Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos de tags: escola pública

Quase a metade dos alunos do estado de SP afirma que passou de ano sem aprender

Quase metade (46%) dos alunos da rede estadual de ensino do estado de São Paulo admite que já passou de ano sem ter aprendido a matéria, indica pesquisa divulgada (Continue Lendo…)

Anúncios

GOVERNADOR ALCKMIN, O SR. COLOCARIA SEU FILHO EM UMA ESCOLA PÚBLICA DE SÃO PAULO DEPOIS DE 17 ANOS DE GOVERNO DO PSDB?

Político em mandato deve ser atendido no SUS (Sistema Único de Saúde) e colocar o filho na escola pública. Só assim, educação e saúde devem melhorar.  Imagina

Veja no vídeo abaixo o caso do governador Geraldo Alckmin (PSDB) que em breve completará 8 anos como governador, dos quase 20 do PSDB em São Paulo.  É exemplar.

Veja mais em Educação Política:

EDUCAÇÃO É TUDO MESMO: PESQUISA REVELA QUE EDUCAÇÃO FAZ VIVER MAIS, SER MAIS FELIZ E TER MAIOR CONSCIÊNCIA SOCIAL E POLÍTICA

Educação é tudo

Educação é tudo

Uma pesquisa da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) e realizado em 15 países membros da organização – do qual o Brasil não faz parte, explica porque o Brasil não investe em educação.

As pessoas que estudam tendem a ter maior consciência política e participação social. Além disso, são mais felizes e vivem mais. Ora, isso é tudo que parte da elite brasileira não quer e, com certeza, é por isso não temos boas escolas públicas.

Vale a pena lutar por educação porque ela é tudo mesmo.

Veja trecho sobre a pesquisa a seguir:

“Segundo o estudo, as pessoas que estudam mais são mais felizes porque tem maior satisfação em diferentes esferas de sua vida. Esse nível de satisfação pessoal é de, em média, 18% a mais para que têm nível superior em relação àquelas que pararam no ensino médio.

Em relação ao aumento da expectativa de vida, o estudo mostra que um homem de 30 anos, por exemplo, pode viver mais 51 anos, caso tenha formação superior, enquanto aquele que cursou apenas o ensino médio viveria mais 43, ou seja, oito anos menos. Essa disparidade é mais acentuada na República Tcheca, onde os graduados podem viver 17 anos a mais.

Participação política

Em outro capítulo desse mesmo levantamento, realizado com um grupo de 27 países, a OCDE chegou à conclusão de que 80% dos jovens com ensino superior vão às urnas, enquanto o número cai para 54% entre aqueles que não têm formação superior. Os adultos mais escolarizados também são mais engajados quando o assunto é voluntariado, interesse político e confiança interpessoal. (Texto Completo)

Veja mais em Educação Política:

NO LIMITE: ESTRUTURA ESCOLAR ADOECE PROFESSORES, QUE ACABAM ABANDONANDO A PROFISSÃO, REVELA PESQUISA

A discussão sobre a necessidade de uma grande reformulação na escola, que segue ainda os moldes da revolução industrial, já está bem formalizada por pesquisadores de todo o mundo, inclusive essas mudanças já estão presentes em diversas práticas isoladas. É preciso que o governante tenha coragem política e capacidade pedagógica para fazer profundas mudanças nessa estrutura centenária. Veja abaixo trecho de reportagem sobre o adoecimento de professores.

Pesquisador afirma que estrutura das escolas adoece professores

Priscilla Borges – iG Brasília

Esturtura escolar adoece professores

Esturtura escolar adoece professores

“O ambiente escolar me dá fobia, taquicardia, ânsia de vômito. Até os enfeites das paredes me dão nervoso. E eu era a pessoa que mais gostava de enfeitar a escola. Cheguei a um ponto que não conseguia ajudar nem a minha filha ou ficar sozinha com ela. Eu não conseguia me sentir responsável por nenhuma criança. E eu sempre tive muita paciência, mas me esgotei.”

O relato é da professora Luciana Damasceno Gonçalves, de 39 anos. Pedagoga, especialista em psicopedagogia há 15 anos, Luciana é um exemplo entre milhares de professores que, todos os dias e há anos, se afastam das salas de aula e desistem da profissão por terem adoecido em suas rotinas.

Para o pesquisador Danilo Ferreira de Camargo, o adoecimento desses profissionais mostra o quanto o cotidiano de professores e alunos nos colégios é “insuportável”. “Eles revelam, mesmo que de forma oblíqua e trágica, o contraste entre as abstrações de nossas utopias pedagógicas e a prática muitas vezes intolerável do cotidiano escolar”, afirma.

O tema foi estudado pelo historiador por quatro anos, durante mestrado na Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP). Na dissertação O abolicionismo escolar: reflexões a partir do adoecimento e da deserção dos professores , Camargo analisou mais de 60 trabalhos acadêmicos que tratavam do adoecimento de professores.

Camargo percebeu que a “epidemia” de doenças ocupacionais dos docentes foi estudada sempre sob o ponto de vista médico. “Tentei mapear o problema do adoecimento e da deserção dos professores não pela via da vitimização, mas pela forma como esses problemas estão ligados à forma naturalizada e invariável da forma escolar na modernidade”, diz. (TextoCompleto)

Veja mais em Educação Política:

DILMA ROUSSEFF VAI PRA CIMA DOS PREFEITOS E DIZ QUE TEM DINHEIRO PARA EDUCAÇÃO EM TEMPO INTEGRAL PARA AS ESCOLAS PÚBLICAS DE TODO O BRASIL

Dilma promete dinheiro para tempo integral em todo o país

Depois de forçar os bancos a baixar os juros, Dilma Rousseff vai para cima dos prefeitos brasileiros, principalmente aqueles que não investem em educação de forma adequada. Publicidade oficial diz que toda a escola do Brasil tem condições de ter ensino integral e que o Ministério da Educação tem dinheiro para isso.

Então…, cidade que não tem escola pública com tempo integral é porque o prefeito é incompetente e não tem interesse em investir em educação. Em época de eleições municipais e de reeleição, não há tema melhor.

Veja vídeo em que o governo Dilma Rousseff afirma, de certa forma, que as prefeituras precisam se mexer e que tem dinheiro para educação integral. A propaganda está passando em emissoras de televisão no Brasil.

Veja mais em Educação Política:

OS MELHORES TEXTOS DO BLOG EDUCAÇÃO POLÍTICA FORAM REUNIDOS, REVISADOS E EDITADOS NO LIVRO ‘A ESBÓRNIA DAS PAPILAS GUSTATIVAS’

ESSA É A BANDEIRA PARA AS ELEIÇÕES: PROJETO DE LEI PODERIA ATRELAR SALÁRIO DE PROFESSOR E DE MÉDICO DO SERVIÇO PÚBLICO AO DO PARLAMENTAR

BRASIL PRECISA DE 20% DO PIB EM EDUCAÇÃO E NÃO 10%! PESQUISA DIZ QUE 74% DA POPULAÇÃO NÃO SÃO PLENAMENTE ALFABETIZADOS

O BRASIL TEM UMA DÍVIDA COM A EDUCAÇÃO: UMA NAÇÃO SE CONSTRÓI COM INVESTIMENTO MACIÇO NA EDUCAÇÃO E NA CULTURA DO SEU POVO

ESSA É A BANDEIRA PARA AS ELEIÇÕES: PROJETO DE LEI PODERIA ATRELAR SALÁRIO DE PROFESSOR E DE MÉDICO DO SERVIÇO PÚBLICO AO DO PARLAMENTAR

Atrelar salários de professor e médico pode mudar a sociedade

Os brasileiros já conseguiram um projeto importante que foi a lei da ficha limpa, mas o Brasil precisa de uma ainda mais importante: uma lei que atrele o salário de professores e médicos dos serviços públicos ao dos parlamentares, sejam vereadores, deputados estaduais ou deputados federais. Em época de eleições, seria uma boa ideia a se discutir

A legislação seria muito simples, por exemplo, um professor municipal não pode receber menos do que 40% do custo de um vereador (incluindo salários e bonificações do cargo) e um médico do serviço municipal de saúde não poderia receber menos do que 50% do custo de um vereador.

Da mesma forma deveria ocorrer com os professores e os médicos estaduais ou federais em relação ao deputado estadual e ao deputado federal, respectivamente. As porcentagens iniciais poderiam ser outras, dependendo da situação de cada município, estado ou da federação. Assim, toda a vez que for votado benefícios para vereadores e deputados, a folha de pagamento de professores e médicos também aumentaria automaticamente.

Isso não impediria que  professores e médicos recebessem aumento sem aumento dos parlamentares. O salários de médicos e professores poderia ser maior do que a porcentagem do salário do parlamentar, mas nunca menor. Essa medida teria um duplo benefício para a sociedade. Melhoraria as condições de vida de médicos e professores do serviço público, que são categorias fundamentais para uma sociedade avançar econômica e socialmente e, possivelmente, evitaria aumentos abusivos de parlamentares, visto que isso afetaria as contas públicas.

Essa é uma grande bandeira: salário de professor e médico atrelado ao do parlamentar.

Veja mais em Educação Política:

10% DO PIB NA EDUCAÇÃO NÃO RESOLVE SE DINHEIRO FOR PARA AS EMPREITEIRAS E NÃO PARA OS PROFESSORES E ALUNOS

Estudantes lutaram por 10% para educação

A  Comissão Especial da Câmara aprovou a aplicação de 10% do PIB (Produto Interno Bruto) do país em educação. Atualmente, o Brasil investe 5,1% do PIB em educação. A proposta original do PNE (Plano Nacional de Educação) enviada pelo governo propunha uma meta de 7% do PIB. Após negociações, o patamar foi revisto para 8%, mas essa proposta foi recusada pelos parlamentares que compõem a comissão especial que analisa o projeto. Agora, o texto vai direto para o Senado e depois para sanção da presidenta Dilma Rousseff.

A educação precisa de um investimento pesado nos próximos anos e esses 10% deveriam ser uma bandeira do governo Dilma Rousseff e não algo difícil de se realizar, como afirmou o ministro Aloízio Mercadante.

As secretarias de Educação dos municípios e dos estados deveriam se transformar na porta de entrada de políticas sociais. É pela escola que se chega até às famílias com maior dificuldade financeira, em situação de risco, situação de violência etc. São as secretarias de educação que deveriam coordenar um esforço multidisciplinar (inter-secretarias) de prevenção e atuação na saúde, segurança pública, moradia e outros.

As secretarias de Educação deveriam se transformar em eixos norteadores das políticas públicas. A violência, por exemplo, só vai cair quando as cidades acompanharem e darem uma assistência efetiva para crianças do nascimento até o fim do ensino médio, reconhecendo que o problema da violência está antes nas famílias, nos bairros ou nas comunidades.

Em outras palavras, o dinheiro da educação deve ser investido na concepção global de educação, na formação e salário dos professores e no aluno. Isso porque não adianta colocar dinheiro na educação se este for parar nas mãos de empreiteiras que prestam péssimos e caros serviços.

Leia mais em Educação Política:

DROGADOS PELO DINHEIRO: FISSURA DE SUPER-RICOS SUSTENTA A MISÉRIA DO MUNDO E ABALA AS ECONOMIAS DOS EUA E DA EUROPA
PARTIDO DA VOVOZINHA FEMINISTA – TODA NETINHA DEVERIA SABER
NO PAÍS DOS RURALISTAS, A ESCRAVIDÃO É SEM FIM: FAZENDEIROS SÃO ACUSADOS PELA TERCEIRA VEZ POR USO DE TRABALHO ESCRAVO
NOVA LEI ÁUREA: LEGISLAÇÃO QUE CONFISCA PROPRIEDADE COM TRABALHO ESCRAVO É AVANÇO DEPOIS DE MAIS DE 100 ANOS

VEJA OS ESTADOS QUE CUMPREM E OS QUE DESCUMPREM O MÍNIMO EXIGIDO POR LEI PARA PROFESSORES DE ESCOLAS PÚBLICAS DO BRASIL

Muito boa a tabela abaixo. Ela mostra quais os governadores que cumprem o mínimo, que é piso salarial para o professor da rede pública e jornada extraclasse. Isso é o mínimo, somente salário.

Mas a escola pública precisa de muito mais numa sociedade violenta como a atual:  precisa de equipe para atendimento psico-social de alunos, professores e funcionários, precisa de eleição direta para diretor de escola (acabar com concurso público para diretor), possibilitando a renovação e o revezamento da direção das escolas, além equipamentos, estrutura de qualidade e  tantas outras coisas. Mas ainda não chegamos no mínimo….

Dê nome aos governadores

Vi no Com Texto Livre

Veja mais em Educação Política:

MODELO BUROCRÁTICO DA ACADEMIA BRASILEIRA, VALORIZAÇÃO DA QUANTIDADE E NÃO DA QUALIDADE ESTÃO ENTRE OS ENTRAVES PARA O DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO NO BRASIL, DIZ NICOLELIS
O SALÁRIO CONTINUA O MESMO, MAS A SITUAÇÃO DO PROFESSOR MUDOU NO SÉCULO 21
TENTATIVA DE ANULAÇÃO DO ENEM POR CAUSA DO VAZAMENTO NO COLÉGIO DO CEARÁ É COLOCAR O INTERESSE DE CRIMINOSOS ACIMA DOS DA SOCIEDADE
INDISCIPLINA É PROBLEMA DO ESTADO E NÃO DO PROFESSOR

MUITO LEGAL: UM VÍDEO SOBRE A SITUAÇÃO CAÓTICA DA EDUCAÇÃO FEITO COM A FALA DO EDUCADOR KEN ROBINSON

IMPRENSA BRASILEIRA IGONORA COMPLETAMENTE A CORRUPÇÃO NA EDUCAÇÃO PÚBLICA

Escolas corruptas e as *máfias do giz*

Por Rudyge Alex  Boldrini

A  imprensa brasileira ignorou completamente o Seminário Internacional “Ética & Responsabilidade na Educação”, no qual a UNESCO apresentou um resumo do documento “Escolas corruptas, universidades corruptas: o que fazer?” Pesquisas recentes sugerem que perda de fundos entre os ministérios de educação e as escolas podem representar praticamente 80% do total do orçamento aprovado (despesas não-salariais), em alguns países. Saiba mais

POR QUE O CHILE TEM UM DESEMPENHO BEM SUPERIOR AO DO BRASIL EM TODOS OS TESTES INTERNACIONAIS DE AVALIAÇÃO DO ENSINO BÁSICO?

O sucesso da educação só será alcançado se houver uma aliança entre pais, alunos, professores e gestores do sistema

Por Nilva Carla Maia Venturine

O sucesso da educação só será alcançado se houver uma aliança entre pais, alunos, professores e gestores do sistema. Por este caminho, Nova York fez uma reforma no seu sistema de ensino básico que deu bons resultados. Lá, escolas que não alcançaram as metas desejadas foram fechadas, após terem novas chances e fracassarem nos seus objetivos.

É preciso ter coragem para que sejam enfrentados todos os problemas estruturais da educação brasileira e deve se feito um esforço para a construção de um amplo consenso entre todos os agentes do sistema e da sociedade. Sem isto, estaremos enxugando gelo. Sempre jogaremos mais dinheiro na Educação, mas os resultados continuarão sendo medíocres.
È preciso dar uma resposta a uma pergunta simples:Por que o Chile, um país com uma economia bem menos pujante do que a nossa, tem um desempenho bem superior ao nosso, em todos os testes internacionais de avaliação do ensino básico de diversos países?

Alguma coisa está errada no sistema brasileiro e isto não deve ser jogado para debaixo do tapete.

Nilva.

Leia mais em Educação Política:
POLÍTICOS DEVEM MATRICULAR SEUS FILHOS EM ESCOLAS PÚBLICAS; PROJETO DE CRISTÓVAM BUARQUE TEM UM PRINCÍPIO REPUBLICANO
PROJETO DE SERRA PARA A EDUCAÇÃO ISENTA O ESTADO, JOGA A RESPONSABILIDADE EM CIMA DO PROFESSOR E CRIA O PROFESSOR-VESTIBULANDO
POEMA DO DIRETOR: OS DRAMAS DA ESCOLA PÚBLICA DE SÃO PAULO EM VERSO
SALÁRIO DO PROFESSOR DA ESCOLA PÚBLICA (MUNICIPAL E ESTADUAL) AUMENTA 53% NOS ÚLTIMOS CINCO ANOS, DIZ MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

POLÍTICOS DEVEM MATRICULAR SEUS FILHOS EM ESCOLAS PÚBLICAS; PROJETO DE CRISTÓVAM BUARQUE TEM UM PRINCÍPIO REPUBLICANO

Prova de Fogo

Por Kelly Maran Komatsu

O Projeto de Lei do Senado nº 480/2007, de autoria do Senador Cristóvam Buarque, determina a obrigatoriedade de os agentes públicos eleitos matricularem seus filhos e demais dependentes em escolas públicas de educação básica, até 2014.

A Udemo gostaria de ver esse projeto aprovado. Gostaria de ver, no mínimo, um Secretário da Educação tirando o seu filho da melhor escola particular do Estado, ou do exterior, para colocar na escola pública, que ele afirma estar totalmente estruturada, com profissionais motivados e bem remunerados.

É hora de fazer os políticos beberem do próprio veneno!

Leia mais em Educação Política:
PSDB É PARECIDO COM NOVELA DA GLOBO, COMEÇA GRANDIOSO E TERMINA ESQUISITO, DIZ FILÓSOFO
POLÍTICA IDEOLÓGICA DE PAULO RENATO DE SOUZA, SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO DE SÃO PAULO, É FAZER DISCURSO CONTRA IDEOLOGIA
ALUNOS-FANTASMAS PODEM ESCONDER UM GRANDE ESQUEMA DE CORRUPÇÃO DISSEMINADO NAS ESCOLAS DO ESTADO DE SÃO PAULO
PROJETO DE SERRA PARA A EDUCAÇÃO ISENTA O ESTADO, JOGA A RESPONSABILIDADE EM CIMA DO PROFESSOR E CRIA O PROFESSOR-VESTIBULANDO
ESCOLAS PÚBLICAS DEVEM TER UMA DISCIPLINA QUE INCENTIVE CRIANÇAS A SEREM HONESTAS

LIDERANÇA DE DIRETOR DE ESCOLA É FUNDAMENTAL PARA MELHORAR O ENSINO PÚBLICO NO BRASIL

Para Ter a Escola que Queremos

Por Luiz Ortega Freire

O século XXI, que ora se inicia, é um tempo de avanços do conhecimento humano e novas tecnologias. O mundo está passando por incríveis mudanças que, de forma acentuada, marcam nova direção na história da humanidade. Para se ter uma visão mais real da situação descrita, basta observar que, nos últimos 25 anos, as descobertas e inventos da terra equivalem ao que aconteceu nos últimos 5.000 anos. E mais, 80% dos descobridores e inventores estão vivos e acompanhando o desenvolvimento humano e tecnológico. Saiba mais

INTERNAUTA: A EDUCAÇÃO BRASILEIRA ATRAVESSA UMA CRISE E VÁRIAS SÃO AS SUPOSTAS CAUSAS QUE PROVOCAM A CRISE

justiça – contra a impunidade na educação pública estadual de Araraquara – SP

Anisio Teixeira de Barros

A educação brasileira atravessa uma crise, várias são as supostas causas que provocam essa crise, muitos acreditam que a baixa qualidade do ensino está ligada à deficiência do professor.

Frequentemente são divulgadas pesquisas de diferentes órgãos que emitem informações acerca da atuação do professor brasileiro, além disso, inúmeros informes, artigos, reportagens afirmam que a maioria dos professores não desempenha de forma eficiente o seu trabalho. No entanto, essas pesquisas não verificam os fatores que afetam a qualidade do trabalho do professor. Esse profissional, em geral, vive cansado diante de tantas atividades que a função requer; o excesso de tarefas ligadas à função de professor causa um esgotamento físico e intelectual. Comportamento resultante do sistema de ensino extremamente burocrático adotado no país. O importante é verificar o que causou essa transformação. Saiba mais

POEMA DO DIRETOR: OS DRAMAS DA ESCOLA PÚBLICA DE SÃO PAULO EM VERSO

Por David Capra Bueno de Assis

Ser Diretor

Ser diretor, ai que horror!
Toda gente em nosso pé:
Desde bandido sem fé,
Que não nos faz cafuné,
Até seu Serra-terror,
Mais os asseclas, que invadem
nossos planos e projetos,
sonhando ser Bin Laden,

Ai que raiva!!!

De dia, aquele tormento:
É o Joãzinho, sem rumo,
Quebrando tantas vidraças,
Justificando, sem graça,
Muito cheio de marola:
“Foi sem querer, diretor,
A culpada foi a bola! ”
E pobre de nossa escola.

Dá uma vontade…!!!

De noite, vem o mistério.
Metido a besta, o artista
Transmuda-se em pichador.
Procura-se alguma pista,
Finalmente, surge a prova.
Vem, então, o humanista:
Coitadinho do Picasso,
exercitava seu traço!!!

Ah, se te pego!!!

Também tem o professor
Que fica fora de prumo,
Quando os alunos capetas
Aprontam-lhe mil falsetas,
Naquela aula infeliz,
Que ministra sem paixão.
Pode escrever, meu amigo,
Tem fila na porta da direção!!

Jesus! Dai-me paciência!!!

E vem também pai de aluno,
Zangado com o inspetor
Porque seu santo rebento
Provocou, em tal momento,
Gente de quem se temia,
Levando em bom pagamento
Bordoadas sem amor.
E sobra pro diretor!!

Êta, dureza!!!

E, de quebra, todo dia,
É chato, de todo lado,
A rondar a direção,
Pra vender enciclopédia,
Salame, queijo, comédia,
Informática e inglês,
Quase tudo por quase nada.
Mas, que gente descarada!!

Caramba!!!

E tudo isso, por quanto?
Uns mil seiscentos e tanto,
Esse, sempre, o inicial.
Um salário, de dar dó,
Que dá vontade, afinal,
De dizer para os molóides:
Não tendes vergonha na cara,
De nos pagarem um salário
Do ó do borogodó ??

Perdoem-me a quase baixaria!!!

E quando chega o momento
De receber algum louro,
Que é esse tal do bônus,
Pobre de nós. Do tesouro,
Pra levar algum por cento,
Assumimos todo o ônus,
Dos que se fazem de mouro.
E, lá se vai nosso ouro.

Até quando, Serra, abusarás da nossa paciência?

Deixemos de brincadeira,
Pois diretor que se preza
Ama sua profissão,
Professores, serviçais,
Os alunos e seus pais.
Sonham com a escola perfeita,
Cidadã e sem violências,
Formadora de consciências!!

Agora, falando sério:

Não fosse bem verdadeira
A permanente emoção,
Que em tal lida nos envolve,
Há muito nossas escolas,
Vítimas de mil percalços
Impostos pelo padrasto,
Já estariam no chão.
Não seriam o que são.

E que viva, a direção!!!

Leia mais em Educação Política:
CHE, DE STEVEN SODERBERGH, NOS ENSINA QUE A LIBERDADE DE UM PAÍS SE CONQUISTA COM EDUCAÇÃO E JUSTIÇA
VELHOS POEMAS
ARTE BRUTA
OBRA-PRIMA: DA BOCA DA NOITE AO PINGO DO MEIO DIA/ PASSEI HORAS PROCURANDO A TUA BOCA E ELA NÃO RESPONDIA
CURSO LIVRE DE TEATRO É UMA EXPERIÊNCIA PARA ALÉM DA DRAMATURGIA

SALÁRIO DO PROFESSOR DA ESCOLA PÚBLICA (MUNICIPAL E ESTADUAL) AUMENTA 53% NOS ÚLTIMOS CINCO ANOS, DIZ MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

A notícia abaixo diz que o Ministério da Educação divulgou pesquisa em que mostra que o salário do professor teve uma aumento de 53%, mas não diz se é um aumento real ou se devemos descontar a inflação do período. Há também uma matéria do G1 falando desse aumento, mas os dados misturam município e estado, de forma que não é possível saber qual governo ou prefeitura está com melhores salários. A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) duvida dessa melhora.

A matéria do G1 tem algo meio besta também. Ela diz que 16 estados estão abaixo da média. Mas obviamente, se é uma média, teremos certamente um grande número de Estados abaixo da média!!!

Veja abaixo matéria da Agência Brasil

Salário de professor da escola pública cresceu 53% em cinco anos, aponta MEC

Amanda Cieglinski
Repórter da Agência Brasil

Brasília – Levantamento divulgado pelo Ministério da Educação (MEC) aponta que a média salarial dos professores de escolas públicas da educação básica no Brasil cresceu de R$ 994 para R$ 1.527 entre 2003 e 2008, um aumento de 53% em cinco anos. Entretanto, as distorções permanecem: enquanto um professor de Pernambuco recebeu em 2008 um salário médio de R$ 982, no Distrito Federal a média chega a R$ 3.360. Os valores foram calculados para uma jornada de 40 horas semanais.

Para a secretária de Educação Básica do MEC, Maria do Pilar Lacerda, as disparidades salariais pesam na decisão de um jovem sobre seguir ou não a carreira. Hoje, uma das maiores dificuldades do magistério é atrair novos talentos. Mas ela defende que a criação de um piso nacional para professores traz uma nova perspectiva para futuras gerações.

“Os jovens querem uma boa carreira em termos financeiros, mas também um bom ambiente de trabalho. Nós achamos que o que mais seduzirá os jovens para essa carreira se tivermos uma educação de qualidade”, defende.

O estudo mostra ainda que a diferença entre o salário dos docentes e de outros profissionais com o mesmo nível de formação (ensino superior pelo menos incompleto) tem diminuído. Em 2003, trabalhadores que não eram docentes ganhavam 1,86 vez melhor do que os educadores. Em 2008, a diferença caiu para 1,53.

Para o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Roberto Leão, os valores divulgados pelo MEC não condizem com a realidade. “Eu acho um absurdo, não sei de onde o ministério tirou esses dados. Eles não batem com a realidade do professor brasileiro. Para você ter uma idéia, eu tenho 30 anos de magistério e ganho R$ 2,5 mil”, disse. A CNTE pretende divulgar uma resposta oficial sobre essa pesquisa após analisar os dados.

“Houve alguma leitura equivocada da pesquisa ou uma metodologia incorreta, porque na prática não é assim”, defendeu.

Leia mais em Educação Política:
EDUCAÇÃO POLÍTICA É IMPORTANTE PORQUE TEMOS MUITOS ANALFABETOS POLÍTICOS
SE FALTA PROFESSOR EM ESCOLA PÚBLICA, ESTÁ NA HORA DE REVER OS CONCEITOS SOBRE O ENSINO
PROFESSORES DA REDE PÚBLICA DE ENSINO PROGRAMARAM UM “NU PEDAGÓGICO” NO DIA DO PROFESSOR
PROFESSORA: CORRUPÇÃO É A TORTURA DA SOCIEDADE BRASILEIRA

SE FALTA PROFESSOR EM ESCOLA PÚBLICA, ESTÁ NA HORA DE REVER OS CONCEITOS SOBRE O ENSINO

SECRETÁRIO PAULO RENATO: “Ninguém quer ser professor hoje em dia”

Por Priscila Gonçalves Gianni

É com essa frase que Augusto Sampaio, vice-reitor da Pontifícia Universidade Católica do Rio, explica o total desinteresse dos jovens pelos cursos de licenciatura. E ele está certo: em 2007, último dado disponível no Ministério da Educação (MEC), 70.507 brasileiros se formaram em cursos de licenciatura, o que representa 4,5% menos do que no ano anterior. De 2005 a 2006, a redução foi de 9,3%. E a situação é mais complicada em áreas como Letras (queda de 10%), Geografia (menos 9%) e Química (menos 7%). Em alguns Estados, faltam professores de Física, Matemática, Química e Biologia.
As razões para essa queda são óbvias: baixos salários, péssimas condições de trabalho e desvalorização da carreira do magistério.
Em todo o País, as universidades públicas e particulares assistem a uma mudança do perfil do aluno que escolhe o magistério. Os filhos da classe média se desinteressaram pela carreira e estão dando lugar aos de famílias das classes C e D. Os baixos salários podem afugentar as classes A e B, mas a garantia de emprego, principalmente em escolas da rede pública, atrai as classes populares.
Toda essa mudança está se refletindo no perfil do aluno que busca os cursos de licenciatura: estão indo para a universidade com deficiências graves de aprendizagem, obrigando as universidades a ensinar conteúdos que deveriam já ter sido assimilados no ensino fundamental e médio.
E a tendência é que essa situação piore pois as políticas voltadas ao melhoramento de ensino que foram lançadas até agora (seja dentro ou fora do Estado de São Paulo), nenhuma delas inclui a melhora salarial que é o principal fator de desinteresse pela profissão docente.

Leia mais em Educação Política:
PROFESSORES DA REDE PÚBLICA DE ENSINO PROGRAMARAM UM “NU PEDAGÓGICO” NO DIA DO PROFESSOR
PROFESSORA: CORRUPÇÃO É A TORTURA DA SOCIEDADE BRASILEIRA
INTERNAUTAS MOSTRAM A PAULO RENATO DE SOUZA, SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO DO GOVERNO SERRA, A SITUAÇÃO DA EDUCAÇÃO PÚBLICA EM SÃO PAULO
ESTUDANTES SE MOBILIZAM PARA QUE PARLAMENTARES NÃO TIREM O DINHEIRO DO PRÉ-SAL DA EDUCAÇÃO
INTERNAUTA: GRANDE MÍDIA ACHA QUE NÃO É IMPORTANTE CORRUPÇÃO NA EDUCAÇÃO; VEJA COMO FUNCIONA O ESQUEMA DE ARARAQUARA

A SITUAÇÃO DO PROFESSOR DE ESCOLA PÚBLICA NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA, NO DESABAFO DE UM PROFISSIONAL

PROFESSOR – UMA ESPÉCIE EM EXTINÇÃO

Por Verônica Dutenkefer

Este texto que escrevo precisamente agora é mais um desabafo. Desabafo de uma profissional que está lecionando há mais de 22 anos e que não sabe se sobreviverá por mais dez anos, que é o tempo que ainda precisarei trabalhar (por mais que ame muito o que faço).
Trago comigo muitas perguntas que não querem calar. E talvez a mais inquietante seja: O que será necessário acontecer para se fazer uma reforma educacional neste país?

Constantemente ouço ou leio reportagens com as autoridades educacionais proclamando a má formação de seus professores. Culpando as universidades, a falta de cursos de formação e culpando-nos, evidentemente. Se a educação neste país não vai bem só existe um culpado: o professor.

E aí vêm meus questionamentos:

Como um professor de escola pública pode fazer o seu trabalho se ele precisa ficar constantemente parando sua aula para separar a briga entre os alunos, socorrer seu aluno que foi ferido por outro aluno, planejar várias aulas para se trabalhar os bons hábitos na tentativa vã de se formar cidadãos mais conscientes e de melhor caráter?(…)

Dia a dia… minuto a minuto… os professores são alvos de agressões verbais e até mesmo física pelos alunos. A cada dia somos submetidos a níveis de stress insuportáveis para um ser humano. Temos que dar conta do conteúdo a ser ensinado + sermos responsáveis pela segurança física de nossos alunos + sermos médicos + enfermeiros + psicólogos + assistentes sociais + dentistas + psiquiatras + mãe + pai… E se quando ameaçados de morte recorremos a uma delegacia pra fazer um boletim de ocorrência ouvimos: “Isso não vai adiantar nada!” (…)

Qual a motivação de ser bom aluno hoje em dia? Seus ídolos são jogadores de futebol que não falam o português corretamente e que não hesitam em agredir seus colegas jogadores e até mesmo os árbitros, ensinando que não é necessário haver respeito às autoridades e aos outros.

Ou são dançarinas que mostram seu corpo rebolando na televisão e pousando nuas para ganhar dinheiro. Para quê eu me matar de estudar se há tantas profissões que não são valorizados e nem respeitadas?

Conheci (e ainda conheço e convivo) ao longo de minha carreira na escola pública, inúmeros profissionais maravilhosos. Pessoas que amam a sua profissão, que se preocupam com seus alunos, que fazem trabalhos excepcionais. Que possuem um conhecimento e formação excelentes, mas que estão desgastados e quase arrasados diante da atual situação educacional. (…)
Quem é que quer ser professor? Quem é que quer entrar numa carreira que está sendo extinta, não só pela total desvalorização e desrespeito, mas também pela falta de segurança que estamos enfrentando nas escolas.

Fiquei indignada com uma reportagem na TV (que aliás adora fazer reportagens sensacionalistas colocando o professor sempre como vilão da história) em que relatava que numa escola um aluno ameaçava os outros com um revólver e num determinado momento o repórter perguntou:”Onde estava o professor que não viu isso?” E agora eu pergunto: “O que se espera de um professor (ou de qualquer ser humano), que se faça com uma arma apontada pra você ou pra outro ser humano? Ah… já sei… o professor deveria enfrentar as balas do revólver! Claro! As universidades e os cursos de aperfeiçoamento de professores não estão nos ensinando isso!

Vocês têm conhecimento de como os professores de nosso país estão adoecendo? Vocês sabem o que é enfrentar o stress que a violência moral e física têm nos submetido dia-a-dia?

Você sabe o que é ouvir de um pai frases assim: “Meu filho mentiu, mas ele é apenas uma criança!” “Eu não sei mais o que fazer com o meu filho!” “Você está passando muita lição para meu filho, e ele é apenas uma criança!” “Ele agrediu o coleguinha, mas não foi ele quem começou.” “Meu filho destruiu a escola, mas não fez isso sozinho!”

Classes superlotadas, falta de material pedagógico, espaço físico destruído, violência, desperdício de merenda, desperdício de material escolar que eles recebem e, muitas vezes, não valorizam (afinal eles não precisam fazer absolutamente nada para merecê-los), brigas por causa do “Leve-leite” (o aluno não pode faltar muito, não por que isso prejudica sua aprendizagem, mas porque senão ele não leva o leite.)

Regras educacionais dissonantes com a classe social dos alunos. Impunidade. Mas a educação não vai bem por causa do professor!

Encerro esse desabafo com essa pergunta que li há poucos dias. Essa pergunta foi a vencedora em um congresso sobre vida sustentável. “Todo mundo  pensando em deixar um planeta melhor para nossos  filhos…  Quando é que pensarão em deixar filhos melhores para o nosso planeta?” (texto integral)

Leia mais em Educação Política:

IMPRESSIONANTE: CREDIBILIDADE DA MÍDIA CAI QUASE 20 PONTOS PERCENTUAIS EM APENAS UM ANO, MOSTRA PESQUISA VOX POPULI/CRIP-UFMG
DEPUTADO ROBERTO MASSAFERA, DO PSDB DE ARARAQUARA, RESPONDE A INTERNAUTAS E TENTA INTIMIDAR BLOG EDUCAÇÃO POLÍTICA
INTERNAUTA: FALTA DE TRANSPARÊNCIA NO GOVERNO DE JOSÉ SERRA (PSDB) EM SÃO PAULO IMPEDE DE SE MENSURAR A CORRUPÇÃO NA EDUCAÇÃO
INTERNAUTA: A CONSTRUÇÃO DE UMA SOCIEDADE MAIS SOLIDÁRIA É O GRANDE DESAFIO DOS NOSSOS TEMPOS
QUE PAÍS É ESSE? NA COMPRA DE COMPUTADOR, EMPRESÁRIO PAGA TAXA DE JURO DE 4,5% AO ANO ENQUANTO PROFESSOR PAGA 26,4%
ARGENTINA, MÉXICO, CUBA E ATÉ O PARAGUAI DÃO DE DEZ A ZERO NA EDUCAÇÃO DO BRASIL
AÉCIO E SERRA (PSDB) PAGAM PARA PROFESSOR A METADE DO QUE PAGA BINHO MARQUES (PT)

DEPUTADO ROBERTO MASSAFERA, DO PSDB DE ARARAQUARA, RESPONDE A INTERNAUTAS E TENTA INTIMIDAR BLOG EDUCAÇÃO POLÍTICA

O blog Educação Política está e sempre esteve totalmente aberto a participação e a defesa de informações de qualquer pessoa que se sinta prejudicada por comentário de leitores. Basta escrever um comentário para o Blog e solicitar correção da informação.

O deputado Roberto Massafera, PSDB, se sentiu ofendido por comentários de leitores e já retiramos as partes criticadas pelo deputado.  O deputado tinha razão, não eram adequados os comentários.

O curioso, no entanto, é o assessor do deputado não ter enviado a comunicação diretamente para o Blog, mas para a faculdade de  Jornalismo em que trabalho. Recebi o e-mail da direção da faculdade.  Veja só caro leitor, o nível do deputado Robeto Massafera, do PSDB.

O sistema wordpress de comentários do blog permite que qualquer pessoa acesse o sistema e coloque comentário, texto e peça revisão de informações. Não recebemos até hoje nenhuma solicitação do deputado.

Mandar e-mail  para a faculdade em que trabalho e não para o blog é uma tentativa de intimidação, é um trabalho nada digno do assessor de imprensa Douglas Braz – MTb 33.091. Precisamos melhorar o nível das escolas de jornalismo.  Que dirá dos nossos deputados… Na verdade, pelo tom do texto, imaginamos a situação difícil em que se encontra o assessor.

Além disso, percebemos como é o método de atuação política do deputado Massafera. A situação em Araraquara parece ser muito grave mesmo.

Peço ao deputado e ao assessor que sejam mais dignos e mandem suas solicitações diretamente para o blog Educação Política. Atenderemos toda e qualquer solicitação que prejudique a imagem de qualquer pessoa ou qualquer pessoa que se sinta ofendida pelos comentários de leitores.

Veja abaixo o texto enviado (não para o Blog, mas para a faculdade de jornalismo onde trabalho) do deputado Roberto Massafera. Estamos publicando integralmente como direito de resposta.

Caro Dr. Glauco Cortez,

Solicito a sua atenção em relação a trechos de artigos e comentários postados no blog “Educação Política” que acreditamos ser de sua responsabilidade. Tais trechos dirigem acusações inverídicas ao deputado estadual Roberto Massafera e, de forma criminosa, o envolve em suposto “esquema de corrupção”.
As referidas citações são assinadas pela leitora Sônia Maria Fernandes, nome cuja autenticidade não podemos verificar. Os posts encontram-se em duas páginas a seguir:
1. https://glaucocortez.wordpress.com/2009/08/17/o-teatro-esta-presente-em-assentamento-do-movimento-dos-trabalhadores-sem-terra-mst-e-serve-de-instrumento-pedagogico/
2. https://glaucocortez.wordpress.com/2009/08/20/internauta-araraquara-educacao-poltica-tem-18-diretores-de-escola-processados-por-empenhar-notas-ficais-frias-e-ligados-ao-psdb/
Tais comentários, além de conter citações inverídicas ao deputado, não coadunam com a proposta do blog. Segundo suas palavras veiculadas na página Sobre o Site: “…todos os comentários precisam ser aprovados antes da publicação. Peço aos leitores e internautas que não exagerem nos adjetivos, mantendo-se dentro de um padrão civilizado de diálogo. Este site não publica comentários ofensivos à dignidade humana, preconceituosos, racistas, de baixo calão e tantas outras características infames, mas tão presentes na espécie humana.”
Dr. Glauco Cortez, sua responsabilidade vai além de ter aprovado a publicação dos comentários de Sônia Maria Fernandes em seu blog. Não deu ao deputado Roberto Massafera o direito a contraparte, de manifestar-se sobre o assunto. Preferiu, simplesmente, ungir as acusações da leitora Sônia Maria da credibilidade de que goza o seu nome como professor pesquisador.
Tenho certeza que qualquer julgamento razoável concluiria pela falta de “padrão civilizado de diálogo”, ou pelo caráter “ofensivo à dignidade humana” usado pela leitora Sônia Maria Fernandes em frases como: “AS EMPRESAS LACON E MASSAFERA DO DEPUTADO ROBERTO MASSAFERA QUE REINAM POR LÁ E PARTICIPAM DO ESQUEMA…”
Dr. Glauco Cortez, para esclarecer, essas empresas pertencem aos engenheiros Luiz Antônio Massafera e Carlos Eduardo Massafera e outros, as quais o deputado não participa de seu quadro societário desde 2006. As empresas, inclusive, nunca prestaram serviços à Delegacia Regional de Ensino de Araraquara.
Temos informações da existência de procedimentos investigatórios administrativos no âmbito da Diretoria Regional de Araraquara a partir de 2001. Para a instalação dessas sindicâncias basta a apresentação de uma denúncia anônima, sem provas materiais ou testemunhais.
As sindicâncias que prosperaram transformaram-se em processos administrativos que estão em andamento junto a Comissão Processante da Secretaria de Estado da Educação. Todos os envolvidos e culpados deverão ser punidos na forma da lei. A rotina administrativa, entretanto, é lenta e este assunto arrasta-se há quase uma década.
O deputado Roberto Massafera nunca figurou em tais procedimentos sob qualquer condição, de vítima, réu ou testemunha. Também não temos qualquer interferência ou informações que contribuam com os procedimentos em andamento ou que envolvam a ex-diretora, a senhora Sandra Rossato. Portanto, solicitamos ao senhor que retire imediatamente de seu blog qualquer citação injuriosa, caluniosa ou defamatória contra o deputado sob pena de responsabilização civil e criminal, por perdas e danos morais que julgamos irreparáveis. Ademais, nos colocamos a sua inteira disposição para maiores esclarecimentos.

Atenciosamente,
Douglas Braz – MTb 33.091

Leia mais em Educação Política:
INTERNET LIVRE SERÁ UMA GRANDE NOVIDADE NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES
INTERNAUTA: FALTA DE TRANSPARÊNCIA NO GOVERNO DE JOSÉ SERRA (PSDB) EM SÃO PAULO IMPEDE DE SE MENSURAR A CORRUPÇÃO NA EDUCAÇÃO
INTERNAUTA: A CONSTRUÇÃO DE UMA SOCIEDADE MAIS SOLIDÁRIA É O GRANDE DESAFIO DOS NOSSOS TEMPOS
INTERNAUTA: A HISTÓRIA DE EVA E DE AVA, DIRETORAS DE ESCOLAS DE ARARAQUARA
INTERNAUTA: QUEM TEM MEDO DE DENUNCIAR A EDUCAÇÃO ESTADUAL NA DIREITORIA DE ENSINO DE ARARAQUARA?

INTERNAUTA: A CONSTRUÇÃO DE UMA SOCIEDADE MAIS SOLIDÁRIA É O GRANDE DESAFIO DOS NOSSOS TEMPOS

O Governador José Serra tem obrigação moral de punir todos os diretores

Por Cremilda Teixeira e Raul Boesel de Carvalho

A construção de uma sociedade mais solidária é, a meu ver, o grande desafio dos nossos tempos. E para tal empreitada teremos que lutar por um mundo mais humano, mais ético e sem corrupção e impunidade. Para isso é preciso punir os responsaveis pelos desvios de verbas destinadas a Educação e que foram para mãos de falsos educadores que buscavam apenas usufruir deste dinheiro para sua auto satisfação. Por isso o governador José Serra tem obrigação moral de punir todos os diretores, além dos 18 já processados, todos os supervisores de ensino e funcionários envolvidos da diretoria de ensino de araraquara – SP. A corregedoria deve fazer uma averiguação justa da dirigente  que não pode e não deve sair impune, isto sera um pessimo exemplo de cidadania e de justiça neste país, se não fizeram a coisa certa que se faça agora ainda em tempo.
A boa noticia é que estão somando pessoas do bem neste blog e em outros que irão transformar o lixo que virou a educação estadual em Araraquara e assim poderemos continuar apostando na humanidade.

Leia mais em Educação Política:
INTERNAUTA: A HISTÓRIA DE EVA E DE AVA, DIRETORAS DE ESCOLAS DE ARARAQUARA
INTERNAUTA: QUEM TEM MEDO DE DENUNCIAR A EDUCAÇÃO ESTADUAL NA DIREITORIA DE ENSINO DE ARARAQUARA?
INTERNAUTA: “O FORMIGUEIRO ESTÁ CRESCENDO E TERÁ FORÇA PARA MELHORAR ESTE PAÍS”
INTERNAUTA:”FAÇA ALGUMA COISA JOSÉ SERRA E PAULO RENATO DE SOUZA; A IMPUNIDADE É REINANTE HÁ DEZ ANOS”
QUE PAÍS É ESSE? NA COMPRA DE COMPUTADOR, EMPRESÁRIO PAGA TAXA DE JURO DE 4,5% AO ANO ENQUANTO PROFESSOR PAGA 26,4%
GILBERTO KASSAB DÁ AULA DE COMO CONCENTRAR RENDA AO RESTRINGIR O ACESSO DE ÔNIBUS FRETADOS AO CENTRO DE SÃO PAULO

INTERNAUTA: A HISTÓRIA DE EVA E DE AVA, DIRETORAS DE ESCOLAS DE ARARAQUARA

A história de Eva e de Ava

Por Evelin Ribeiro do Amaral

A História real de “EVA” e “AVA” os nomes são ficticios para preservar a identidade das diretoras de escola da cidade de Araraquara – SP, até que a Lei da Mordaça seja sancionada pelo Governador José Serra, e a Instalação da Corregedoria da Educação seja de fato concretizada.

A gente resiste muito a acreditar na existência do “MAL” enquanto pratica humana! Mas ele está ai, vizinho, rondando cada um de nós, e a gente nem se dá conta! O que assusta nessas pessoas é que elas são capazes de atos “insanos” para destruir sua vítima.
Este foi e é o drama vivido por duas diretoras de escolas efetivas nesta diretoria de ensino, educadoras idealistas, construiram toda sua carreira na rede estadual paulista, professoras de sala de aula por muitos anos, e conhecendo a dura realidade sonhavam como diretora contribuir para melhorar a educação e as condições das escolas.
Quando assumiram seus cargos estavam cheias de ânimo, boa vontade, e avidas por aplicar o que de melhor poderiam oferecer as suas escolas (professores, alunos, pais, funcionários), acreditavam nos colegiados escolares, nas instituições auxiliares da escola, na gestão democrática amplamente apregoada na LDB.

Saiba mais

VIOLÊNCIA ESTÁ DIRETAMENTE LIGADA À EDUCAÇÃO RUIM EM SÃO JOSÉ DO RIO PRETO, NO INTERIOR DE SÃO PAULO

Jornal Bom Dia, de São José do Rio Preto, faz levantamento que mostra a relação direta entre violência e dificuldade de aprendizagem dos alunos. Em Araraquara, internauta relata a situação da violência nas escolas.

Bairros com maior número de ocorrências envolvendo alunos são os mesmos onde há maior dificuldade para aprender

Polícia foi chamada 28 vezes só em escolas da zona norte

Nany Fadil
Agência BOM DIA

Bairros de Rio Preto  que figuram na lista com maior número de atos de violência em escolas são os mesmos em que os alunos, sem exceção, não ultrapassaram a média no último Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

As dificuldades de aprendizado e os conflitos caminham juntos nas escolas estaduais de Rio Preto.

Neste primeiro semestre, a ronda escolar registrou 31 ocorrências em escolas. A maioria esmagadora – 28 – na zona norte.
No Eldorado, onde se registra situações que envolvem desde desordem até lesão corporal dolosa, estão as escolas Adahir Fogaça e Yvete Gabriel Atique.

A primeira obteve a terceira pior média no Enem entre as escolas estaduais de Rio Preto: 44,44. Em maio, a professora Elaine Maria de Rezende Martins, 51 anos, foi agredida com um ovo no rosto enquanto dava aula. A Atique, com 46,1, está na sétima pior colocação.

O estudante T.B., 17 anos, diz que a violência é menor hoje na Atique do que foi anos atrás, mas que a bagunça ainda prevalece. Ele mesmo já fez parte da “turma dos desvirtuados”.

“Me envolvi com uma galera e a gente só queria farra e drogas. Todas as minhas médias são vermelhas, mas esse pessoal saiu da escola e agora vou retomar os estudos.”

Para G.R.S., 17, também da Atique a “zoeira” atrapalha o aprendizado. Ele, que está com três médias vermelhas mas não lembra em quais matérias, diz que não se envolve nos atos de violência. “Quando tem  briga aqui é coisa feia. Eu sou de boa, só bagunço mesmo.”

E.I.A., 68, avó de uma das estudantes da escola, diz que a “bagunça” na Atique prejudica o aprendizado. “Minha neta diz que tem bons professores, mas que não dá para entender tudo o que eles ensinam por causa dos bagunceiros. E todo mundo tem medo deles.” (Texto integral no site do jornal)

Violência em Araraquara
Por Cláudia Pacheco

Glauco, esta situação é grave e a realidade não muda porque há sempre interesse de abafar tudo o que negativo na Educação de Araraquara:
Veja a noticia do jornal tribuna impressa
Uma escola é citada na polícia a cada dois dias em Araraquara A violência escolar está atravessando o muro das unidades e acabando dentro das delegacias. Isto é o que mostra um levantamento feito pela Tribuna com base nos Boletins de Ocorrência (BOs) do Serviço Especializado da Infância e Juventude (Seij), da Polícia Civil. Foram analisados todos os registros de janeiro até o final da tarde de ontem, somando exatos 68 problemas nas escolas públicas municipais e estaduais em Araraquara. Os dados do ano passado não foram tabulados. Em relação a 2005 houve queda. Um ato de vandalismo registrado dentro de uma escola na segunda-feira chamou a atenção sobre o tema. Hoje, a cada dois dias, em média, uma unidade é citada na polícia por problemas de indisciplina ou ato infracional.

Cláudio Dias/Tribuna
Os incidentes policiais como brigas, desacatos e furtos são considerados graves para os profissionais de ensino. O levantamento mostra que a violência escolar está em várias regiões da cidade. As escolas estaduais foram alvo de 53 BOs. Já nas municipais foram efetuados 12 registros. De acordo com os documentos oficiais, brigas entre estudantes, ofensas aos professores, desobediência ao perímetro escolar e vandalismo são as principais causas para a intervenção policial. Saiba mais

INTERNAUTA: “ESTAMOS TODOS NO INFERNO”, DISSE MARCOLA, LÍDER DO PCC

O entardecer de Araraquara (CC/Francisco Antunes)

O entardecer de Araraquara (CC/Francisco Antunes)

Por João Paulo Gonçalves

Glauco como acompanho seu blog, estou interessado no desfecho da quadrilha de ladrões do dinheiro da Educação Publica Estadual de Araraquara. E quero ver a Reação dos Jornalistas, da Mídia e mais um esforço seu em desmascar estes Corruptos.
Toda dia eu me pergunto: com essa CRISE DE VALORES aonde iremos chegar? Para onde caminhamos? E o futuro dos nossos filhos, netos? Falta confiança da população em relação a todos os poderes. A “marca” mais citada é a da IMPUNIDADE.
A justiça não dá conta de tantos processos que lá tramitam. Também, como dizem alguns, é lenta e não consegue ser eficiente.
A Polícia Federal até que tem feito a sua parte. O mesmo pode ser dito do Ministério Público. Mas, as respostas que a sociedade tanto deseja praticamente não aparecem. Os casos se multiplicam, aumentam de forma exponencial.
Tem razão o bandido “Marcola”, quando numa entrevista para a revista Veja disse: “ESTAMOS TODOS NO INFERNO”. Na mesma entrevista disse também que os três poderes estão inundados de PESSOAS CORRUPTAS E INCOMPETENTES.
ABRAÇÃO AMIGÃO E PARABÉNS.
JORGE PAULO GONÇALVES

Leia mais em Educação Política:
ARARAQUARA: “O PIOR CEGO É O QUE NÃO QUER VER. AS NOTAS FISCAIS ESTÃO NAS MÃOS DO GOVERNADOR SERRA DESDE QUE ASSUMIU O GOVERNO E NADA VÊ”
PAULO RENATO DE SOUZA MANTÉM A VITRINE DO MODELO DE EDUCAÇÃO DO PSDB EM ARARAQUARA
INTERNAUTAS: PAULO RENATO DE SOUZA, SECRETÁRIO DA EDUCAÇÃO, FINGE QUE NÃO VÊ A LAMA QUE O PSDB FAZ EM ARARAQUARA
DESVIAR VERBA DA EDUCAÇÃO É PIOR DO QUE FURTAR MANTIMENTOS DE DESABRIGADOS DE SANTA CATARINA
LEITOR FAZ APELO AO GOVERNADOR JOSÉ SERRA E A SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO, MARIA HELENA DE CASTRO, QUE IGNORAM SITUAÇÃO DE ARARAQUARA, INTERIOR DE SÃO PAULO

GOVERNO TENTA DIMINUIR O NÚMERO DE PROFESSORES QUE ATUAM SEM FORMAÇÃO MÍNIMA PARA EXERCER A DOCÊNCIA

Brasil ainda tem 119 mil “professores leigos”, aponta censo

Amanda Cieglinski
Repórter da Agência Brasil

Pacote do governo tenta melhorar formação do professor (foto Ag.Brasil)

Pacote do governo tenta melhorar formação do professor (foto Ag.Brasil)

Brasília – No Brasil, 119 mil professores de escolas públicas e particulares não têm a formação mínima necessária para exercer a docência na educação básica. Os chamados “professores leigos” cursaram só o ensino fundamental (15,9 mil) ou o ensino médio regular (103,3 mil).

A Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) exige que a formação de docentes seja em nível superior, em cursos de licenciatura, admitindo-se o nível médio na modalidade Normal apenas para quem atua nos anos iniciais do ensino fundamental ou na educação infantil.

Essas e outras informações sobre a formação e o perfil do professor brasileiro foram apontados pelo Censo Escolar de 2007. Para resolver esse e outros problemas de formação dos professores que trabalham na rede pública de ensino, o governo lança amanhã (28) um pacote de medidas voltadas ao magistério.

Os professores leigos representam 6,3% do total de docentes pesquisados pelo censo e atendem 600 mil alunos. Entre os que possuem só o ensino fundamental, a maioria leciona em turmas dos anos iniciais do ensino fundamental e na pré-escola. Já os professores que possuem formação em nível médio, mas sem habilitação para o magistério, concentram-se em boa parte no ensino fundamental.

Segundo a secretária de Educação Básica do MEC, Maria do Pilar Lacerda, para os “professores leigos” que atuam na educação infantil o ministério já oferece o Pró-Infantil, curso de formação que em 2009 atenderá 12 mil docentes. Dos 15 mil professores com escolaridade em nível fundamental, 8 mil concentram-se na Região Nordeste.

Na avaliação da secretária, a presença de “professores leigos” em sala de aula é grave, mesmo em etapas iniciais como a educação infantil.

“A creche e a pré-escola são espaços importantes para as crianças terem acessos a normas da socialização, da vida em grupo. Se elas são cuidadas por pessoas sem uma formação específica para lidar com a primeira infância, eles terão cuidado, mas não terão a educação”, avalia.

Leia mais em Educação Política:

GOVERNO INVESTE EM NOTEBOOK, MAS A PRIORIDADE DEVERIA SER A INTERNET BANDA LARGA


BRASIL ENFRENTA DIFICULDADE PARA ERRADICAR O ANALFABETISMO E CUMPRIR META DA UNESCO

MEC QUER LIVRAR ENSINO MÉDIO DO “AUDITÓRIO DE INFORMAÇÃO” E TRANFORMÁ-LO NUM “LABORATÓRIO DE APRENDIZAGEM”

PAULO RENATO DE SOUZA MANTÉM A VITRINE DO MODELO DE EDUCAÇÃO DO PSDB EM ARARAQUARA

MEC QUER LIVRAR ENSINO MÉDIO DO “AUDITÓRIO DE INFORMAÇÃO” E TRANFORMÁ-LO NUM “LABORATÓRIO DE APRENDIZAGEM”

MEC propõe reforma curricular e pedagógica do ensino médio público para 2010

Amanda Cieglinski/Agência Brasil

Brasília – Um projeto apresentado ao Conselho Nacional de Educação (CNE) pretende mudar a organização curricular do ensino médio público do país. O documento base, desenvolvido pelo Ministério da Educação (MEC), foi discutido hoje pela primeira vez pelos membros do conselho.

Uma das propostas é que os alunos tenham no mínimo 20% de disciplinas optativas dentro do currículo. O projeto, que está sendo chamado de “ensino médio inovador”, pode começar a funcionar já em 2010. A mudança vale só para o ensino público.

Desde o ano passado, o ministério discute em grupos de trabalho a reforma do ensino médio, etapa considerada como a mais frágil de todo o sistema. Pesquisas apontam que o atual modelo é desinteressante para os jovens, o que aumenta a evasão e diminui o tempo do brasileiro nos bancos escolares.

Como o ensino médio é responsabilidade das redes estaduais de ensino, a intenção do MEC é incentivar as secretarias a promoverem mudanças no currículo e na organização dessa etapa, a partir de apoio técnico e financeiro. Segundo o ministério, a verba deverá ser destinada prioritariamente às 100 escolas com as piores notas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Antes, a proposta precisa ser aprovada pelo CNE.

“O MEC tem o papel indutor, mas não de definição do currículo. Os estados já estão tentando fazer isso porque o currículo do ensino médio não pode ser endurecido, o ministério agora está dando os instrumentos para essa mudança”, explicou o coordenador-geral do ensino médio, Carlos Artexes.

A partir das orientações que vão constar nesse projeto, cada rede de ensino vai definir o seu modelo de currículo e organização das escolas. Além da possibilidade de o aluno escolher as disciplinas complementares às básicas, está previsto que o atual modelo da grade curricular, dividido em 12 disciplinas tradicionais, seja dividido em eixos mais amplos como linguagens e ciências humanas. Outra mudança é o aumento da carga horária de 2,4 mil para 3 mil horas/ano e a inclusão de atividades práticas para complementar o aprendizado.

“A escola deixa de ser um auditório da informação e passa a ser um laboratório de aprendizagem”, compara o conselheiro Francisco Aparecido Cordão, relator do projeto no CNE. Para ele, o atual modelo curricular aprisiona as escolas. O projeto do MEC sugere ainda que programas de incentivo à leitura estejam previstos na nova organização pedagógica. Outra orientação é valorizar as atividades artísticas e culturais dentro do currículo.

A presidente do CNE, Clélia Brandão, afirma que é preciso mudar o atual modelo da escola para que ela atenda à essa geração. “De acordo com a Constituição, o ensino médio tem que ser universalizado, mas os jovens ou não vão para escola ou a abandonam porque ela não é interessante para eles. O formato do ensino médio precisa atender à esse perfil do aluno”, defendeu.

O CNE vai realizar audiências públicas para discutir o novo modelo de ensino médio. O processo deve ser concluído até julho. Depois dessa etapa, o ministério começará as negociações com os estados. Serão firmados acordos de cooperação a partir das mudanças propostas pelas secretarias, com a previsão de apoio técnico e financeiro do governo federal para a implantação dos novos modelos.

Segundo o coordenador do ensino médio, ainda não foi definido o montante dos recursos que o MEC irá repassar aos estados para a reforma do ensino médio.

Leia mais em Educação Política

PAULO RENATO DE SOUZA MANTÉM A VITRINE DO MODELO DE EDUCAÇÃO DO PSDB EM ARARAQUARA

INTERNAUTAS: PAULO RENATO DE SOUZA, SECRETÁRIO DA EDUCAÇÃO, FINGE QUE NÃO VÊ A LAMA QUE O PSDB FAZ EM ARARAQUARA

EDUCAÇÃO RUIM E DESIGUALDADE SOCIAL SÃO FACILITADORES DA PEDOFILIA; SEM COMBATER A POBREZA NÃO HÁ COMO REDUZIR A PEDOFILIA

LEITOR FAZ APELO AO GOVERNADOR JOSÉ SERRA E A SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO, MARIA HELENA DE CASTRO, QUE IGNORAM SITUAÇÃO DE ARARAQUARA, INTERIOR DE SÃO PAULO

Por Dorival Silva

Apelo para apuração de denúncias envolvendo a ex dirigente de Ensino de Araraquara – SP, Supervisores de Ensino e Diretores de escolas de Araraquara e Região, denuncias feitas desde 2005.

Sr. Governador José Serra, Sr.ªSecretária da Educação Maria Helena de Castro Guimarães

Volto a tratar de um assunto de extrema gravidade. Na semana passada, comecei uma nova empreitada na conscientização todos os cidadãos da cidade de Araraquara e Região, distribuindo as provas (notas fiscais frias.
Porque o Governo de SP não tem o direito de varrer para debaixo do tapete as denúncias graves que estão sendo feitas contra a atuação da lider do esuema a ex dirigente de Ensino de Araraquara.

As denúncias, Sr. Governador, repito aqui, não foram ainda publicadas na grande mídia por que o clamor público começa a se manifestar agora, mas é bem possivel que em serão manchetes de jornais e revistas de grande circulação nacional, Jornal do Brasil, e em jornais do Estado de SP e também nas revistas Veja e ISTOÉ. Os noticiários de televisão, como “Jornal Nacional” e o da Record, apresentado por grandes jornalistas que defendem a moralidade pública, repetiremos as denúncias que consideramos de extrema gravidade. Elas vão desde a formação de caixa dois dentro das escolas, que, utilizando-se das verbas publicas destinadas as escolas, os fraudadores criam mecanismos muito bem engendrados de corrupção, estariam sendo cobrando propinas, que, segundo provas, procuração da Senhora  assistente planejamento da diretoria de ensino de Araraquara por mais de 10 anos que conhece bem o esquema da ex dirigente e seus comparsas chegam a mais de 10 milhões de reais. Isso significa, Sr.Governador, menos reformas, investimentos e menos educação para nossos filhos, que esta denúncia, em resumo, diz o seguinte: Não adianta os seus assessores quererem desqualificar as nossas denuncias e nem dizer que é bobagem aquilo que eu dissemos, De fato, não temos força para brigar contra corruptos que se utilizam de dispositivos em altamente poderosos para destruir seus denunciantes, mas o senhor Governador tem autonomia.

Nesse sentido, existe um requerimento do Educafórum, que deverá ser analisado na Assembléia legislativa de SP nesta semana, segundo compromisso do próprio Presidente da Comissão da Educação, Senhor Simão Pedro. Aprovado esse requerimento por esta Comissão, a Secretária da Educação deverá ser convocada. convocar o Ministro. Aliás, já foi convocada em 04 de Dezembro pela Casa, e lá depoisd e 04 anos foi questionada do Esquema de Corrupção em Araraquara, onde ex-dirigente é alvo de denúncias até do alastramento dessa máfia por todo o Estado . Todo o dinheiro desviado das escolas, segundo consta, estão se esvaindo nos bolsos dessa organização.

O Senhor Governador não pode, não tem o direito de dizer que não vai tomar providencias urgentes, no sentindo de responsabilizar os supervisores de ensino de Araraqura e dar prosseguimento as apurações de 44 escolas(a serem auditadas pela FDE). Acareações, colocando frente a frenre e seus denunciantes.

Queremos ouvir todos até para que tenham a oportunidade da defesa. Não queremos prejulgar, queremos dar a  seus aliados, apesar das provas existentes serem contudentes de seu indiscutivel envolvimento, mas é preciso que eles reconheçam que as denúncias são graves. Não podemos admitir que essas denúncias não sejam investigadas.
Tudo isso não vai cair no esquecimento apesar de já terem se passado quase 04 anos e para alguns diretores já estamos chegando no quinto.

O Senhor Governador está retirando e até queimando o sofá da sala, mas, evidentemente, não está resolvendo o problema das denúncias graves. Se elas ocorreram, a ex dirigente de ensino e seus comparsas cometeram uma grave traição contra o Governador do estado de São Paulo, que confiou na Secretária da Educação da época Rose Neubauer ao nomeá-la dirigente de ensino de Araraquara e Região, bem como para a Educação do Estado de São Paulo. Terá sido um péssimo exemplo para a juventude do nosso País, Sr. Governador José Serra. O Senhor não tem o direito de varrer para debaixo do tapete essa sujeira que está sendo anunciada e denunciada pela Imprensa, não tem o direito de “tirar o sofá da sala e atear-lhe fogo”, entendendo que assim terá resolvido o problema.

O problema é muito grave, agride a inteligência dos Araraquarenses e dos brasileiros. Não pode ser ignorado pelo Governador mais rico da Federação, que não pode acreditar que já o resolveu, ao transferir para a FDE que também apenas se limitou a um serviço pela metade. Sr. Governador, o caso é grave. Precisamos apurá-lo. Os Deputados Estaduais de São Paulo também não podem se omitir. Essa não é uma questão de Partido, mas de moralidade pública.

Sr. Governador, nesta fase difícil em que estamos vivendo, a crise mundial, o Brasil, nosso Estado de SP, está numa enorme turbulência enorme diante da crise do desemprego, das dúvidas, da incerteza que toma conta da população brasileira no que se refere à economia do País e do Mundo. Não podemos ignorar que são essas práticas da corrupção que arrastam os recursos que faltam para a creche, a escola, a saúde, a segurança pública, a agricultura, o desenvolvimento e o emprego.

São esses recursos roubados que acabam fazendo muita falta para o bem-estar da população. Porque podem até escapar os corruptos denunciados, em virtude da benevolência, da complacência do próprio Governo. No entanto, não escapará do julgamento da população, que, indignada, não suporta mais as denúncias de corrupção sem apuração devida e sem a responsabilização dos verdadeiros culpados por cada caso de corrupção denunciado e jogado debaixo do tapete.

O Governador José Serra ou qualquer outro cidadão deste País não têm – repito – o direito de jogar debaixo do tapete essa lama. O Governador do estado de SP não tem o direito de “tirar o sofá da sala, de queimar o sofá” e considerar que esse problema está resolvido. Ou teremos que apagar da memória dos computadores, dos jornais, das emissoras de televisão e de rádio deste País as denúncias que estão gravadas na memória de cada cidadão que leu, ouviu ou assistiu, pela televisão, denúncias que envolvem a Ex dirigente de ensino de Araraquara. Não vale apenas uma resposta malcriada da Assessoria Técnica da Secretaria da Educação SP. Ela  está, sim, sob suspeita, está sendo denunciada, e, muito mais do que uma resposta malcriada, precisa dar satisfação à Nação brasileira, a Paulista e a Araraquarense, daquilo que vem sendo praticando dentro das escolas estaduais . Eles tem tudo a ver com essa lama, com essa sujeirada, basta o governo ter vontade de investigar e olhar as provas para reconhecer a o Esquema de corrupção. Mas exigimos que esse caso seja apurado. E ele começará a ser apurado a partir dessa reunião de hoje na Assembléia Legislativa de São Paulo em audiência pública na Comissão de Educação.

Além disso, quero deixar colocado aqui esse instrumento a mais de condição de averiguação dos fatos, para que os senhores Deputados possam efetivamente apurar qualquer deslize e qualquer ato de improbidade que exista no âmbito do Poder Público Estadual. É para isso que existe a Comissão de Educação para fiscalizar e controlar, e melhorar o funcionamento de todas as escolas Estaduais, coloco a V. Exª essa questão e essa prerrogativa da Comissão. Muito obrigado.
Dorival Silva
Agradeço, o Senhor Glauco Cortez que abre este espaço democratico de denuncias de Corrupção e de desmandos do autoritarismo desenfreados nas escolas deste país, que cobra das autoridades públicas ação efetiva, mas não é conivência com a corrupção e com a imoralidade. Se foram denunciadas, têm de ser apuradas e quem deve determinar a apuração dessas denúncias e dessas irregularidades, aqui publicadas pela imprensa, é o próprio Governador do Estado de São paulo Senhor José Serra.

OBS: Peço, aos leitores do blog Educação Política, para não enviar comentários  excessivamente longos com trechos de outros blogs e sites. Caso queiram publicar trechos de outros sites e blogs, por favor resumam o material, elaborem um comentário e enviem.

Leia também no Educação Política:

CONTAS DAS ASSOCIAÇÕES DE PAIS E MESTRES (APM) PODERIAM ESTAR ON LINE, MAS A ESPECIALIDADE DE JOSÉ SERRA É A MAQUIAGEM

PROFESSOR RELATA SITUAÇÃO DA EDUCAÇÃO EM ARARAQUARA, ESTADO DE SÃO PAULO

ARARAQUARA: VEJAM O QUE O PSDB FEZ COM A EDUCAÇÃO EM 14 ANOS NO GOVERNO DO ESTADO

LEITORA RELATA SITUAÇÃO DEPLORÁVEL DA EDUCAÇÃO NO INTERIOR DE SÃO PAULO

PARANÁ, SANTA CATARINA, MATO GROSSO DO SUL, RIO GRANDE DO SUL E CEARÁ NÃO QUEREM VER A EDUCAÇÃO DO BRASIL MELHORAR

%d blogueiros gostam disto: