Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos de tags: golpista

GRANDE MÍDIA JÁ RECONHECE OS TERMOS ‘MÍDIA GOLPISTA’ E ‘BLOGUEIROS PROGRESSISTAS’, DEMONSTRA ARTIGO NO ESTADÃO

Popularidade de Lula e Dilma prova isenção do PIG

Motta: Popularidade de Lula e Dilma prova isenção do PIG

Nelson Motta fala muito bem de música, mas de política parece desafinar. Em texto fraco pelos argumentos, o grande promotor cultural do Brasil faz uma façanha incrível e autêntica. Ele reconhece dentro da grande mídia, no caso O Estado de S. Paulo, os conceitos de “mídia golpista” e “blogueiros progressistas”.  Esse é um fato histórico. Talvez seja a primeira vez que esses conceitos tenham sido trabalhados em um texto da grande imprensa de forma a entender a realidade. Ele foi publicado semana passada, em 28 de dezembro de 2012.

O próprio reconhecimento desses conceitos por um jornalista cultural, dos mais sinceros e honestos da grande mídia, mostra que os argumentos do artigo são falhos. A linha de argumentação de Motta ainda acredita na sacralidade da grande mídia e esquece as transformações na sociedade. Ele defende que a popularidade de Dilma e Lula comprovaria a isenção da mídia.  Na realidade, é uma argumentação invertida. É popularidade de Dilma e Lula que prova a dessacralização da mídia. A mídia deixou de ser ícone ou cega referência social. Há uma multiplicidade de novas formas de comunicação. Isso demonstra não isenção da mídia, mas o declínio do poder de convencimento.

A credibilidade da grande mídia está profundamente abalada, mas não é simplesmente por causa dos blogs progressistas. Eles podem ficar tranquilos quanto a isso.   Ao contrário do que o autor pensa, a popularidade de Dilma e Lula não está ligada à grande mídia de forma direta. Mas à experiência de mundo que as pessoas têm; elas vivem no Brasil e percebem os avanços políticos, econômicos e sociais.  Dilma e Lula são bem avaliados porque fizeram governos que a população acreditou serem bons.

O argumento de Motta ainda omite o contexto histórico da grande mídia em dois aspectos fundamentais: primeiro é  que a mídia tem um passado condenável,  tem histórico  golpista, conforme se pode comprovar facilmente nos textos da própria imprensa de apoio ao golpe de 64 e anteriores; e segundo, hoje a grande mídia é grande não por méritos próprios, mas muito porque justamente foi beneficiada financeira e politicamente por um governo assassino e golpista.

A Vingança dos Zumbis

NELSON MOTTA – O Estado de S.Paulo

Mesmo sem ser simpática nem carismática, sem ter o dom da palavra e da comunicação, e com o País crescendo apenas 1% ao ano, a presidente Dilma Rousseff obteve índices espetaculares de confiança e aprovação pessoal na pesquisa do Ibope. Mas como os pesquisados de todo o Brasil se informaram sobre o dia a dia de Dilma e do País, sobre suas ideias, ações e resultados? Ora, pela “mídia golpista”, que divulgou nacionalmente os fatos, versões e opiniões que a população avaliou para julgar Dilma.

Os mesmos veículos informaram os 83% que tiveram opinião favorável a Lula no fim do seu governo, já que a influência da mídia estatizada e dos “blogs progressistas” no universo pesquisado é mínima. Claro, a maciça propaganda do governo também ajuda muito, mas só se potencializa quando é veiculada nas maiores redes de televisão e rádio, nos jornais, revistas e sites de maior audiência e credibilidade no País – que no seu conjunto formam o que eles chamam de “mídia golpista”. (texto Integral)

Veja mais em Educação Política:

%d blogueiros gostam disto: