Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos de tags: Globo

O PT e o complexo de Geni (ou de Antonio Palocci)

A notícia de que o presidente do PT de São Paulo, Edinho Souza, ainda aguarda uma resposta da Rede Globo a respeito da carta enviada à emissora no final de semana, questionando a exclusão do candidato Alexandre Padilha da cobertura diária no Estado, nos faz lembra a bela música de Chico Buarque, Geni e o Zepelim. Joga pedra na Geni! Ela é feita (Continue lendo…)

Anúncios

REDE GLOBO E EMPRESAS DE TELEFONIA QUEREM CONTROLAR A INTERNET

“Globo e teles se unem para censurar a internet no país”, denuncia presidente da comissão do Marco Civil

O presidente da Comissão Especial que analisou na Câmara o projeto de lei do Marco Civil da Internet, deputado João Arruda (PMDB-PR), pelo Twitter, denunciou neste domingo (3) conluio entre as teles e a Rede Globo para censurar a internet no país.

Segundo o parlamentar, que comandou diversas audiências públicas sobre o tema em vários estados, a emissora e tevê carioca e as empresas de telefonia intensificaram lobby no Congresso Nacional visando desfigurar o Marco Civil para atender seus interesses econômicos.

Na próxima terça (5), o projeto deverá ser votado e duas questões entraram na alça da mira dos lobistas da Globo e das teles: 1- contra a neutralidade da rede e 2- direitos autorias na internet.

A neutralidade da rede significa que todas as informações que trafegam na rede devem ser tratadas da mesma forma, navegando a mesma velocidade. É esse princípio que garante o livre acesso a qualquer tipo de informação na rede [que vigora hoje].

 

Logo of Rede Globo since 2008, designed by Han...

Logo of Rede Globo since 2008, designed by Hans Donner (Photo credit: Wikipedia)

 

As teles e a Globo defendem que sejam cobrados pacotes por faixa de consumo de dados e de tempo de uso da internet. Assim, elas ganhariam mais dinheiro e os usuários as deixariam mais ricas.

A segunda questão, explica João Arruda, diz respeito a direitos autorais na rede. “Hoje existe algo chamado “notice and take down” que dá liberdade para qualquer pessoa se intitular dona de conteúdo e pedir a retirada. Só depois que um provedor retira o conteúdo é que o processo tramita na Justiça. Por causa disso, sites e blogs já foram multados absurdamente por não retirar conteúdo de postagens que não conseguem mais controlar”.

“Depois que o Marco Civil for aprovado ninguém será obrigado a retirar conteúdo sem ser notificado pela Justiça”, aponta o presidente da Comissão.

João Arruda afirmou que a Globo e as teles fingem uma disputa com o intuito de criar uma cortina de fumaça para enfraquecer o debate e desmoralizar o projeto do Marco Civil da Internet. (Do PHA)

 

EDITORIAL DA GLOBO SOBRE O APOIO AO GOLPE DE 64 FALA DO PRESENTE E DO FUTURO, NÃO DO PASSADO

Globo

Estrume na Globo

Há muitos significados na afirmação da Rede Globo, via editorial do jornal O Globo, de que o apoio que a empresa deu ao Golpe militar de 1964 foi um erro.

Talvez não valha a pena pensar se isso tem alguma importância para o fato em si, ou seja, para a história ou para o Golpe de 64.

Os militares da antiga não entenderam, tomaram o editorial ao pé da letra e já deram uma resposta dura para a Globo. Mas isso é passado. A Globo pensa no futuro e no presente.

Veja que o próprio título já anuncia um caminho, quando diz que “apoio editorial’ foi um erro. Jornalisticamente isso é importante e parecer elucidar um pouco as últimas coberturas sobre o governo trabalhista de Dilma Rousseff.

Coberturas recentes sobre a presidenta já mostraram pequenas mudanças. A Globo parece mais informativa e menos agressiva. E tem seus motivos, mas principalmente dois: 1)o dinheiro do governo federal está entrando via publicidade e 2) não há alternativa viável da oposição. Pelo menos por enquanto. Então se só tem tu, vai tu mesmo. Mas se surgir um bom nome da oposição para a Globo e com chances de vitória, a cobertura muda.

Em todo caso, parece que os mentores da Globo estão ficando mais refinados. Ao falarem em “apoio editorial”, talvez estejam querendo separar o jornalismo informativo (reportagens) da agressividade dos colunistas.

O jornalismo informativo seria o que oficialmente recebe a influência “editorial” dos veículos e este parece ter sido atenuado nas últimas semanas. Mas os colunistas de economia e política, que estão no jornal, nas TVs e nas rádios da empresa, continuam a atacar a todo vapor. Eles estariam “além” da cobertura jornalística, seriam pensadores com certa autonomia em relação à organização.

Há também outro significado importante nesse editorial. A Globo parece reconhecer que é preciso compor com uma parcela mais ampla da sociedade. E parece reconhecer também que um Golpe no modelo de 64 está distante da realidade atual. Então, não adianta ficar sonhando com a volta dos militares.

As manifestações de rua estão intragáveis para a empresa. É preciso se adaptar à democracia. Esse talvez seja o significado mais importante do editorial. Quem sabe um dia ela consiga. Seria bom para o Brasil.

Veja mais em Educação Política:

PROMOTOR QUE ACUSOU FILHO DE LULA NÃO ACHOU INTERESSANTE INVESTIGAR SONEGAÇÃO DE R$ 615 MILHÕES DA REDE GLOBO

Promotor não chamou a Globo a depor, mas acusou filho de Lula

Do tijolaço/Fernando Brito

Fui atrás da dica preciosa de uma amiga ainda mais preciosa e bingo!

Um dos designados pelo Ministério Público Federal para atuar no caso do sumiço dado ao processo de sonegação fiscal da Globo é o mesmo que acusou o filho do ex-presidente Lula, Fábio, no caso do contrato da empresa que este mantinha, a Gamecorp, e a Telemar.

Naquela ocasião, Rodrigo Poerson – este é o nome do cavalheiro – achou que o contrato, cujo valor era de R$ 4,9 milhões – 125 vezes menor que o valor da autuação da Globo – era um ”desproporcional aporte de recursos financeiros (que) estaria sendo direcionado à empresa Gamecorp, única e exclusivamente em razão de contar com a participação acionária de Fábio Luiz da Silva, filho do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva”.

Mas, no caso do desaparecimento de um processo de sonegação – não simples suposições e notas de imprensa, como daquela vez, mas documentado e analisado, já, por vários auditores da Receita – o Dr.Poerson não achou necessário nem chamar a Polícia Federal, como fez no caso do filho de Lula, nem chamar a Globo a depor. A emissora diz até, em sua nota oficial, que só ficou sabendo que a funcionária Cristina Maris Meirick Ribeiro agora, seis anos depois! (Texto Integral)

Veja mais:

VÍDEO: PORTA DE PRÉDIO ADMINISTRATIVO DA REDE GLOBO, NO RIO DE JANEIRO, É APEDREJADA POR MANIFESTANTES

VÍDEO: PROTESTO NA REDE GLOBO E A FAVOR DA DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA NO BRASIL

BARÃO DE ITARARÉ E MAIS 16 ENTIDADES ENTRAM COM DENÚNCIA DE SONEGAÇÃO DE IMPOSTOS PELA REDE GLOBO

Entidades pedem ação do Ministério Público contra a Globo

Do Centro de Estudos da Mídia Aternativa Barão de Itararé

Por iniciativa do Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, núcleo do Distrito Federal e com a adesão de 16 entidades do movimento social, foi protocolado no Ministério Público Federal – Procuradoria da República no Distrito Federal um documento apresentando a denúncia de sonegação de impostos, pela Rede Globo, amplamente divulgada nas redes sociais, nas últimas semanas, solicitando ação do MP em relação ao processo.

Movimento social entregam documento no MPF
Movimento social entregam documento no MPF

Movimento social entregam documento no MPFO ato do Protocolo foi feito pelas coordenadoras do Barão de Itararé/DF, Sônia Corrêa e Fabiane Azevedo e contou com a presença de Rosane Bertotti, coordenadora nacional do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação – FNDC, Maria Mello do FNDC/DF, Santa Alves da União de Negros pela Igualdade – UNEGRO/DF e Marcos Tenório, do Centro Brasileiro de Solidariedade e Luta pela Paz – Cebrapaz/DF.

“A luta pela democratização da comunicação é uma pauta de todos os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil, por isso, escolhemos esse Dia Nacional de Lutas, convocado pelas Centrais Sindicais, para pedir ao MP cumpra com sua atribuição neste caso que, conforme foi divulgado pela blogosfera e redes sociais, envolve a sonegação de impostos federais, lavagem de dinheiro e lesão ao patrimônio da União”, disse Sônia Corrêa.

Para Sônia, as denúncias que vieram à público reforça a ideia de que o Brasil precisa de uma nova Lei da Mídia, pois o país não pode continuar refém do monopólio que, além de manipular informações, ainda lesa o povo brasileiro, através da sonegação de impostos.

Rosane Bertotti lembrou que a Globo é o símbolo do monopólio das comunicações no país e por isso, o ato de protocolar o documento neste 11 de junho, é parte da luta pela democratização da comunicação. (Veja mais no Barão)

Veja mais:

PIG É EUFEMISMO: NÃO É PARTIDO DA IMPRENSA GOLPISTA, É MÁFIA DA INFORMAÇÃO, É A SONEGAÇÃO DA SONEGAÇÃO

Felipe CabralA atuação dos principais veículos de comunicação do Brasil no episódio da milionária sonegação de impostos da Rede Globo mostra que a alcunha de PIG (Partido da Imprensa Golpista), criada pelo deputado Fernando Ferro (PT) e popularizada por Paulo Henrique Amorim e outros blogueiros é um eufemismo.

O PIG, na verdade, é uma grande máfia da informação. O episódio mostra a sonegação da sonegação: é a sonegação da informação da sonegação de impostos.

O valor do rombo aos cofres públicos atribuído à Rede Globo equivale a nada menos do que 30 mensalões.

O slogan de um grande jornal que já foi Um jornal a serviço do Brasil deveria mudar para Um jornal a serviço da máfia midiática.

Mas essa sonegação da informação revela também um receio, um medo, uma paralisia. É o susto da democracia.

Veja mais:

COMUNICADO DA GLOBO DIZ QUE EMPRESA NÃO SABE PORQUE O PROCESSO SUMIU E FAZ AMEAÇA À LIBERDADE DE EXPRESSÃO

O comunicado da Rede Globo, publicado no G1 diz  não saber porque uma funcionária da Receita Federal sumiu com o processo no qual ela deveria pagar R$ 600 milhões de reais de impostos e multas. Afinal, qual seria a motivação da funcionária Cristina Maris Meinick Ribeiro? Alguém tem ideia?

O Ministério Público, por exemplo, vejam só, disse que não pode fazer nada para saber os motivos desse crime.

O comunicado, ao afirmar que tomará “medidas judiciais cabíveis” contra “qualquer acusação falsa” soa como uma ameaça à liberdade de expressão.

A íntegra do comunicado é a seguinte:

Como é de conhecimento público, a Globo Comunicação e Participações adquiriu os direitos de transmissão da Copa do Mundo de 2002. Em 16/10/2006, a emissora foi autuada pela Receita Federal, que entendeu que o negócio se deu de maneira a reduzir a carga tributária da aquisição.

Em 29/11/06, a empresa apresentou sua defesa junto às autoridades, fundada em sua convicção de que não cometeu qualquer irregularidade, tendo apenas escolhido uma forma menos onerosa e mais adequada no momento para realizar o negócio, como é facultado pela legislação brasileira a qualquer contribuinte.

No dia 21/12/06, a defesa da Globo foi rejeitada pelas autoridades. Alguns dias depois da sessão de julgamento, para sua grande surpresa, foi a Globo informada de que os autos do processo administrativo se extraviaram na Receita Federal. Iniciou-se, então, a restauração dos autos, como ocorre sempre nos casos de extravio de processos. A empresa agiu de forma voluntária, fornecendo às autoridades cópias dos documentos originais, tornando com isso possível a completa restauração e o prosseguimento do processo administrativo.

Em 11/10/07, a empresa foi intimada da decisão desfavorável, apresentando recurso em 09/11/07. No dia 30/11/09, a Globo tomou a decisão de aderir ao Refis (Programa de Recuperação Fiscal) e realizar o pagamento do tributo nas condições oferecidas a todos os contribuintes pelo Fisco. O pagamento foi realizado no dia 26/11/09, tendo a empresa peticionado às autoridades informando sua desistência do recurso apresentado (o que ocorreu em 4/02/10).

Diante das informações mentirosas que circularam nesta terça-feira, a Globo Comunicação e Participações esclarece que soube, apenas neste dia 09/07,  que uma funcionária da Receita Federal foi processada e condenada criminalmente pelo extravio do processo. A Globo Comunicação e Participações não é parte no processo, não conhece a funcionária e não sabe qual foi sua motivação.

O relato acima contém todas as informações relevantes sobre os fatos em questão que são do conhecimento da empresa. A Globo Comunicação e Participações reitera, ainda, que não tem qualquer dívida em aberto com a Receita. Como ocorre com qualquer grande empresa, a Globo Comunicação e Participações questiona autuações que sofreu, na via administrativa ou na judicial, o que é facultado a todos os contribuintes.

A Globo Comunicação e Participações reafirma, ainda, acreditar que as autoridades competentes investigarão o vazamento de dados sigilosos. A empresa tomará as medidas judiciais cabíveis contra qualquer acusação falsa que lhe seja dirigida.
Globo Comunicação e Participações.

Veja mais:

APARECEU QUEM ROUBOU O PROCESSO PARA BENEFICIAR A GLOBO, MAS POR QUE A JUSTIÇA NÃO QUEBROU TODOS OS SIGILOS DELA?

Do blog Tijolaço

Familia Marinho

Familia Marinho

Apareceu quem desapareceu com o processo de sonegação fiscal da Rede Globo na compra dos direitos de transmissão da Copa de 2002.

É Cristina Maris Meinick Ribeiro, “brasileira, agente administrativo da Receita Federal, matrícula n.º 16.553, inscrita no CPF sob o n.º 507.264.717-04, ” que a Justiça considerou ” incursa nas sanções do art. 305 e 313-A, por 3 (três) vezes, na forma do art. 69, todos do Código Penal Brasileiro”.

Trechos da sentença prolatada em janeiro deste ano pelo Juiz Fabrício Antonio Soares, no processo 0806856-31.2007.4.02.5101, da 3a. Vara Criminal Federal do Rio de Janeiro.

“Narra ainda a peça acusatória que a ré, na qualidade de servidora pública federal, de forma livre e consciente, no dia 02.01.2007, ocultou documentos públicos oriundos do processo administrativo nº 18471.000858/2006/97 (com dois volumes) e seu apenso nº 18471.001126/2006-14, que versava sobre ação fiscal em face da GLOBOPAR cujos valores ultrapassam R$ 600.000.000,00 (seiscentos milhões de reais).

D. Cristina está solta, porque o ministro Gilmar Mendes, do Supremo – logo ele! – deu-lhe um habeas corpus.

A Polícia e o Ministério Público tem de averiguar quem pagou para ela fazer isso.

Uma funcionária da Receita, com um bom emprego e experiência, só pode ter feito isso em troca de uma bela recompensa.

E quem teria interesse em fazer um processo contra a Globo, de centenas de milhões de reais, desaparecer?

A Rede TV? O SBT? A Record?

É óbvio que a própria Globo.

Que, além de sonegadora, é também corruptora.

A gente estava certo. É caso de polícia e de cadeia.

E não é só para a D. Cristina Maris, a corrupta.

É para quem corrompeu-a, a Globo! (Texto integral)

Veja mais:

PROCESSO DE SONEGAÇÃO DE IMPOSTO DA REDE GLOBO SUMIU, MAS EXISTE CÓPIA FORA DA RECEITA FEDERAL

charge-bessinha_globo-nem-ai3O processo contra a Globo sumiu? E os bastidores da negociação que poderia ter levado à “estatização” da emissora

por Rodrigo Vianna/Escrevinhador

Conversei com duas fontes importantes, que trouxeram esclarecimentos sobre o episódio da sonegação de impostos da Globo, denunciada pelo blog “O Cafezinho” de Miguel do Rosário.

Uma das fontes é um ex-funcionário público (que conhece bem instituições como a Receita Federal e o Ministério Público no estado do Rio). Esse homem é o mesmo que Miguel do Rosário tem chamado de “garganta profunda”. Por isso, também o chamaremos assim nesse texto. A segunda fonte (será chamada aqui de “fonte 2″) é uma pessoa que esteve no governo federal (funcionário de carreira), nunca exerceu cargos eletivos, mas sabe muito sobre os bastidores do poder – e suas intercessões com o mundo das finanças e da mídia. Seguem abaixo as informações que recebi dos dois. O texto é longo, mas peço atenção porque trata de assunto gravíssimo. 

1 – O blog “O Cafezinho” publicou apenas 12 páginas de uma imensa investigação contra a Globo. Onde está o processo original? Onde estão as centenas de páginas até agora não reveladas? Um mistério. O “garganta profunda” garante que funcionários da Receita Federal no Rio estariam “em pânico” (são palavras dele) porque o processo contra a Globo simplesmente sumiu! Sim. O processo não foi digitalizado, só existe em papel. O deputado Protógenes Queiroz  (que pretende abrir uma CPI para investigar a Globo) também considera “estranho” que não haja “back-up” da investigação.

“Mas como um processo some desse jeito?” pergunto incrédulo. E o “garganta profunda” responde com um sorriso: “há advogados especializados nisso, e às vezes o sumiço físico de um processo é a única forma de evitar danos maiores quando se enfrenta uma investigação como essa contra a Globo”. Insisto: “mas quem teria pago pro processo desaparecer?”. E o “garganta profunda” responde com um sorriso apenas. 

2 – Importante compreender que, na verdade, há uma investigação contra a Globo que se desdobra em dois processos. Tudo começa com o ”Processo Administrativo Fiscal” de número 18471.000858/2006-97 , conduzido pelo auditor fiscal Alberto Sodré Zile; era a investigação propriamente tributária, no decorrer da qual descobriu-se a (suposta) conta da Globo em paraíso fiscal e a sonegação milionária. Ao terminar a investigação, no segundo semestre de 2006, Zile constatou “Crime contra a Ordem Tributária” e por isso pediu a abertura de uma “Representação Fiscal para Fins Penais” (ou seja: investigação criminal contra os donos da Globo) que recebeu o número 18471.001126/2006-14. 

3 – Um dos indícios de que há algo errado com os dois processos contra a Globo surge quando realizamos a consulta ao site ”COMPROT” (qualquer cidadão pode entrar no site “COMPROT” do Ministério da Fazenda e fazer a consulta – digitando os números que reproduzi no item acima). Ao fazê-lo, aparecem na tela as seguintes informações:

“MOVIMENTADO EM: 29/12/2006″

“SITUAÇÃO: EM TRÂNSITO”.

4 – Um processo (ou dois!!!) pode ficar ”em trânsito” durante seis anos e meio? Isso não existe.  Onde foi parar o processo? Entrou em licença médica? Repousa em algum escaninho? Viajou para as Ilhas Virgens Britânicas? Ou desapareceu no buraco negro que parece unir o Jardim Botânico ao Planalto Central?

A “fonte 2″ esclarece que a investigação deveria ter seguido dois caminhos:

– a Globo poderia continuar discutindo o imposto devido nas instâncias administrativas da Receita (para isso, teria que pagar o valor original e discutir a multa);

– o Ministério Público Federal no Rio deveria ter iniciado uma investigação dos aspectos criminais (esse era  o caminho depois da “Representação Fiscal para Fins Penais” apresentada pelo auditor Zile).

5 – Se a Globo tivesse feito recursos administrativos na Receita, isso deveria constar no site “COMPROT”. Mas a última movimentação é de 29/12/2006 – como qualquer cidadão pode confirmar realizando a consulta. O que se passou? Onde está o processo? O “garganta profunda” garante: “o processo teria sido sido retirado do escritório da Receita do Rio, desviado de forma subterrânea”. Essa informação, evidentemente, ainda precisa ser confirmada. 

6 – Se  o processo original sumiu, como se explica que Miguel do Rosário tenha obtido as 12 páginas já publicadas em “O Cafezinho”? Aí está outra parte do segredo e que vamos esclarecer agora: um homem – não identificado – teria conseguido preservar o processo original (e feito pelo menos mais uma cópia, na íntegra, para se proteger). As 12 páginas seriam, portanto, “só um aperitivo do que pode vir por aí”, garante o “garganta profunda”.

7 – O que mais há no processo? Detalhes sobre contas em paraísos fiscais,  e os nomes dos donos da Globo associados a essas contas, além de muitos outros detalhes – diz o “garganta profunda”, único a manter contato permanente com o homem que hoje possuiria o processo na íntegra. Seriam provas avassaladoras, “com nome, endereço e tudo o mais”. Em suma: uma bomba atômica contra a Globo. (Texto Integral)

Veja mais:

 

VIROU ROTINA: REDE GLOBO É HOSTILIZADA EM PROTESTO NA FAVELA DA MARÉ NO RIO DE JANEIRO

MANIFESTANTES NO PROTESTO EM LONDRES GRITAM “ABAIXO A REDE GLOBO” E IMPEDEM O TRABALHO DE MARCOS LOSEKANN

POPULARIDADE DE DILMA ROUSSEFF: NÃO ADIANTA CRITICAR A MÍDIA EM PÚBLICO E ENCHER O SACO DE DINHEIRO DA GLOBO NO PRIVADO

Mire-se no exemplo de outras mulheres. Cristina enfrentou e venceu

Mire-se no exemplo de outras mulheres. Cristina enfrentou e venceu

A hora é de distensão e a queda nas pesquisas do Datafolha mostra isso. É uma queda que pode ser recuperada facilmente. É um momento. Mas não vai ser criticando a mídia em público e enchendo o saco de dinheiro da Globo (Abril e outros) no privado que Dilma Rousseff conseguirá vencer o impasse social dos protestos. A metodologia do Datafolha pode ser criticada, mas será necessário?

A decisão do Plebiscito foi a medida mais acertada até agora do governo Dilma Rousseff. Ela provocou de imediato uma reação grande da oposição (PSDB, DEM, PPS) e da mídia.  Dilma teria acertado o alvo. A ideia de plebliscito obriga a mídia e a oposição a se colocarem contra o povo. Isso desmascara o discurso. A irritação da oposição e da mídia está na necessidade de terem de assumir novas palavras de ordem: “não queremos povo, isso não é democracia, democracia é sem povo”.

Mas isso não basta, é preciso distender o processo e enfatizar o discurso de avanços de democracia direta, de democratização da mídia e do dinheiro da comunicação do governo. Mais que isso, é preciso inverter o processo do governo de atender ao mercado financeiro da especulação e dos juros. É preciso por em pauta projetos de distribuição de renda, inclusive da verba publicitária do governo.

É preciso deslocar ainda mais o dinheiro que beneficia os ricos em direção à população.

Se não fizer isso, se ficar criticando a mídia em público e dando dinheiro para a Globo no privado, a reeleição pode até não estar ameaçada, mas para que se reeleger?

Veja mais:

GLOBO E OS PROTESTOS: VÍDEO EXPLICATIVO E DIVERTIDO PARA QUEM ESTÁ MUITO PERDIDO

MANIFESTANTES GRITAM: ‘GLOBO FASCISTA, SENSACIONALISTA!’ NA PRÓPRIA REDE GLOBO

REPÓRTER DA REDE GLOBO TEM DE IR EMBORA, APÓS MAIS PROTESTOS CONTRA A EMISSORA

VÍDEO: ANONYMOUS ORGANIZAM PROTESTO NACIONAL EM FRENTE AOS PRÉDIOS DA REDE GLOBO EM TODO O BRASIL NO DIA 23 DE FEVEREIRO

VÍDEO SENSACIONAL: GLOBO NO BRASIL E CLARÍN NA ARGENTINA MOSTRAM QUE O PIG TEM IRMÃO GÊMEO UNIVITELINO

Ditadura de expressão 237

Pendurado no estado argentino com 237 empresas

Uma das informações mais importantes da mídia Argentina, além de todas essas que aparecem no vídeo abaixo, é a quantidade de concessões do Estado que foram dadas para o grupo Clarín.

São 237 concessões do estado argentino.  Veja, um único grupo de comunicação na Argentina possui 237 concessões do estado!!! É a barbárie!! Não é liberdade de expressão, é ditadura de expressão.

Veja mais em Educação Política:

REVISTA VEJA COMETE OUTRA BARBARIDADE COM O JORNALISMO: DESTA VEZ PUBLICA ENTREVISTA PINGUE-PONGUE FALSA COM RENATO MAURÍCIO PRADO

A informação da entrevista falsa consta do próprio blog do jornalista. Veja texto abaixo:

Pingo nos is

Rentato Maurício Prado: não dei entrevista alguma à Veja

Não dei entrevista alguma à Veja Rio. Ao atender, educadamente, ao telefonema da jornalista que me procurava, com insistência, há duas semanas, disse-lhe, com clareza, que não queria falar, até por entender que nós, jornalistas, não somos notícia. Expressões a mim atribuídas, tais como “mundinho da TV”, “já deu” e “o que passou, passou”, jamais saíram da minha boca. O falso “pingue-pongue” publicado na coluna “Beira-Mar”, assinada por Carla Knoplech, na última edição, me coloca dizendo até que continuarei fazendo “o meu programa na CBN” — algo que nunca tive. Apenas participava do CBN Esporte Clube, comandado por Juca Kfouri, e extinto há mais de dois anos! Hoje em dia, faço comentários na Rádio Globo. Para finalizar, usaram, dando a impressão de que eu posara para a Veja, uma das fotos que fiz para a minha coluna no GLOBO. Em suma, um engodo… (Link)

Leia mais em Educação Política:

PMDB É ALIANÇA DOS INFERNOS: MICHEL TEMER, HENRIQUE ALVES E MIRO TEIXEIRA IMPEDEM CONVOCAÇÃO DE JORNALISTA PARCEIRO DE CACHOEIRA
IMPRESSIONANTE: O CORAÇÃO DA QUADRILHA DE CACHOEIRA ERA FORMADO PELA REVISTA VEJA E PELA PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA, AFIRMA COLLOR
PARECE FICÇÃO, MAS É REALIDADE: O TRISTE FIM DE POLICARPO JR OU A QUEDA DA REVISTA VEJA, QUE TENTOU ENGANAR E TRAPACEAR A CLASSE MÉDIA
DIRETOR DA REVISTA VEJA DEVERÁ DEPOR NA CPMI DO CACHOEIRA APÓS JUIZ DENUNCIAR TENTATIVA DE CHANTAGEM DE ANDRESSA MENDONÇA

CAIO BLAT, OU MELHOR: COMO O MONOPÓLIO NAS COMUNICAÇÕES DESTRÓI A CULTURA E A ARTE DE UM PAÍS INTEIRO

GLOBO E GRANDE MÍDIA QUEREM VER SANGUE NO MENSALÃO, MAS NÃO MOVEM UMA PALHA PELO FINANCIAMENTO PÚBLICO DE CAMPANHA

Há um certo desespero nas organizações Globo e na grande mídia que está aliada ao projeto político representado pelo PSDB/DEM.

A forma como transforma um julgamento do Supremo demonstra que a grande mídia não consegue enxergar outra alternativa a não ser uma festa para ter um trunfo contra Lula e o PT, partido que ainda hoje representa certa esperança de avanços sociais dentro do país mais desigual do mundo.

Há outros escândalos políticos que, em termos financeiros, foram maiores do que este em relação ao possível desfalque dos cofres públicos, há outros escândalos que são mais antigos e não foram a julgamento e há outros escândalos com personalidades até mais influentes do que essas que estão sendo julgadas agora. Portanto, é uma cobertura jornalística totalmente partidarizada.

Mas a elevação do julgamento do Supremo ao máximo da espetacularização é uma forma de se agarrar aos interesses econômico-políticos de grupos inconformados com as transformações econômicas do país e principalmente com a possibilidade de democratização dos meios de comunicação. Para o jornalista Jânio de Freitas, da Folha de S.Paulo, o julgamento já aconteceu pela exposição midiática de veículos alinhados ao que ele próprio trabalha.

Veja que até o momento não há qualquer discussão na mídia sobre os motivos que levaram a esse processo e que é de conhecimento de todo mundo: o financiamento privado de campanha, ou seja, a compra explícita e legal de políticos por empresários e grupos econômicos durante o processo eleitoral. A mídia quer ver o sangue no mensalão, mas não move uma palha para o financiamento público de campanha. Ou melhor, é contra. Defende esse sistema que gerou o mensalão do PT, o mensalão do PSDB, o mensalão do DEM. E mais, se investigar de uma forma ampla, vai chegar a todos os partidos.  Ninguém dá dinheiro de graça. Ou você conhece alguém que distribui dinheiro?

Para as organizações Globo, o circo armado para a cobertura do mensalão, o exagero de colocar 19 minutos no Jornal Nacional em apenas dois dias, por exemplo, serve também para outros motivos. Primeiro, deixar de lado a cobertura da CPMI do Cachoeira e, segundo, esquecer um pouco das Olimpíadas, que está sendo veiculada pela sua principal concorrente, a Record.

O problema é que essa exposição excessiva tende a enfastiar o telespectador depois de algum tempo. E a pressão da grande mídia pode ficar ainda mais dramática caso esse julgamento se arraste por meses. Isso porque é muito improvável que o cronograma seja devidamente cumprido.

Veja mais em Educação Política:

VÍDEO IMPERDÍVEL: CIRO GOMES EXPLICA JOSÉ SERRA BEM FUNDAMENTADO NA FOLHA, ESTADÃO, VEJA E GLOBO

O INSUSTENTÁVEL PESO DA DEMOCRACIA PARA A MÍDIA CARTELIZADA ESTÁ NO EDITORIAL DO JORNAL O GLOBO

O difícil aprendizado do diálogo quando se tem o microfone

O editorial do jornal O Globo de ontem foi muito mais significativo do que uma aparente defesa corporativa de uma outra empresa de mídia. O editorial  revela representações importantes para a democracia brasileira e, por incrível que pareça, estamos avançando. Isso se não for uma defesa da própria pele, visto que muita coisa pode aparecer na CPI.

A primeira delas é a própria exposição do grupo de mídia diante de uma posição inegável.  Desde o início da CPMI (Comissão Parlamentar Mista de Inquérito),  do Carlinhos Cachoeira, as organizações Globo se postaram de uma forma bastante comum aos meios de comunicação e o que é um pouco natural, ou seja: dá como notícia o que interessa e oculta o que não interessa. Mas isso parece não ter bastado. A Globo, por meio do jornal, teve de se posicionar e o fez em defesa das práticas mais abomináveis do jornalismo, que é a associação ao crime organizado.

Uma segunda é o reconhecimento da blogosfera e de outras empresas de comunicação. O Globo faz o editorial para o leitor, mas reconhece, mesmo criticando, a existência da blogosfera e de outros concorrentes. Bons tempos aqueles em que era fácil ignorar totalmente o que não interessava. O que não saía nas organizações Globo não era notícia ou, simplesmente, não era um acontecimento, então não havia a necessidade nem de se posicionar.

Agora está um pouco diferente. Se a Globo não deu, algum motivo tem e aí a necessidade de um editorial, porque todo mundo tá sabendo e a Globo não deu uma linha. Na verdade, o editorial é uma forma de poder continuar omitindo as informações que não interessa ao grupo.

Nesse sentido, surge uma terceira representação, que é colocar a Globo e outras empresas que cartelizam a informação, denominadas de PIG (Partido da Imprensa Golpista) pela blogosfera, em uma defensiva muito semelhante às situações vividas por essa mídia durante o processo eleitoral nos últimos anos. Tem havido uma contra-informação muito forte nos períodos eleitorais sobre a manipulação ou a partidarização da informação promovida pelos grandes grupos de mídia, de modo que são até forçados a manifestar explicitamente uma preferência partidária, como fez o Estadão nas últimas eleições presidenciais.  A CPMI de Carlinhos Cachoeira parece eternizar esse período de contra-informação, tornando a mídia cartelizada em uma situação desconfortável fora do período eleitoral também. Essa talvez seja a mais interessante representação do editorial.

Uma última representação é o que tudo isso nos indica, ou seja, parece que já vivemos uma relativa democracia da comunicação, ainda que muito favorável à mídia cartelizada. No entanto, não é tão fácil como antigamente ignorar solenemente algumas informações ou outros meios de comunicação.

Há muito ainda que se fazer para se avançar na democracia da comunicação brasileira, mas o peso da democracia pluripartidária torna-se a cada dia mais insustentável para a mídia cartelizada.

Leia mais em Educação Política:

CORPORATIVISMO OU MÁFIA? ESTADÃO DIZ QUE FALA TUDO SOBRE O CASO CACHOEIRA, MAS OMITE A RELAÇÃO COM REVISTA VEJA, DIVULGADA PELO DOMINGO ESPETACULAR DA RECORD
CAPA HISTÓRICA: PELA PRIMEIRA VEZ NESTE PAÍS, UMA PUBLICAÇÃO NACIONAL DESAFIA O CARTEL DA MÍDIA PARA INFORMAR O LEITOR
SERÁ QUE O SENADOR DEMÓSTENES TORRES FALAVA EM NOME DE CARLINHOS CACHOEIRA NESTE TÍTULO DA REVISTA VEJA?
AULA DE JORNALISMO: ESTADÃO MANIPULA REPORTAGEM PARA LIVRAR A CARA DO MINISTRO DO SUPREMO, GILMAR MENDES

ATORES DA GLOBO FAZEM VÍDEO MACAQUEADO CONTRA USINA HIDRELÉTRICA DE BELO MONTE, MAS NÃO SE COMOVEM COM O ASSASSINATO DE INDÍGENAS NO MATO GROSSO DO SUL

Atores da globo: crianças não nos comovem

Alguns atores da Globo participam de um vídeo contra a usina de Belo Monte. É louvável ver atores engajados, mas há algo de estranho nisso tudo.

Os atores se comovem com a construção de uma usina, mas não se comoveram com o assassinato de indígenas e nem com  a quantidade alarmante de morte de crianças de várias tribos, principalmente no Mato Grosso do Sul. Segundo dados do Cimi (Conselho Indigenista Missionário), foram assassinados 60 índios em 2010 no Brasil, sendo 30 somente no Mato Grosso do Sul.

Além disso,  em 2010, 92 crianças indígenas menores de 5 anos morreram vítimas de doenças consideradas “facilmente tratáveis”, número 500% maior que o registrado em 2009. “A situação do povo Xavante, que perdeu 60 das 100 crianças nascidas vivas, é um absurdo”, destaca em entrevista Lúcia Helena Rangel, coordenadora do relatório Violência Contra os Povos Indígenas no Brasil

Com certeza, Belo  Monte é uma obra polêmica pelo tamanho, poderíamos ter projetos menores talvez,  mas é uma energia menos suja que as termoelétricas do apagão do tempo do Fernando Henrique Cardoso. Além disso, temos algo mais louvável para se comover.  Veja outra matéria sobre o massacre ocorrido esta semana no Mato Grosso do Sul. Falta originalidade e verdade ao atores globais.

Veja o vídeo dos atores americanos de apoio a Barack Obama:

Veja agora a comoção macaqueada dos atores brasileiros (já com as devidas interações dos internautas escritas nos balãozinhos)

Leia mais em Educação Política:

OS ESTADOS UNIDOS POR ELES MESMOS: ASSASSINOS ECONÔMICOS E FAÇA O QUE EU DIGO, NÃO FAÇA O QUE EU FAÇO
FAÇA JUS, TODO POLÍTICO DEVERIA IR PARA O SUS
BARBARIDADE TCHÊ: FAZENDEIROS QUE SE UTILIZAM DO TRABALHO ESCRAVO TÊM CURSO SUPERIOR, SÃO DO SUDESTE E FILIADOS AO PSDB, PMDB E PR
SÓ A DEMOCRACIA PERMITE MANIFESTAÇÃO E COMBATE À CORRUPÇÃO

MERDTV ATACA NOVAMENTE REPÓRTER DA GLOBO EM FRENTE AO HOSPITAL EM QUE LULA FAZ TRATAMENTO

RODA MUNDO, RODA-GIGANTE: QUEM DIRIA, SBT TRAZ AMOR E REVOLUÇÃO E PROMETE MOSTRAR QUE DITADURA NÃO É DITABRANDA

Sbt faz a novela que a Globo esqueçeu de fazer ao som de Chico Buarque de Holanda

Quem diria, o Sbt do Silvio Santos lança hoje uma novela, Amor e Revolução, que deve mostrar que ditadura foi ditadura. É isso que prometeu o making of apresentado ontem à noite, com frases como: “ditadura nunca mais!”

Veja bem como o mundo gira. Roda moinho, roda-gigante, Sbt é mais democrata que a Folha que se vangloriava da cobertura das Diretas já.

Para o Sbt, ditadura não é ditabranda como pensa a Folha de S. Paulo.

O Sbt  parece ter acordado para a democracia brasileira e para um ambiente de competição criativa.  Se temos democracia e liberdade, vamos fazer novelas. A emissora de Silvio Santos pode fazer a novela que a Globo não fez.

A novela pode se tornar um marco na dramaturgia brasileira, assim como foi Pantanal (da antiga Manchete) e outras novelas da Globo que abocanharam temas que dialogavam diretamente com dramas e angústias da sociedade.

No Sbt de Sílvio Santos tudo é imprevisível, mas é ver para crer.

Leia mais em Educação Política:

MICHAEL MOORE É GENIAL EM SICKO; É O CHARLES CHAPLIN QUE OS EUA NÃO PODEM EXPULSAR
MARIA DA PENHA É POP
DIREITO AUTORAL – QUAL A PARTE QUE LHE CABE NESSE LATIFÚNDIO CULTURAL?
EXPLOSÃO DE ALEGRIA: GAROTINHA DE APENAS QUATRO ANOS DUBLA MIKA

Veja vídeo:

MARIO PRATA: ESTADÃO, FOLHA, GLOBO, VEJA E JORNAL NACIONAL ESTÃO PODRES

Esse panfleto não cheira bem!

Acabo de ver que desde ontem à noite, os portais do Estadão e da Folha (a Veja não chego nem perto por que não tenho estômago para tanto) não publicaram a subida de Dilma Rousseff na pesquisa da Band/Vox/IG, em que ela aparece com 55% das intenções de voto, mesmo com todos os ataques de Serra.

Dilma abriu 33 pontos de vantagem sobre Serra e isso não é notícia!

O que aparece há semanas nesses jornais impressos e on line são as versões do PSDB/ Serra em manchete. É um lixo.

É a podridão de que fala Mário Prata, que acabo de ver PHA. Prata deu uma entrevista ao Diário de Natal e afirmou o que muita gente do povo também já percebeu. A mídia está podre. Veja o trecho:

Mario Prata: Eu sempre digo que o último repórter que eu acho que tem no Brasil é o Caco Barcellos, é o cara que investiga, que consegue do jornal semanas, meses, anos para fazer uma matéria. Hoje em dia não se tem vontade, não tem mais aquela coisa do diretor de redação acreditar numa investigação.
Você coloca todos no balaio?
Mario Prata: Coloco todo mundo no mesmo balaio. A imprensa brasileira está podre. Os grandes jornais, as coisas que são consideradas grande imprensa no Brasil como Folha de S. Paulo, Globo, Estadão, Jornal Nacional, Veja, para mim são piadas. Todos esses que eu citei tem ódio do Lula, é um ódio doentio, é uma coisa que me dá medo. Outro dia peguei o Estadão e tinha oito chamadas na capa falando mal do governo, algumas coisas que ocorreram há sete anos. Meu filho casou-se agora com uma repórter da editoria de política do Estadão, e o Serra ligou pra ela antes do casamento. “Julia, eu soube que você vai se casar, mas você não vai ter lua de mel, né? Você não pode ter lua de mel agora”. Por aí você vê como Serra está dentro do jornal. (Texto Completo)

Leia mais em Educação Política:

JOSÉ SERRA, QUE SE REÚNE A PORTA FECHADA COM MILITARES, QUERIA QUE LULA CENSURASSE A INTERNET
REDE GLOBO, VEJA E FOLHA DE S.PAULO SE PREPARAM PARA A MAIOR DERROTA POLÍTICA DA HISTÓRIA DA VELHA MÍDIA
ENCONTRO DE BLOGUEIROS ESTÁ INCOMODANDO A VELHA MÍDIA: SERRA VIRA GAROTO DE RECADO
QUEM A REDE GLOBO PENSA QUE ENGANA? ATÉ UMA CRIANÇA DE SETE ANOS PERCEBE QUE HÁ ALGO ERRADO NO JORNAL NACIONAL

QUEDA DE AUDIÊNCIA DA GLOBO VIRA PIADA

%d blogueiros gostam disto: