Categorias
AGÊNCIA EP NOTÍCIA

INTERPRETANDO MARX…NOTÍCIAS DA ANTIGUIDADE IDEOLÓGICA: MARX, EISENSTEIN, O CAPITAL

Veja mais em Educação Política:

“A MÚSICA SEGUNDO TOM JOBIM” ESCOLHE O CAMINHO DO SOM E DA IMAGEM PARA FALAR DE UM DOS NOMES MAIS EXPRESSIVOS DA MÚSICA NACIONAL
O ARTISTA PLÁSTICO ANTONIO VERONESE REAGE À MATÉRIA PUBLICADA NO JORNAL O GLOBO E DIZ QUE A GRANDE REVOLUÇÃO É A DA EDUCAÇÃO E DA CULTURA
COMPOSIÇÃO DE ALICE RUIZ NA VOZ DE ALZIRA ESPÍNDOLA E ARNALDO ANTUNES
TEATRO, MÚSICA E DANÇA JUNTOS EM ESPETÁCULO QUE CONTA A HISTÓRIA DA PSIQUIATRA NISE DA SILVEIRA
Categorias
ESTADO DA ARTE

QUEIME DEPOIS DE LER, DOS IRMÃOS COEN, EXPÕE O QUE ACONTECE COM A MENTE DE UMA PESSOA QUE ACREDITA NA NECESSIDADE DE LIPOASPIRAÇÃO

Queime depois de ler: um hiato nos diálogos
Queime depois de ler: um hiato nos diálogos

O filme Queime depois de ler, dos irmãos Joel e Ethan Coen, traz numa única fita uma seleção de consagrados atores como Brad Pitt, George Clooney e John Malkovich. Isso só contribui para um filme em que o engraçado está no abismo presente nos diálogos entre os personagens corporalmente caricatos e personagens excessivamente naturalistas.

Esse hiato entre dois tipos de interpretação carrega o que há de mais hilariante no filme.

A trama é desencadeada pela mente estúpida da personagem Linda (Frances McDormand) que carrega para a realidade a fantasia de sua necessidade de cirurgias plástica para ficar mais atraente aos homens.

Em vários momentos do filme, o diálogo entre personagens caricatos e personagens naturalistas está perturbando o espectador. Isso acontece, por exemplo, logo no início quando a personagem Linda faz a consulta médica para a cirurgia. A personagem de Linda está alucinada e o médico responde como se estivesse num documentário. Esse estranhamento é levado por todo filme até o momento em que se tem o absurdo diálogo final entre os agendes da CIA.

Leia mais em Educação Política:
CHE, DE STEVEN SODERBERGH, NOS ENSINA QUE A LIBERDADE DE UM PAÍS SE CONQUISTA COM EDUCAÇÃO E JUSTIÇA
DIREÇÃO DE JEAN CHARLES E ATUAÇÃO DE SELTON MELLO FAZEM UM GRANDE FILME
A BELEZA REAL E FORTE DAS IMAGENS DE ANTONI BERNI

ANJOS DO SOL TRAZ A TRISTEZA DE UM BRASIL PROFUNDO E CORONELISTA
ÁRIDO MOVIE: O SERTÃO VAI VIRAR HOLLYWOOD OU HOLLYWOOD VAI VIRAR SERTÃO