Categorias
NOTÍCIA

PORTO ALEGRE TERÁ O AEROMÓVEL, COM TECNOLOGIA BRASILEIRA, NO SEGUNDO SEMESTRE, 24 ANOS APÓS INSTALAÇÃO NA INDONÉSIA

Aeromovel em Porto Alegre é concretização do sonho de décadas de um gaúcho

Nos anos 1980, tecnologia ganhou linha de testes em Porto Alegre e foi implantada em Jacarta, na Indonésia, onde está em operação há 24 anos. Inauguração do projeto em 2013, no estado natal de Oskar Coester, é aguardada com expectativa pelo inventor

Portal da Copa

Quem passa em frente ao Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, fica pelo menos curioso. Diante do terminal de passageiros, dezenas de pessoas trabalham em uma via de concreto, cuja altura varia de 4,5 a 9 metros. A estrutura chama atenção não só pela elevação, mas pelas curvas sinuosas presentes no trajeto. Os trabalhos ali estão na reta final.

Os trilhos estão sendo ajustados na via. No começo e no fim da linha, duas estações de 450 m², climatizadas e com portas automáticas, recebem os acabamentos. Os dois veículos que vão circular na estrutura – um para 150 passageiros e outro para 300 –  foram fabricados em Três Rios, no interior do Rio de Janeiro. O menor chega a Porto Alegre em abril, para os primeiros testes, e o segundo em maio. Esse é o contexto da primeira linha comercial do Aeromovel no país. A previsão de início da operação é para o segundo semestre de 2013.

Fotos: Danilo Borges/Portal da Copa

Fotos: Danilo Borges/Portal da Copa#Humberto Kasper, da Trensurb: aeromovel <br>será "um braço do sistema de mobilidade"

Humberto Kasper, da Trensurb: aeromovel
será “um braço do sistema de mobilidade”

Barco a vela invertido

O Aeromovel é um sistema automatizado de transporte de passageiros que se locomove em via elevada. Trata-se de um veículo leve sobre trilhos movimentado pelo ar gerado por ventiladores industriais, que controlam pressão, direção e velocidade do ar.

“O veículo tem uma placa de propulsão fixa no chassi do carro, que fica enclausurada dentro da via. Então, uma corrente de ar de baixa pressão e de alta vazão sopra o veículo empurrando ele pra frente ou succiona, trazendo o veículo de volta. O motor que gera a força de tração do sistema fica fora do veículo, deixando o veículo mais simples e mais leve possível”, explica Diego Abs, diretor de engenharia da Aeromovel Brasil S/A, empresa sediada em São Leopoldo, na região metropolitana de Porto Alegre.

“A roda e o trilho tem funções diferentes em relação ao transporte ferroviário. Eles são usados para uma espécie de rolamento linear e a propulsão é feita independente da roda. É um sistema de barco a vela invertido, em que o próprio duto da via é o túnel de vento. Ao invés de esperar o vento soprar, o vento é soprado através de ventiladores industriais, movidos a energia elétrica.”, acrescenta o gaúcho Oskar Coester, presidente da empresa e inventor da tecnologia.

Em Porto Alegre, o percurso do Aeromovel terá um quilômetro, fazendo a ligação direta entre a Estação Aeroporto, integrante do metrô da capital gaúcha , e o terminal 1 de passageiros do aeroporto Salgado Filho. A linha é de responsabilidade da Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre (Trensurb), vinculada ao Ministério das Cidades. A Trensurb adquiriu o pacote tecnológico do Aeromovel em agosto de 2010.

#Clique na imagem para ver o infográfico completo

Clique na imagem para ver o infográfico completo

“O Aeromovel será tratado como um braço da Trensurb do sistema principal. Ao comprar o bilhete da Trensurb, o usuário já estará dentro do sistema. Na Estação Aeroporto, ele fará uma transferência, já na área paga, e poderá ter acesso ao Aeromovel para chegar ao aeroporto, sem custo adicional. E o mesmo vale para o sentido oposto, basta adquirir o bilhete do metrô”, explica Humberto Kasper, diretor-presidente da Trensurb.

De acordo com Kasper, a decisão de implantar o Aeromovel foi baseada em vários fatores. “Em 2004, um parecer técnico do Ministério da Ciência e Tecnologia recomendou que o país investisse no desenvolvimento da tecnologia, 100% nacional. No relatório da CPI da crise do sistema de tráfego aéreo, foi recomendado que houvesse soluções para os aeroportos em termos de acesso por modos coletivos de transporte. Um plano de soluções foi produzido pelo Ministério das Cidades, que recomendou os testes com a tecnologia Aeromovel, sugerindo a criação da linha aqui em Porto Alegre”, diz.

Em dezembro de 2010, a Trensurb e a Infraero assinaram um termo de cooperação para implantação do sistema entre a estação do metrô e o aeroporto. A obra teve início em agosto de 2011, com investimento total de cerca de 38 milhões de reais, recursos do governo federal. (Texto Integral)

Veja mais:

Categorias
EDUCAÇÃO POLÍTICA

ÓTIMA NOTÍCIA: CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA (CONFEA) ENTRA NA LUTA CONTRA A CORRUPÇÃO EM OBRAS PÚBLICAS

Engenheiros podem contribuir na luta contra corrupção em obras públicas

A iniciativa do Confea (Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia) de combate à corrupção em obras públicas é uma das mais importantes das últimas décadas para o Brasil

O Confea é a entidade social que estava ausente do debate público, mas que pode dar uma contribuição fundamental para a melhoria das obras e evitar o desperdício do dinherio dos brasileiros.

O que acontece hoje é que as licitações são feitas para serem burladas. Ou seja, não há um projeto executivo detalhado, passo a passo. Então, a empresa usa materiais e procedimentos que diminuem a qualidade e a durabilidade. Basta ver os asfaltos das cidades, as obras em escolas públicas e acontecimentos como o do buraco do metrô em São Paulo etc.

Diferentemente, quando se faz um empréstimo particular, o banco, mesmo público, exige um projeto detalhado e o dinheiro não sai se a obra é alterada ou atrasada.

Simples, mas fica um pouco mais difícil a corrupção. Ainda que continue alguma corrupção, a sociedade poderia ganhar uma boa obra. Hoje a situação é caótica porque além da corrupção, a obra fica um lixo.

Legislação para simplificação e publicidade de projeto executivo também ajudaria

Veja abaixo notícia sobre a iniciativa do Confea.

Confea lança movimento anticorrupção na Engenharia

JorgeWamburg/ABr

Brasília – Propor medidas para aperfeiçoar os processos de contratação e fiscalização de obras e serviços na área tecnológica e evitar desvios e desperdícios de dinheiro público. Esses são os objetivos do movimento anticorrupção na engenharia, lançado dia 22/02/10 pelo Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Confea) durante o seu quinto encontro de lideranças, que se estenderá até sexta-feira (26), em Brasília.