez mais crescente de desmandos administrativos, de desvios de recursos públicos, de nepotismo e toda sorte de malversação do dinheiro do povo. A iniciativa, a exemplo de todas as outras já adotadas neste rumo, merece o aplauso e o apoio da sociedade porque visa a resguardar o patrimônio coletivo da sanha de inescrupulosos gestores e detentores de mandato, mas ela não se encerra em si mesmo.

É preciso que as instituições públicas e privadas adotem uma série de medidas que barrem de uma vez por todas o imenso sangradouro aberto nas finanças públicas por causa da corrupção desenfreada. E o melhor meio para que este objetivo seja alcançado será através da educação. É preciso que as pessoas aprendam desde cedo que usar o dinheiro público em benefício próprio é um crime sem tamanho.

As escolas públicas e privadas deveriam adotar em sua grade curricular uma disciplina que incentivasse as crianças a serem honestas, não pelo fato de que ser honesto é apenas uma virtude, mas uma necessidade cada vez mais crescente na sociedade.

Se as coisas continuarem na mesma ordem em que estão, dentro de mais alguns anos o sentido da democracia estará totalmente desfigurado.

As pessoas deixarão de acreditar nos políticos e cada vez mais vão participar menos das discussões sobre os rumos da cidade, do Estado, da nação. Isso possibilitará que apenas os aproveitadores disputem os cargos políticos e vençam as eleições. E como eles estarão conscientes de que o povo, aquele que paga a conta, não se importa em ser roubado, vão desviar tudo que for possível.

O resultado disso tudo será a deterioração cada vez mais crescente das instituições, a decadência da máquina pública como elemento de solução dos problemas sociais. Mas, para que esse quadro negro não seja confirmado, é preciso uma atitude agora. O combate à corrupção é necessário, mas ele sozinho não vai resolver o problema.

A educação será a principal arma a ser utilizada em busca de um basta nessa situação. As crianças aprendendo a não praticar e a denunciar os casos suspeitos será a forma mais prática de resolver um problema que vem angustiando o País. É preciso uma reação e ela deve surgir do seio da sociedade, a verdadeira dona do Brasil.
Arlinda Basilio dos Santos

Leia mais em Educação Política:
BRASIL COLHE OS RESULTADOS DE 20 ANOS DE DEMOCRACIA
NOVA LEI NO BRASIL, ARTIGO 1: RICOS E COM BONS ADVOGADOS NÃO PODEM SER PRESOS EM HIPÓTESE ALGUMA
SITE TRAZ UM VERDADEIRO MAPA SOBRE OS DONOS DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO NO BRASIL
O VOTO É O MOMENTO MAIS EMBLEMÁTICO E MAIS ENGANOSO DA DEMOCRACIA
NÃO EXISTE DEMOCRACIA, MAS PROCESSO DEMOCRÁTICO
%d blogueiros gostam disto: