Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos de tags: Lula

A ATIVISTA POR TRÁS DA ARTISTA, ENCONTROS ENTRE ELIS REGINA E A HISTÓRIA POLÍTICA DO BRASIL

Artista ativista!

Em ótimo texto escrito por Sérgio Luz, publicado originalmente no Blog  Mania de História e repercutido pela revista Carta Capital, é revelada ao leitor um pouco da vivência política da “Pimentinha”, como chamava Vinicius de Moraes ou Elis Regina, como a maioria dos brasileiros conhece. O talento musical de Elis muitas vezes cruzou o caminho da história política do Brasil e o interessante do texto é justamente mostrar esses momentos de forma consistente e original.

O autor começa falando de como é raro alguém passar da morte para a vida, no entanto, revela que durante a ditadura militar aconteceu um pouco de tudo nesse país. Elis, por exemplo, foi enterrada pelo cartunista Henfil, ao lado de outros nomes que ele considerava responsáveis por fazer a propaganda do autoritário governo dos militares. Isso se deu depois que Elis apareceu na gravação de uma chamada veiculada em todas as TVs, conclamando o povo a cantar o Hino Nacional no dia 7 de setembro de 1972, uma data explorada ao máximo pelos militares. Ao lado dela, outros artistas que apareceram na TV também foram enterrados.

Os anos eram de chumbo e Henfil tinha suas desconfianças e exageros, o fato é que, como revela o texto, do inferno pra onde fora enviada, Elis alcança o paraíso quando tem o nome associado à campanha pela Lei da Anistia, quando uma das canções interpretadas por ela, O Bêbado e a Equilibrista, composta por Aldir Blanc e João Bosco, pedia justamente a volta do irmão do Henfil, ou seja, o sociólogo Betinho, que estava exilado, fugindo da perseguição dos militares e esperando apenas pela anistia para poder voltar ao Brasil.

Por fim, um pouco mais contemporâneos, Elis assegura sua presença no Paraíso da história quando lidera um grupo de artistas de esquerda (Fagner, Belchior, Gonzaguinha, João Bosco, Macalé e Carlinhos Vergueiro, entre outros), em vários shows feitos com o objetivo de levantar dinheiro para o Fundo da Greve do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo, no ABC paulista, em 1979. Escondido aí no meio já estava o nome de Luíz Inácio Lula da Silva.

Nesse caminho, o texto vai ligando música e história política, passando pela ditadura e pelo governo mais popular da história do país. E no meio de tudo isso, lá estava ela, uma Elis não tão conhecida que, por trás da expressiva e única voz, demonstrava uma alma tão forte e intensa quanto cada uma das sua brilhantes interpretações! E assim, fatos e composições vão se cruzando para ajudar a ler um pouco mais da bela partitura em que brilhou a vida desta grande artista e grande mulher brasileira!

Vale a leitura! Segue trecho e vídeo com a música que se tornou o hino oficial da luta pela Anistia no Brasil:

Elis Regina, ditadura e Lula
Em 36 anos de vida, a cantora gravou 27 LPs, 14 compactos simples e seis duplos. Um total de quatro milhões de cópias vendidas

Por Sérgio Luz

Sair da vida para um cemitério, é comum, acontece com todo mundo. Mas sair de um cemitério para a vida, só mesmo simbolicamente. Pois foi o que aconteceu com uma gaúcha chamada Elis Regina Carvalho Costa que, em 36 anos de vida, gravou 27 LPs, 14 compactos simples e seis duplos, que venderam um total de quatro milhões de cópias – um número até hoje impressionante.

Em poucos anos, Elis sai do Inferno para o Paraíso. Ao Inferno, ela chega ao ser “enterrada” no Cemitério dos Mortos-Vivos do Cabôco Mamadô – para onde o cartunista Henfil, no semanário O Pasquim, mandava pessoas que, na opinião dele, colaboravam com a ditadura militar no início da década de 70. Ao Paraíso, Elis ascende ao liderar um grupo de artistas de esquerda (Fagner, Belchior, Gonzaguinha, João Bosco, Macalé e Carlinhos Vergueiro, entre outros), que faz vários shows para levantar dinheiro para o Fundo da Greve do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo, no ABC paulista, em 1979.

Essa vivência política é um lado pouco conhecido de Elis Regina que, aos 18 anos, foi sozinha para o Rio de Janeiro, onde chegou a morar num quarto-e-sala na Rua Barata Ribeiro, 200, em Copacabana (um prédio tipo balança-mas-não-cai, celebrizado numa peça de teatro, “Um Edifício Chamado 200”, de Paulo Pontes). (Texto Completo)

 

Caía a tarde feito um viaduto
E um bêbado trajando luto
Me lembrou Carlitos
A lua, tal qual a dona do bordel,
Pedia a cada estrela fria
Um brilho de aluguel
E nuvens, lá no mata-borrão do céu,
Chupavam manchas torturadas, que sufoco!
Louco, o bêbado com chapéu-coco
Fazia irreverências mil pra noite do Brasil.
Meu Brasil
Que sonha com a volta do irmão do Henfil.
Com tanta gente que partiu num rabo de foguete.
Chora a nossa pátria mãe gentil,
Choram Marias e Clarisses no solo do Brasil.
Mas sei que uma dor assim pungente
Não há de ser inutilmente, a esperança
Dança na corda bamba de sombrinha
E em cada passo dessa linha pode se machucar
Azar, a esperança equilibrista
Sabe que o show de todo artista
Tem que continuar…

 Leia mais em Educação Política:

LIVRO REÚNE OBRAS ARTÍSTICAS QUE RETRATAM O ABSINTO EM DIFERENTES ÉPOCAS
MINISTRA DA CULTURA, ANA DE HOLANDA, DECEPCIONA E AVANÇA CONTRA O COMPARTILHAMENTO DA CULTURA
EM OUTRA VOLTA DO PARAFUSO, HENRY JAMES COMBINA A ARTE DE NARRAR E A DUALIDADE DAS QUESTÕES HUMANAS NA CONSTRUÇÃO DE UM BELO RELATO
TOM JOBIM, CHICO BUARQUE, DANILO E DORY CAYMMI HOMENAGEIAM NOEL ROSA EM HISTÓRICO VÍDEO

PARA FOLHA DE S. PAULO, R$ 160 VALE MAIS DO R$ 1,6 MILHÃO

O jornalismo da Folha de S. Paulo está fantástico. O jornal acredita que R$ 160 é mais importante do que R$ 1,6 milhão. Por isso, a Folha deu manchete para R$ 160 e escondeu R$ 1,6 milhão.

O primeiro é o valor do passaporte diplomático, que beneficiou o filho do ex-presidente Lula. Nesse caso ganhou manchete (veja imagem ao lado). O benefício custou à união de R$ 160.

Já o ex-governador do Paraná, Álvaro Dias, do PSDB, tenta tungar dos cofres públicos R$ 1,6 milhão e não recebeu manchete. Álvaro Dias é o quase ex-vice-de José Serra. O valor na boca do Álvaro Dias é 10 mil vezes maior do que o valor do passaporte diplomático.

É por essas e outras que o jornalismo vai mal e o Brasil também.

Leia mais em Educação Política:

VÍDEO HILARIANTE: A FALHA DA FOLHA DE S.PAULO
DEPUTADO FAZ PROJETO DE FUNDAMENTAL IMPORTÂNCIA PARA A POPULARIZAÇÃO DA INTERNET NO BRASIL
PUBLICIDADE GOVERNAMENTAL: LULA DEU O PRIMEIRO PASSO DE UMA REVOLUÇÃO NA COMUNICAÇÃO, BASTA DILMA APROFUNDAR
FALA SÉRIO OU É PIADA? VEJA MARCELO ADNET COMO UM TUCANO DE MIAMI E O MEDONHO COMENTÁRIO NA RETRANSMISSORA DA GLOBO

A POSSE DE DILMA MARCA O AMADURECIMENTO DA DEMOCRACIA E SINALIZA O CICLO DOS GOVERNOS POPULARES NO BRASIL

O primeiro dia de 2011 foi marcado por um fato de histórica importância e peculiar simbolismo: a posse da primeira mulher a ser Presidente do Brasil e a conquista do mais alto cargo da democracia brasileira por alguém que lutou a favor da liberdade contra um regime ditadorial, autoritário e conservador, implantado no Brasil pelos militares em 1964.

A posse de Dilma é significativa não só pelo fato de ela ser mulher, mas também e, principalmente, pela democracia brasileira ter se mostrado sólida o bastante a ponto de hoje fazer brilhar uma representante de todos aqueles que outrora um regime distante da democracia condenou às sombras, aos restos da dignidade humana. A história cumpre seu movimento, uma ex-presa política torna-se Presidente da República. Mais do que uma ironia do destino, o fato faz ver a verdade contida na frase do escritor mineiro Guimarães Rosa, citada por Dilma em seu discurso de posse no Congresso Nacional, “o que tem de ser tem muita força”.

Nunca antes na história desse país!

Além de fazer ver o amadurecimento da democracia brasileira, a posse de Dilma demonstra a força do governo mais popular da história do Brasil que está entre os mais populares de todos os tempos. O governo de um operário, homem do povo e que, por isso mesmo, soube ver o povo, sentir o povo, tão bem como nenhum outro, de forma natural e generosa.

Luiz Inácio Lula da Silva chega com a posse de Dilma à uma espécie de terceira vitória, depois da primeira eleição e da reeleição em 2006. Ele apostou em uma mulher forte, competente, amante das liberdades individuais, da bandeira do Brasil, que apesar de não ter uma trajetória de disputa por cargos públicos, tem uma experiência técnica considerável para governar o destino dos brasileiros com firmeza e confiança, e uma história de vida peculiar para tomar decisões com caráter e sensibilidade social.

Na história política do Brasil, pode-se dizer que depois do ciclo neoliberal, entramos de fato no ciclo dos governos populares, que têm como meta erradicar a miséria e fortalecer a classe média, governando para todos. Afinal, se o governo Lula foi o da mudança, o de Dilma aponta para o caminho da continuidade.

A emoção de Lula ao deixar o governo para entregar-se novamente aos braços do povo foi a mesma emoção sentida por Dilma ao relembrar uma trajetória de luta e muitas perdas que, no entanto, fez dela a presidente de todas as brasileiras e brasileiros, como ela gosta de dizer. Como uma rima que apenas alimenta o despertar da poesia, Lula volta para o lugar de onde ele nunca saiu e nunca sairá, enquanto Dilma chega ao lugar para o qual a competência a escolheu e a história a destinou.

Leia mais em Educação Política:

DILMA ACERTA AO MANTER O FOCO NA INFÂNCIA PARA ACABAR COM A MISÉRIA NO BRASIL, DIZ ECONOMISTA
ALTERCOM DIZ QUE MÍDIA FAZ UMA CAMPANHA ARDILOSA COM BASE NOS ARQUIVOS DA DITADURA PARA ATINGIR DILMA
PMDB CAIU NA LÁBIA DA OPOSIÇÃO (DIGO VELHA MÍDIA) QUE DEFENDE O ACHINCALHE DO GOVERNO DE DILMA ROUSSEFF
AS IDEIAS DE DIREITA E ESQUERDA MERECEM REFLEXÃO QUASE AO FIM DA PRIMEIRA DÉCADA DO SÉC XXI

FATO HISTÓRICO: LULA RECONHECE ESTADO DA PALESTINA E DEMONSTRA CARÁTER HUMANITÁRIO DE SUA POLÍTICA EXTERNA

O Estado da Palestina é capaz de trazer paz

O governo Lula deu um passo importante e bastante significativo na geopolítica mundial ao reconhcer oficialmente, no último dia 1º de dezembro, o Estado da Palestina nas fronteiras anteriores à Guerra dos Seis Dias, na qual os estados árabes perderam grande parte de seu território para Israel e viram seu povo converter-se em mais uma classe de refugiados.

Na América Latina, o Brasil é o quinto país a reconhecer o Estado Palestino, o que já é feito por Cuba, Nicarágua, Venezuela e Bolívia. No mundo, estima-se que mais de cem países reconhecam o território.

A decisão do presidente Lula foi tomada em resposta a um pedido feito pelo presidente da Autoridade Nacional Palestina, Mahmoud Abbas que reconhece a importância do Brasil em relação à situação palestina, bem como seus esforços para promover a paz entre seu povo e o Estado de Israel.

A atitude do presidente Lula, além de revelar amadurecimento e responsabilidade no que diz respeito às relações políticas mundiais, demonstra um caráter social e humanitário bastante claro para quem conhece toda a história que marca os conflitos no Oriente Médio.

Grande parte das mortes, das guerras, dos infindáveis sofrimentos que ocorrem todos os dias naquela região são consequência do conflito entre Israel e Palestina que, por sua vez, existe, basicamente, em razão da divisão da Palestina, em 1948, pela ONU na qual foi criado o Estado de Israel (judeu) e o  Estado Palestino (árabe) que nunca constituiu-se como estado de fato.

A realidade, no entanto, é que enquanto o Estado da Palestina não for reconhecido e criado de forma efetiva, a violência no Oriente Médio não terá fim. Portanto, reconhecer o Estado é uma atitude de vital importância não só para servir de exemplo a outros líderes mundiais e fazer peso nas decisões, como também para, em última instância, lutar para garantir a paz, a soberania e a liberdade.

Sem dúvida alguma, mais um fato histórico a ser celebrado pelo governo Lula, pelos cidadãos brasileiros e pelo mundo. Uma decisão que, além de assinalar o caráter humanitário e justo de nossa política externa, vem para somar na causa palestina e na luta pela paz.

Veja reportagem sobre o assunto no Portal de Notícias UOL

Leia mais em Educação Política:

GRÁFICOS, UMA BOA FORMA FORMA DE SE ENTENDER O DESMATAMENTO, A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E OS PARTIDOS POLÍTICOS
POR TRÁS DAS ESTATÍSTICAS, DESIGUALDADE SOCIAL E AUSÊNCIA DO ESTADO SÃO EVIDENTES NAS FAVELAS CARIOCAS
COP-16 COMEÇA MORNA EM CANCUN E APONTA PARA UM CENÁRIO PREOCUPANTE EM RELAÇÃO AOS PROBLEMAS AMBIENTAIS
A REAL AMEAÇA À DEMOCRACIA: ACUSADOS DE CORRUPÇÃO DA ELITE SE DÃO BEM NA JUSTIÇA COM FRESCURAS PROCESSUAIS

POR TRÁS DAS ESTATÍSTICAS, DESIGUALDADE SOCIAL E AUSÊNCIA DO ESTADO SÃO EVIDENTES NAS FAVELAS CARIOCAS

Muito se viu e se falou a respeito das favelas cariocas nos últimos dias. No entanto, além da comunidade “pacificada”, do bandido preso, da região ocupada e controlada pelas forças armadas, há um retrato de uma paisagem social que vai muito além das ruelas, dos tiros, da ação policial. Há um retrato de um Brasil esquecido que, no entanto, está todo dia a olhar o mundo do alto do morro.

Quando se fala de algum problema social, os méritos e fracassos do governo atual devem ser citados. Longe de fazer apologia a um sistema de governo é preciso reconhecer o que foi feito no sentido de incluir os que sempre estiveram à margem para, a partir daí, ampliar e potencializar as ações. O governo Lula foi de fato um dos primeiros a olhar para as comunidades mais carentes do Brasil.

Aí também há um retrato do Brasil!

Nas favelas, criou-se as UPP’s (Unidades de Polícia Pacificadora), além de programas sociais que buscam garantir segurança com cidadania e oportunidades nas áreas da educação e da cultura, caso do Pronasci. Também não se pode esquecer de muitos programas e eventos culturais que tem se preocupado em inserir cada vez mais a comunidade, principalmente os jovens, em debates, palestras e cursos, para que eles possam ter acesso a uma outra realidade, onde as escolhas são maiores do que simplesmente morrer ou viver.

No entanto, muito ainda deve ser feito. As favelas continuam muito distantes do resto da sociedade em todos os sentidos, desde educação e acesso à cultura, até urbanização, saneamento, saúde e, obviamente, segurança. Nem precisa dizer que o problema é bastante complicado e mexe com diversas áreas públicas e segmentos de poder, passando pelos pilares nos quais se sustenta nossa desigual justiça.

Por isso, as mudanças são muitas e difíceis, mas urgentes e necessárias. É preciso dar oportunidade para quem é jovem, fazer valer a justiça para todos aqueles que não cumpriram a lei, e oferecer dignidade e não violência aos que procuram viver da melhor forma possível. Mas além dos discursos e textos como esse, há todo um sistema de poder, de ausências, de interesses, há toda uma humanidade que há muito já se desumanizou. No entanto, o próximo governo deve guardar algumas esperanças, e é sempre bom não perdê-las.

Veja trecho de texto escrito pelo economista Paulo Daniel que traça um perfil das favelas cariocas por meio de dados e porcentagens comparativas. Sem dúvida, faz pensar para além dos números:

A renda per capita mensal do Complexo do Alemão é de R$ 176,90 e a da Rocinha, R$ 220, diante de uma média das demais de R$ 615 das 30 regiões administrativas do município do Rio.

A Rocinha registra o menor nível de escolaridade do Rio, de 5,08 anos completos de estudos. O Complexo do Alemão ocupa o segundo lugar desse triste ranking, com 5,36 anos de estudo. A média das demais regiões administrativas da cidade é de 8,29 anos completos de estudos.

A proporção de pessoas com curso universitário nas favelas é de 2,75%, quase dez vezes menor que no resto da cidade. Alcança 92% o percentual de crianças de zero a três anos do Complexo do Alemão que nunca frequentaram uma creche. (Texto Completo)

Leia mais em Educação Política:

A REAL AMEAÇA À DEMOCRACIA: ACUSADOS DE CORRUPÇÃO DA ELITE SE DÃO BEM NA JUSTIÇA COM FRESCURAS PROCESSUAIS
5ª MOSTRA DE CINEMA E DIREITOS HUMANOS NO RIO ENVOLVERÁ DE FORMA DIRETA A COMUNIDADE
NELSON JOBIM, MINISTRO DA DEFESA DO BRASIL, É UMA ESPÉCIE DE INFORMANTE DO GOVERNO DOS EUA, MOSTRA WIKILEAKS
PARA MINISTRO, A CULTURA DEVE ESTAR ENTRE AS NECESSIDADES BÁSICAS DO INDIVÍDUO, AO LADO DE SAÚDE E EDUCAÇÃO

LEITOR DESMONTA MITOS RELACIONADOS AO PETRÓLEO E MOSTRA QUE PRÉ-SAL E AUTO-SUFICIÊNCIA SÃO AVANÇOS DO GOVERNO LULA

Lula iniciou o movimento de valorização das riquezas nacionais!

EDUCAÇÃO POLÍTICA VOCÊ FAZ

Por Chico Cerrito

*Em resposta ao comentário postado pelo leitor Antonio a respeito do post Lei do petróleo precisa ser mudada para beneficiar o Brasil

Não procede a afirmação que pagamos o maior preço pelos derivados de petróleo do mundo.
A população da grande maioria dos países da Europa paga mais, por exemplo, pela gasolina, que o povo brasileiro, tais como, Inglaterra, França, Alemanha ou Itália. E vários países da Ásia.
No gráfico abaixo, preços em dólar por galão:

http://www.irintech.com/x1/images/jean/gasprices.jpg

Alguns neo-liberais sensibilizados com a derrota por mais de 10 milhões de votos nas urnas e inconformados pela não entrega da exploração do pré-sal para as multinacionais, tem até esquecimentos de que no governo passado, aquele que promoveu os maiores e os mais frequentes aumentos nos combustíveis, ante qualquer variação cambial ou de preços do petróleo no mercado internacional, existia uma corrida aos postos de combustíveis, formando aquelas filas de automóveis de que parecem estar saudosos.

Tanto aumento até comentado em publicações especializadas da época:

“A base ideológica para a implementação do processo de abertura e desregulamentação do
setor está intimamente ligada à adoção no Brasil das orientações internacionais sobre a necessidade de que a economia seja regulada pelos mecanismos de mercado, e não mais através da ação do Estado.”
(…)
“A liberação de preços e sua correspondência com os preços praticados internacionalmente fazem com que o mercado possa se movimentar mais livremente, apesar do setor petróleo conter especificidades tais que não o caracterizam como um mercado de bens comuns.
Todavia, a despeito desse cenário positivo, o que a prática de liberação de preços já realizada
no país, efetivamente a partir da promulgação da Portaria Interministerial nº 3 em 1998, tem mostrado é que inúmeros problemas emergiram no setor, fruto de uma abertura acelerada e de o país não contar com um estrutura de planejamento eficaz que pudesse contemplar os possíveis impactos negativos advindos com a nova sistemática de preços.
O impacto da desvalorização cambial ocorrida em 1999, aliado ao aumento expressivo do preço
do petróleo no mercado internacional, ainda perdurando até finais do ano 2000, de certa forma, têm sido os grandes responsáveis pela elevação significativa dos preços no mercado interno.”*

* fonte: Revista Brasileira de Energia, Vol. 8 | N o 1, da SBPE

A auto-suficiência do petróleo, alcançada recentemente é mais uma vitória da Petrobrás e do Brasil.

O pré-sal foi descoberto exclusivamente pela Petrobrás, com investimentos próprios, por seu mérito, e por sua incontestável experiência e tecnologia em exploração de petróleo off-shore, não pela concorrência, muito menos pelos que queriam desmembrá-la osso por osso, como o ex- primeiro genro e ex-presidente da ANP em dias infelizes ao país ou por outras viúvas do neo-liberalismo.

Leia mais em Educação Política:

NELSON JOBIM, MINISTRO DA DEFESA DO BRASIL, É UMA ESPÉCIE DE INFORMANTE DO GOVERNO DOS EUA, MOSTRA WIKILEAKS
PARA MINISTRO, A CULTURA DEVE ESTAR ENTRE AS NECESSIDADES BÁSICAS DO INDIVÍDUO, AO LADO DE SAÚDE E EDUCAÇÃO
AÇÃO DA POLÍCIA NOS MORROS CARIOCAS PODE RESULTAR EM CHACINA E NÃO RESOLVE PROBLEMA DA SEGURANÇA NO ESTADO
PUBLICIDADE GOVERNAMENTAL: LULA DEU O PRIMEIRO PASSO DE UMA REVOLUÇÃO NA COMUNICAÇÃO, BASTA DILMA APROFUNDAR

ENTREVISTA HISTÓRICA: PELA PRIMEIRA VEZ BLOGUEIROS SÃO RECEBIDOS POR UM PRESIDENTE DA REPÚBLICA

Ao receber os blogueiros, Lula reafirma compromisso com a informação de qualidade

O presidente Lula recebeu dez blogueiros no Palácio do Planalto para uma entrevista inédita na história deste país. O fato de Lula ter recebido os blogueiros para discutir a comunicação no Brasil, a mídia de forma geral, dentre outros temas, representa duas coisas principais:

A primeira se refere ao crescimento e a importância que a blogosfera tem adquirido nos últimos anos. Esse meio de comunicação livre, plural, extremamente democrático e abrangente tem ganhado cada vez mais relevância na história política, ecônomica e social do Brasil e a prova dessa influência está na vitória do progresso, da igualdade e do crescimento econômico com distribuição de renda nas últimas eleições presidenciais, em detrimento do atraso, do conservadorismo, de um Brasil desigual e injusto representado pelas hostes conservadoras de Serra e sua trupe.

A segunda diz respeito ao fato de que mudanças estão sendo sinalizadas no processo de comunicação brasileiro. A grande velha mídia não está mais sozinha. Ela já não pode fazer o que bem entende, da forma como bem entende, pois há uma opinião pública atenta por trás da tela dos computadores. Opinião esta reconhecida pelo próprio presidente da república. Além disso, a entrevista e a atitude do presidente ao concedê-la, revela que o caminho é cada vez mais o da democracia e o da transparência. Quanto mais a velha mídia se afastar dele, mais ela se perderá em contradições e fragilidades.

Portanto, há uma nova força de comunicação em curso. Força esta que perguntou ao presidente coisas que jamais os veículos de comunicação tradicionais ousariam perguntar, como questões relacionadas ao racismo nas escolas, ao processo das conferências, à redução da jornada de trabalho, dentre outras. Todos os assuntos mereceram uma abordagem bem mais responsável do que a feita pela mídia comercial.

Além disso, cabe dizer que Lula, sem dúvida alguma, ao conceder a entrevista, revelou-se um líder democrático e adepto da informação de qualidade que realmente mostra os fatos como eles acontecem, sem partidarismo ou manipulação. É uma atitude rara, não acredito que típica de qualquer presidente da república.

E não adianta dizer que Lula apenas concedeu a entrevista pois os blogueiros fazem a campanha de seu governo. Essa fala típica da direita além de equivocada, desmerece os blogueiros e ignora a realidade. Se os blogueiros reconhecem as conquista do governo Lula é apenas porque essas conquistas são evidentes, inquestionáveis, isso está em dados e números para quem quiser ver. E se a blogosfera critica Serra e os partidos conservadores é apenas porque eles não pensam e nunca pensaram no povo brasileiro. Aí não se trata de esquerda ou direita, trata-se apenas do que é justo, do que é melhor para a nação e para o interesse público, da informação dada com qualidade e responsabilidade.

A blogosfera está à serviço do Brasil e do povo brasileiro. Se Lula reconhece a importância da blogosfera, como de fato o fez, é sinal de que ele também está a serviço do Brasil e do povo brasileiro!

Veja texto sobre a entrevista e os principais temas abordados no Blog do Rovai

Abaixo, vídeo desta histórica entrevista:

Leia mais em Educação Política:

ALTERCOM DIZ QUE MÍDIA FAZ UMA CAMPANHA ARDILOSA COM BASE NOS ARQUIVOS DA DITADURA PARA ATINGIR DILMA
ESPECIALISTAS AFIRMAM QUE A INTERNET E NÃO A IMPRENSA FOI A RESPONSÁVEL PELO SEGUNDO TURNO DAS ELEIÇÕES
FALA SÉRIO OU É PIADA? VEJA MARCELO ADNET COMO UM TUCANO DE MIAMI E O MEDONHO COMENTÁRIO NA RETRANSMISSORA DA GLOBO
REGULAÇÃO DA MÍDIA FAZ PARTE DA REALIDADE DE MUITOS PAÍSES DEMOCRÁTICOS E É FORMA DE GARANTIR A PLURALIDADE


FATOS E DADOS MOSTRAM AS CONQUISTAS DO GOVERNO LULA QUE VÃO CONTINUAR COM DILMA

crescimento econômico, distribuição de renda, independência política e vamos ter ainda mais!

Da Agência Educação Política

Segundo pesquisa divulgada pelo Seade/Dieese, os índices de desemprego no Brasil caíram de forma expressiva em sete regiões metropolitanas pesquisadas. Além da queda no desemprego, a pesquisa aponta para um aumento de renda, consequência direta das altas taxas de crescimento econômico e, de olho no cenário futuro, prevê que as taxas de desemprego tendem a cair ainda mais.

É importante dizer que, segundo a pesquisa, a maior parte dos empregos criados é com carteira assinada, ou seja, a informalidade também vem diminuindo no país. Tal cenário de crescimento e geração de emprego formal, aumento da renda e melhoria da condição de vida do trabalhador, era tido como distante da realidade há alguns anos atrás. No entanto, contrariando as expectativas negativas, o que se vê é um país que cresce, gera emprego, cria oportunidades e não mais desperdiça talentos.

É por isso que quando se diz algo contra o governo Lula, basta olhar para a realidade. Nada mais do que a realidade, digo, a realidade, sem distorções, manipulações e enquadramentos à serviço do interesse privado, conservador e excludente. A realidade dos fatos e dos números mostra como Lula mudou a fotografia do Brasil, deixando-a mais leve, mais justa, mais viva, cheia de sonhos e realizações! O melhor de tudo é saber que essa realidade que fala por si só segue com Dilma em direção a novas realizações e a melhorias importantes que ainda precisam ser feitas não só na questão do emprego, como também em tantas outras questões do país!

Desemprego atinge menor nível, segundo pesquisa Seade/Dieese
Na região metropolitana de São Paulo, taxa média de setembro foi a menor desde janeiro de 1992; emprego com carteira assinada e renda crescem
Rede Brasil Atual
Por Vitor Nuzzi

São Paulo – A taxa média de desemprego calculada em sete regiões pelo Dieese e pela Fundação Seade, de São Paulo, voltou a cair e atingiu 11,4% em setembro, a menor da recente série histórica, iniciada em 2009. Na Grande São Paulo, que concentra 40% do universo pesquisado e onde pesquisa começou a ser feita em 1985, a taxa chegou a 11,5%, a menor da série desde janeiro de 1992 (11,3%) e a menor para o mês desde 1991 (11%).

Em relação a setembro de 2009, as sete áreas pesquisadas (regiões metropolitanas de Belo Horizonte, Fortaleza, Porto Alegre, Recife, Salvador e São Paulo, além do Distrito Federal) criaram 885 mil ocupações (alta de 4,7%), sendo 718 mil com carteira assinada (8,6%), e têm 560 mil desempregados a menos (queda de 18,2%). No total, as estimativas são 19,6 milhões de ocupados e 2,5 milhões de desempregados. A renda também subiu.

“O mercado de trabalho segue uma trajetória típica de queda, com o impacto positivo de uma taxa muita alta de crescimento da economia”, comentou o diretor-técnico do Dieese, Clemente Ganz Lúcio. Para ele, não seria surpresa se a taxa média de desemprego atingisse um dígito ainda este ano. “É de se esperar uma taxa muito próximo de 10%, ou até inferior”, afirmou. Segundo o técnico, o mercado vive uma situação oposta à dos anos 1990 e início dos anos 2000, quando praticamente não criava empregos formais. Agora, além da ocupação em alta, a maioria das vagas é com registro em carteira. “Antes se afirmava que não teríamos mais uma dinâmica como essa. Nos últimos anos, esse tese vem sendo contestada pela realidade”, disse Clemente. (Texto Completo)

Leia mais em Educação Política:

POPULARIDADE DE DILMA NO NORDESTE NÃO TEM RELAÇÃO DIRETA COM BOLSA FAMÍLIA E SIM COM CRESCIMENTO ECONÔMICO DA REGIÃO
CORDEL DA GLOBOMENTE E DA BOLINHA DE PAPEL
ESTUDANTES SE ORGANIZAM À FAVOR DE DILMA E CONTRA UM PASSADO DE PRIVATIZAÇÃO E SUCATEAMENTO DA EDUCAÇÃO
PELO SONHO É QUE VAMOS…

NUNCA ANTES NA HISTÓRIA DESTE PAÍS: BRASIL ELEGE UM PROJETO POLÍTICO E NÃO UM LÍDER

A Dilma Rousseff mal pode comemorar a vitória e o bloco conservador da velha mídia (Globo, Veja, Estadão e Folha) já tenta envenenar o PMDB.

As análises dos colonistas (falam fino com os EUA e grosso com o Paraguai) agora são de que o governo Dilma já está deixando o PMDB de lado ou que o PMDB ganhou e tem que levar, tem que governar. É essa a linha de raciocínio dos derrotados.

Aliás, o núcleo duro da velha mídia, marcado por esses quatro grupos, são os grandes derrotados com a vitória de Dilma Rousseff. José Serra é um político, sujeito a ganhar ou perder, faz parte da política, da vida do político. Mas quando uma empresa perde, um grupo econômico perde, a derrota é muito mais sentida, porque mostra que o país mudou e seu peso político não é como foi um dia.

Essa foi a grande ira da mídia contra o presidente Lula. Esses grupos econômicos foram massacrados pelo presidente que não caiu na armadilha esquizofrênica por eles montada. A armadilha esquizofrênica da mídia é exigir que o político (Lula) não participe do jogo político para que ela (mídia-apolítica) atuasse como partido e definisse as eleições.

A vitória de Dilma Rousseff é realmente um fato inusitado. A melhor manchete foi do Diário de Natal, pelo significado múltiplo, remetendo não só a questão da mulher, mas também ao presidente Lula. Mas não é só isso.

A vitória de Dilma não é um fato inusitado somente por ser a primeira mulher, mas sim por representar uma derrota, ou consolidar uma derrota, de setores da sociedade acostumados a ganhar durante todo o século 20, do suicídio de Getúlio Vargas ao Collor de Mello, passando em grande estilo pelo Golpe de 64.

Pela primeira vez, as forças políticas que sustentaram durante um século a construção do país mais desigual do mundo, um país de ricos cada vez mais ricos e pobres cada vez mais pobres, perdeu. Isso não significa que Dilma representa o socialismo, a igualdade, mas um novo caminho democrático, uma democracia com o povo decidindo o seu próprio caminho, com possibilidade real de o governo melhorar as condições de vida da população.

A vitória de Dilma é inédita porque pela primeira vez não se elegeu um líder marcado pelo personalismo e por uma história de vida, como foram de certa forma as eleições de todos os presidentes e de Lula, mas de um projeto político. A população votou em um projeto político e não em uma liderança carismática.

Nesse sentido, apesar de José Serra ter transformado a eleição na mais suja, baixa e hipócrita da história recente do país (Collor é amador perto de Serra e Índio da Costa), foi a eleição em que a população elegeu um projeto político e não um líder. Esse foi o voto que Serra perseguiu o tempo todo, o voto em um líder, em um salvador, em prometedor, mas foi derrotado. Viva o povo brasileiro!

Leia mais em Educação Política:

QUANDO JOSÉ SERRA ATACA O PT COMO INSTITUIÇÃO ESTÁ ATACANDO MARINA SILVA TAMBÉM
A PEQUENA PRESENÇA DAS MULHERES NA POLÍTICA BRASILEIRA REVELA COMO O PAÍS NÃO CONSEGUE RESOLVER SEUS PROBLEMAS SOCIAIS
PSDB/DEM TEME A CAPACIDADE DE VOTO QUE LULA AGREGA, MAS FORAM ELES QUE CRIARAM O LULISMO
LULA É A GARANTIA DA DEMOCRACIA CONTRA UM EVENTUAL GOLPE DE ESTADO DOS CORONÉIS DE TOGA, FARDA OU DA MÍDIA

LEITOR MOSTRA POR QUE DOMINGO SERÁ UM BOMDILMA PARA COLOCAR A BAIXARIA TUCANA NO SEU DEVIDO LUGAR

Domingo será um BomDilma!

EDUCAÇÃO POLÍTICA VOCÊ FAZ

Por Chico Cerrito

Esses entreguistas, estão agora ainda mais desesperados com a derrota iminente nas urnas, estão vendo seus sonhos de poder e de entregar as reservas do pré-sal ao multicapital mercador do óleo se desfazerem, e as novas e imensas descobertas de jazidas pela Petrobrás só os deixam ainda mais insanos.

A sanha de poder os faz agirem como hoje, quando mais uma das inúmeras baixarias foi perpetrada, segundo o noticiário:
“A distribuição de um panfleto apócrifo, intitulado “Lula chora derrota de Dilma – soldado nazista protege palácio”, virou caso de polícia ontem em São Paulo. Indignada com o que considerou uma ofensa ao presidente Lula, a advogada Tânia Machado Candia, de 51 anos, ligou para o 190.

“O que me chamou a atenção foi a palavra nazista”, anotou Tânia, que diz não ter filiação partidária. “Me senti agredida, desprotegida como cidadã.”

Um criminalista, ferrenho defensor da candidatura de José Serra, promete retomar hoje a distribuição dos panfletos.”

Mas Domingo será com certeza um BomDilma para darmos o troco a essa gente, pois quem compara ponto por ponto, vota Dilma:

É Dilma X Serra.

É avanço X retrocesso.

É Lula X FHC.

É Petrobras X PetrobraX.

É Luz para todos X Apagão.

É emprego X desemprego.

É Reuni e ProUni X Universidade só para os ricos.

É SAMU-192 X Sanguessugas do Serra.

É rede de escolas técnicas X nada.

É Brasil soberano x dependência ao FMI.

É aumento salarial dos professores X pauladas do Serra.

É pedágio de R$ 1,00 X pedágios de quase R$ 20,00.

É aposentadoria em meia-hora X FHC chamando aposentados de vagabundos.

É a CGU X a Dª Anadir que achava nada.

É a Polícia Federal Republicana X a que não investigava aliados no governo passado.

É o Procurador Geral da República independente X o engavetador-mór.

É a 8ª economia do mundo (recuperada no governo Lula) x 13ª (no governo FHC).

É o amor ao próximo X abandono dos mais carentes.

Leia mais em Educação Política:

HUMOR: HORA DE DORMIR – SERRA NÃO, MAMÃE!
MAIS UM LANCE DA BAIXARIA TUCANA NAS ELEIÇÕES 2010
POPULARIDADE DE DILMA NO NORDESTE NÃO TEM RELAÇÃO DIRETA COM BOLSA FAMÍLIA E SIM COM CRESCIMENTO ECONÔMICO DA REGIÃO
SE JOSÉ SERRA GANHAR AS ELEIÇÕES, TOME ESSE REMÉDIO NO DIA SEGUINTE, VAI FAZER BEM

SE JOSÉ SERRA GANHAR AS ELEIÇÕES, TOME ESSE REMÉDIO NO DIA SEGUINTE, VAI FAZER BEM

É de marca, não é genérico!

Depois de ter colocado o presidente Lula no seu programa político e de defender os programas de governo de Lula…

Depois de ter usado a questão do aborto na campanha, mesmo tendo praticado em família, segundo ex-aluna de Mônica Serra

Depois de ter acusado sem provas a campanha da Dilma de quebra de sigilo de sua filha… depois que ficou mais do que evidente que a quebra de sigilo foi feita a mando do PSDB de Minas Gerais em parceria com um jornal mineiro…

Depois de ter feito tomografia computadorizada após receber uma bolinha de papel na cabeça…

Depois de tudo isso e da guerra suja da internet, se José Serra ganhar esta eleição, tome esse remédio da foto, Hipocrisil.

É de marca e deve  curar a ressaca da solução falsa.

Leia mais em Educação Política:

HUMOR: CANSEI, DESCULPEM MEUS AMIGOS, MAS VOU VOTAR EM JOSÉ SERRA, DO PSDB
AMOR/HUMOR A RECEITA PARA UM CHÁ DE BOLDO DOCINHO E DELICIOSO!
HUMOR: JOSÉ SERRA HILARIANTE FAZ DECLARAÇÕES SURREAIS E GANHA CHARGE PARA O SERIADO LOST
HUMOR OU DOR? FANTASIA OU REALIDADE? SCHIMADA E LAERTE EM UMA PEQUENA HQ IMPAGÁVEL

1989-2010: VINTE ANOS SE PASSARAM, MAS A VELHA MÍDIA CONTINUA A MESMA

Em 1989, Veja, Globo, Estadão e Folha impuseram Fernando Collor de Mello, assim como hoje estão tentando impor José Serra.

Em 1989, Collor de Mello aceitou usar na campanha a mentira, o medo e todo tipo de baixaria contra Lula. A velha mídia gostou. Serra também aceita fazer o mesmo hoje.

Em 1989, Collor acusou Lula, com depoimento falso, de tentar fazer com que sua ex-mulher abortasse. A equipe do Serra usa a mesma tática e levanta o tema novamente.

Em 1989, Collor acusou Lula de ter um aparelho de som melhor do que o que ele, filho de usineiro em Alagoas, tinha. A velha mídia se calou.

Em 1989, a campanha de Collor acusou Lula de querer implantar o comunismo no Brasil e que ele iria confiscar a poupança das pessoas. A velha mídia se calou e Collor, após eleito, confiscou a poupança.

Em 1989, Collor prometeu mundos e fundos, assim como hoje José Serra promete. É o promessômetro como disse Marina Silva.

Depois de 20 anos, Collor mudou e Lula também mudou, mas a velha mídia continua a mesma. Em primeiro lugar seus interesses econômicos e, por último, o povo brasileiro.

Depois de 20 anos, a baixaria na campanha de José Serra continua a mesma de Collor de Mello e a velha mídia continua se calando e trabalhando contra a candidata mais progressista.

Depois de 20 anos, a velha mídia tem a mesma cara. Essa cara logo abaixo, uma síntese:

Leia mais em Educação Política:

BRASIL, MOSTRA A TUA CARA: ESTADÃO ASSUME CANDIDATURA SERRA A UMA SEMANA DA ELEIÇÃO
INCRÍVEL: ESTADÃO TENTA CENSURAR LUÍS NASSIF; JORNAL NÃO GOSTOU QUE ELE DIVULGOU ATO SOCIAL CONTRA A MÍDIA GOLPISTA
AULA MAGNA DE JORNALISMO: CARLOS LATUFF E A IMPRENSA GOLPISTA
JORNALISMO NO FUNDO DO POÇO: FOLHA DE S.PAULO, A ESCANDALOSA

VELHA MÍDIA, VELHO TEMA: ABORTO FOI A TÁTICA SUJA DE COLLOR DE MELLO CONTRA LULA EM 89

Está faltando uma Mírian Cordeiro na campanha de José Serra

Na política, quando não há mais argumentos, o melhor é apelar.

O tema do aborto aparece quando o nível da política começa a ficar bem mais abaixo do que recomenda o tom civilizado.

Nós conhecemos essa história.

A questão do aborto também foi usada  a eleição de 1989. Nos faz lembrar o jogo sujo da velha mídia (Globo, Veja, Estadão, Folha) na campanha de Fernando Collor de Mello contra Lula.

A velha mídia estava deslumbrada com Collor, o caçador de marajás. O herói da democracia da grande mídia e da classe média. Deu no que deu.

Collor, com o apoio da velha mídia, mas principalmente Veja e Globo, jogou sujo e foi no limite, acusando Lula de sugerir o aborto da filha Lurian. A acusação partiu de um depoimento falso da ex-mulher de Lula. A história se repete com Serra, agora em várias frentes.

Foi profundamente triste ver Lula abatido, ao lado de sua filha, no horário eleitoral, tentando desmentir a baixaria da campanha. A cena de Lula ao lado da filha,  os dois assustados,  foi uma das cenas mais marcantes de todas as eleições presidenciais que acompanhei na vida.

Agora, a velha mídia volta a carga em busca de seus interesses econômicos e na manutenção do país com maior desigualdade social do mundo.  José Serra aceita o jogo sujo, assim como Collor.

Depois da eleição, a velha mídia volta a ser civilizada, se o seu candidato ganhar.

Tudo se acalma. E os ricos ficam mais ricos. E o aborto só voltará como tema de campanha quando a extrema-direita se sentir ameaçada pela democracia.

Leia mais em Educação Política:

VEJA COMO A EXTREMA-DIREITA AGE NO BRASIL; VÍDEO DO PSDB É ASQUEROSO E MOSTRA COMO CRIAR O LULISMO
QUE LULISMO? PT É A GRANDE ESCOLA POLÍTICA DA REDEMOCRATIZAÇÃO
PSDB/DEM TEME A CAPACIDADE DE VOTO QUE LULA AGREGA, MAS FORAM ELES QUE CRIARAM O LULISMO
JOSÉ SERRA DEVERIA EXPLICAR EMPRESA DA FILHA VERÔNICA QUE ASSESSORAVA COMPRAS GOVERNAMENTAIS QUANDO ELE ERA MINISTRO

É HORA DE VOLTAR ÀS RUAS, RETOMAR A MILITÂNCIA E GARANTIR QUE NÃO OCORRA UM RETROCESSO POLÍTICO E SOCIAL NO BRASIL

Se pode ver, repara!

Da Agência Educação Política

O coordenador nacional da Consulta Popular, Ricardo Gebrim, fez um alerta muito importante sobre o rumo das eleições 2010 e sobre o desenrolar da história daqui pra frente. Ele lembra que agora, diante de um segundo turno, não é hora de desanimar e sim de voltar às ruas, de gritar pelo que é justo, de mostrar os avanços conseguidos com o governo Lula que, simplesmente, não podem ser descartados com a volta de um passado conservador e desigual.

Dentre outras coisas, Gobrim mostra que, com uma possível volta do PSDB ao governo, estão ameaçados, acima de tudo, os direitos dos trabalhadores até agora garantidos pelo governo Lula. Ou seja, a vitória das forças conservadoras no segundo turno seria sinônimo de uma derrota trabalhista!! Nada mais retrocedente, nada mais desigual, nada mais injusto.

O momento agora é de solidificar propostas, de revelar fatos, de mostrar realidades. É o momento da comparação, o momento em que deve ser traçada uma clara linha divisória entre passado e presente, na qual fique evidente, para quem quiser ver, como antes havia medo e hoje há sonho, como antes havia seca e hoje há fertilidade, como antes havia conformismo e hoje há ação, como antes havia o privado e hoje há cada vez mais a conquista e a busca por um espaço público.

É momento de ver e, mais do que ver, reparar, como diria Saramago!

Gebrim afirma que retorno da direita ao poder é “derrota dos trabalhadores”
O coordenador da Consulta Popular já antecipa cenário em eventual governo Serra
Rede Brasil Atual
Por Leticia Cruz

São Paulo – O coordenador nacional da Consulta Popular, Ricardo Gebrim, afirmou que as “forças populares” devem se unir em torno da candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, para que o retrocesso dos anos FHC não voltem. Segundo ele, um governo de José Serra (PSDB) seria “uma ofensiva contra os direitos trabalhistas”.

“Agora é hora de voltarmos à rua, voltarmos com a militância, retomarmos as atividades de campanha e, principalmente, de conseguirmos articular com aqueles setores e aqueles companheiros e companheiras que acabaram votando na Marina ou em outros partidos e propostas não vinculadas à candidatura Serra”, disse, em entrevista à Radioagência NP, nesta terça-feira (5).

Gebrim também considera que neste momento de retomada da campanha é essencial a participação dos setores populares. “Isso [o segundo turno] coloca [ao PT e aos movimentos sociais] uma campanha difícil como também irá possibilitar que muitas pressões conservadoras recaiam até mesmo sobre a candidatura Dilma. Então, nesse momento é fundamental que a gente consiga unificar”, disse. (Texto Completo)

Leia mais em Educação Política:

EM ÓTIMO VÍDEO, CIRO GOMES MOSTRA POR QUE O PSDB NÃO PODE VOLTAR AO PODER
FOLHA DE S.PAULO CENSURA SITE INDEPENDENTE
INCRÍVEL: ATAQUES DE JOSÉ SERRA E DA VELHA MÍDIA CONTRA DILMA ROUSSEFF NÃO RENDERAM VOTOS PARA O TUCANO
ELEIÇÕES 2010: DOWN, DOWN, DOWN O HIGH SOCIETY

EM ÓTIMO VÍDEO, CIRO GOMES MOSTRA POR QUE O PSDB NÃO PODE VOLTAR AO PODER

ELEIÇÕES 2010: DOWN, DOWN, DOWN O HIGH SOCIETY

EDUCAÇÃO POLÍTICA VOCÊ FAZ

Por Rubens Costa

Alô alô Gilmar Dantas
Aqui quem fala é o Zé Serra.
Pra variar, estamos em queda
Você não imagina a loucura
O povão tá nas alturas
E tá cada vez mais down o high society
Down, down, down
O high society

Alô, alô, Gilmar Dantas,
faça o Supremo virar zona
pra tirar a gente da lona
Pois já se foi a mordomia
Tem muito tucano pedindo alforria porque
Tá cada vez mais down o high society
Down, down, down
O high society

Alô, alô, Gilmar Dantas,
A coisa tá ficando russa
Só você pode nos salvar
O povão já começou a gritar
“Depois do Lula, é Dilma lá”
Tá cada vez mais down o high society
Down, down, down
O high society

Leia mais em Educação Política:

IBGE REGISTRA MENOR TAXA DE DESEMPREGO EM OITO ANOS E DEIXA EVIDENTE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL DO BRASIL
IMPRENSA INTERNACIONAL RETRATA MELHOR A REALIDADE POLÍTICA BRASILEIRA DO QUE IMPRENSA NACIONAL
MUITO BOM: NOVA VERSÃO PARA “E AGORA, JOSÉ?”, DE DRUMMOND, POR ADILSON FILHO
TÁ COM PROBLEMA NA JUSTIÇA? TÁ COM PROBLEMA NO STF? DISQUE GILMAR MENDES

EM OPORTUNO ARTIGO, LEONARDO BOFF DIZ TUDO QUE VAI PELA EXISTÊNCIA OCA DA VELHA MÍDIA BRASILEIRA

"O que está em jogo neste enfrentamento entre a midia comercial e Lula/Dilma é a questão: que Brasil queremos?"

Da Agência Educação Política

O grande nome da Teologia da Libertação demonstra, como não poderia deixar de sê-lo, haja vista sua lucidez e clareza de pensamento, as razões que explicam o compartamento vergonhoso e partidário da mídia comercial do Brasil, como ele chama no texto, diante do presidente Lula e da candidata Dilma Rousseff.

Boff revela no texto como as famílias ilustres que controlam a comunicação no nosso país nunca se conciliaram com o povo ao longo da história, pelo contrário, sempre estereotiparam o legítimo cidadão brasileiro, sempre sentiram vergonha de sua liberdade e força, sempre o exploraram assentados sobre o capital e nunca suportaram ver um presidente de origem popular no cargo que eles sempre almejaram para alguém da elite, algum intelectual brilhante, cidadão do mundo, alguém assim como eles. Grande pretensão para um grupo que sempre se sentiu pequeno diante do mundo e que não passa de um conjunto de “conservadores alienados, antiprogresssitas, antinacionais e não contemporâneos”, como fala Boff citando o historiador José Honório Rodrigues.

Além dessa concepção histórico-social que ajuda a entender um pouco essa separação entre as elites e o povo, Boff percebe que o discurso da imprensa alegando estar sendo tolhida pelo presidente Lula em sua liberdade de imprensa é totalmente despropositado e fora de contexto. Diz ele sobre a velha mídia, “Está havendo um abuso da liberdade de imprensa que, na previsão de uma derrota eleitoral, decidiu mover uma guerra acirrada contra o Presidente Lula e a candidata Dilma Rousseff. Nessa guerra vale tudo: o factóide, a ocultação de fatos, a distorção e a mentira direta”.

E obviamente, Boff não deixa de lembrar que por trás de toda essa guerra muda que a mídia tem travado com o presidente Lula e contra Dilma Rousseff há o medo do povo que pensa, do povo que começa a ganhar importância, que cresce cada vez mais no governo Lula. No fundo, Lula alterou aquela velha estratificação da sociedade, rompeu os limites da luta de classe e conseguiu chegar lá no alto. A atual visão de cima, de fato, deve ser muito ofuscante e dolorida para quem acha que aquele lugar de cima pertence a eles, a ninguém mais! Mas essa é a democracia e, na democracia, a força vem do povo, daqueles a quem a mídia conservadora sempre insistiu em calar!

A mídia comercial em guerra contra Lula e Dilma
Leonardo Boff
Adital – Notícias da América Latina e Caribe

Sou profundamente pela liberdade de expressão em nome da qual fui punido com o “silêncio obsequioso” pelas autoridades do Vaticano. Sob risco de ser preso e torturado, ajudei a editora Vozes a publicar corajosamente o “Brasil Nunca Mais”, onde se denunciavam as torturas, usando exclusivamente fontes militares, o que acelerou a queda do regime autoritário.

Esta história de vida me avalisa fazer as críticas que ora faço ao atual enfrentamento entre o Presidente Lula e a midia comercial que reclama ser tolhida em sua liberdade. O que está ocorrendo já não é um enfrentamento de ideias e de interpretações e o uso legítimo da liberdade da imprensa. Está havendo um abuso da liberdade de imprensa que, na previsão de uma derrota eleitoral, decidiu mover uma guerra acirrada contra o Presidente Lula e a candidata Dilma Rousseff. Nessa guerra vale tudo: o factóide, a ocultação de fatos, a distorção e a mentira direta.

Precisamos dar o nome a esta mídia comercial. São famílias que, quando veem seus interesses comerciais e ideológicos contrariados, se comportam como “famiglia” mafiosa. São donos privados que pretendem falar para todo Brasil e manter sob tutela a assim chamada opinião pública. São os donos de O Estado de São Paulo, de A Folha de São Paulo, de O Globo, da revista Veja, na qual se instalou a razão cínica e o que há de mais falso e chulo da imprensa brasileira. Estes estão a serviço de um bloco histórico assentado sobre o capital que sempre explorou o povo e que não aceita um Presidente que vem desse povo. Mais que informar e fornecer material para a discusão pública, pois essa é a missão da imprensa, esta mídia empresarial se comporta como um feroz partido de oposição. (Texto Completo)

Leia mais em Educação Política:

VEJA COMO A EXTREMA-DIREITA AGE NO BRASIL; VÍDEO DO PSDB É ASQUEROSO E MOSTRA COMO CRIAR O LULISMO
INCRÍVEL: ESTADÃO TENTA CENSURAR LUÍS NASSIF; JORNAL NÃO GOSTOU QUE ELE DIVULGOU ATO SOCIAL CONTRA A MÍDIA GOLPISTA
AULA MAGNA DE JORNALISMO: CARLOS LATUFF E A IMPRENSA GOLPISTA
VELHA MÍDIA: RASTEJANTE E PARTIDÁRIA

VELHA MÍDIA: RASTEJANTE E PARTIDÁRIA

Nem Lula aguenta mais tanta partidarização!

Da Agência Educação Política

O presidente Lula, em discurso feito no último sábado (18/09) em Campinas, interior de São Paulo, falou sobre a forma vergonhosa e partidária com que a velha mídia tem se comportado, em especial, nos últimos meses. Os veículos que representam aquilo que a imprensa tem de mais conservador e anti-jornalístico, nunca foram só sorrisos para o governo Lula. Pelo contrário, engoliram em seco a primeira vitória do presidente e, mais em seco ainda, tiveram que aceitar sua legítima reeleição.

Só que nos últimos dias, esse gosto amargo despertado pela simples presença de Lula e do PT no governo, transformou-se em um azedume intenso e sufocante. A velha mídia está desesperada, perdida e totalmente incorformada com o sucesso de Dilma nas pesquisas de intenção de voto. Realmente, a situação deles não deve estar sendo fácil.

Do alto de sua arrogância e hipocrisia, ele devem pensar: “Justo agora que nós voltaríamos ao poder… justo agora que tudo ia caminhando na direção certa, que íamos poder concretizar nosso projeto (diga-se autoritário e conservador) para o país e nos veríamos livres dessa turma do PT, eis que ela, tinha que ser ela, não para de subir. Além de petista, mulher e, ao que tudo indica, vai ganhar já no primeiro turno”!

É sofrimento demais para a velha mídia e suas hostes conservadoras. Eles não devem estar se aguentando e, como não são do tipo que carrega um sólido caráter, que sabe manter a cabeça erguida e a ética firme até o último minuto, lutando de forma legítima por seus valores e ideias, eles vão tropeçando e se enrolando cada vez mais na sua própria opacidade.

O problema da velha mídia é que ela sequer tem ideias, ela não luta por alguma coisa, luta contra alguma coisa ou alguém. Aí está a grande diferença de uma mídia cada vez mais rastejante e de um presidente com a popularidade nas alturas e uma candidata que também está e vai continuar voando bem alto!!

Lula diz que velha mídia é uma “vergonha” e se comporta como “partido político”
Redação da Rede Brasil Atual

São Paulo – O presidente Lula criticou neste sábado (18) parte da imprensa brasileira, ao discursar em Campinas, durante comício da candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff. O presidente disse que algumas reportagens publicadas na velha mídia são uma “vergonha” e que alguns veículos se comportam neste momento como partidos políticos.

“Tem dia que determinados setores da imprensa brasileira chegam a ser uma vergonha”, disse o presidente. “Se o dono do jornal lesse o seu jornal ou o dono da revista lesse a sua revista, eles ficariam com vergonha do que eles estão escrevendo exatamente neste momento.”

Segundo o presidente, algumas publicações “destilam ódio e mentiras” sobre o governo porque não se conformam com as realizações de seu mandato. Lula disse também que alguns jornais e revistas do país se comportam como partidos políticos, mas não assumem que têm posição [político-partidária]. (Texto Completo)

Leia mais em Educação Política:

JORNALISMO NO FUNDO DO POÇO: FOLHA DE S.PAULO, A ESCANDALOSA
QUE LULISMO? PT É A GRANDE ESCOLA POLÍTICA DA REDEMOCRATIZAÇÃO
PARADOXO ELEITORAL: PRESÍDIOS DE SP NÃO RECEBERÃO URNA ELETRÔNICA POR FALTA DE SEGURANÇA
O ÚLTIMO QUE SAIR APAGA A LUZ: AÉCIO VAI DEIXAR O PSDB E SERRA OUVE QUE TUCANO VOTA NA DILMA

PSDB/DEM TEME A CAPACIDADE DE VOTO QUE LULA AGREGA, MAS FORAM ELES QUE CRIARAM O LULISMO

Revista Veja é a mãe do lulismo

A oposição (PSDB, DEM, Estadão, Folha, TV Globo, Veja e outros) começam a temer a capacidade de voto que o presidente Lula parece ser capaz de agregar.

Essa mesma oposição também reclama de que há um perigo na democracia se o povo decidir votar em massa nos candidatos do presidente Lula.

Mas isso é a democracia, a decisão do povo, de um povo soberano. Essa mesma oposição nadou de braçada com o pensamento único presente nos tristes anos do neoliberalismo do governo FHC. Achavam tudo natural.

Nos dois governos de Fernando Henrique, o PT e outros partidos praticamente desapareceram do debate político. E foi nesse momento que a oposição começou a gestar o lulismo.

Ao criticar de forma acintosa o PT (Partido dos Trabalhadores), tentando desqualificá-lo no debate político como intransigente, radical, comunista, stalinista, ditadores etc, DEM/PSDB e a velha mídia iniciaram o processo de construção do Lulismo.

A revista Veja foi a expoente máxima desse jogo de desqualificação do Partidos dos Trabalhadores, basta fazer uma análise das capas e reportagens da revista nos últimos anos. A revista é a mãe do lulismo.

Ao negarem o PT, como uma instituição política e democrática, abriram espaço para a construção do personalismo do presidente Lula. É um pouco a história do voto: “odeio o  PT, mas amo Lula”.

Ao perceberem a presença do governo do presidente Lula nas suas vidas, a população o elegeu como o único responsável pelas conquistas e não o resultado de toda uma história de luta de intelectuais, artistas, técnicos e trabalhadores que construíram o PT e ajudaram no sucesso do governo. (Para José Serra e para a velha mídia  é o estado aparelhamento, da boquinha etc… continuam construindo o lulismo)

Lula não fez um governo de grandes mudanças, mas um governo que chegou até a população, uma população que ficou durante séculos vivendo das migalhas e das ilusões eleitorais, esperando o bolo crescer.

A oposição está irada porque o governo Lula arrumou a casa, que ficou destruída durante o governo de PSDB/FHC.  Com o país pronto para crescer, administrar o próximo governo, pensa a oposição, seria sopa no mel. Era a grande chance de ficar mais 500 anos no poder.

Por isso, o problema de lulismo não é o fracasso de Dilma, caso seja eleita, mas o seu sucesso.

Leia mais em Educação Política:

JOSÉ SERRA DEVERIA EXPLICAR EMPRESA DA FILHA VERÔNICA QUE ASSESSORAVA COMPRAS GOVERNAMENTAIS QUANDO ELE ERA MINISTRO
LAVANDERIA SEM CHAVE: JOSÉ SERRA TENTA GANHAR VOTO COM TEMA QUE INTERESSA PRINCIPALMENTE AOS CORRUPTOS
COINCIDÊNCIA OU SINTONIA: ENCONTRO DOS BLOGUEIROS ACONTECEU NO MOMENTO EM QUE SERRA DESPENCOU NAS PESQUISAS
PSDB ESTÁ ENTRINCHEIRADO EM QUATRO ESTADOS E PARTIDO DEVE ACABAR SE PERDER EM SÃO PAULO, PARANÁ, MINAS E GOIÁS

PRESIDENTE LULA TEM 30 ANOS DE HISTÓRIA POLÍTICA E A VELHA MÍDIA QUER QUE ELE JOGUE FORA PARA BENEFICIAR O CANDIDATO TUCANO

O presidente Lula construiu uma carreira política durante 30 anos. Fez greve em pleno regime militar, lutou contra a ditadura e internamente dentro do PT e foi derrotado várias vezes nas eleições até chegar a presidência.

Para ter a popularidade que tem, quase 80% de aprovação, é inegável que tenha trabalhado bastante para tentar fazer um bom governo.

A velha mídia pede: Lula jogue fora 30 anos de história

Agora, a velha mídia (Estadão, Veja, Folha, Globo, etc) querem que ele jogue tudo isso ao vento para beneficiar um candidato tucano.

Querem que Lula não participe da eleição. É inacreditável. FHC participou das eleições anteriores e ninguém reclamou. Agora não participa para esconder o que José Serra representa, ou seja, um governo de concentração de renda e aperto fiscal.

Capas da Veja desrespeitaram o presidente, publicaram notícias falsas em vários jornais; agora quem Lula, Sua Excelência.

O problema maior está na república de São Paulo. Veja que lástima as pautas do Estadão: “O presidente Lula passou dos limites”, diz Cientista Político. É piada.

A velha mídia passou dos limites. Nenhuma linha na capa sobre a quebra de sigilo de políticos do PT por um funcionário do governo do PSDB do Rio Grande do Sul. Como disse Mário Prata, a mídia está podre.

Leia mais em Educação Política:

MARIO PRATA: ESTADÃO, FOLHA, GLOBO, VEJA E JORNAL NACIONAL ESTÃO PODRES
REDE GLOBO, VEJA E FOLHA DE S.PAULO SE PREPARAM PARA A MAIOR DERROTA POLÍTICA DA HISTÓRIA DA VELHA MÍDIA
INCRÍVEL: EM PLENA CAMPANHA ELEITORAL, PSDB ASSUME QUE DESTRUIU A TV CULTURA
FESTIVAL JOSÉ SERRA E OS JORNALISTAS: QUEM TEM CORAGEM DE ENTREVISTAR JOSÉ SERRA?

ACABOU A FARSA DO PAULISTA PAU-DE-ARARA; SERRA AGORA TEM QUE ENFRENTAR LULA NA TV

Paulista Pau-de-Arara

A campanha do tucano José Serra tentou iludir o eleitor mostrando imagem do presidente Lula no horário eleitoral.

Notem, a imagem não foi usada para criticar Lula e seu governo, o que seria muito normal, mas para mostrar que Lula era um modelo e que Serra, vejam só, era como o presidente, igual ao presidente, com a mesma história de vida.

No subtexto, nas entrelinhas, tentava dizer que José Serra era igual ao presidente, poderia fazer igual, um candidato que daria continuidade ao governo do presidente.

(Alguém ouviu falar de um ex-presidente chamado Fernando Henrique Cardoso no horário eleitoral?) Esqueceram de mim….

Voltando ao raciocínio, a campanha de Serra tentou criar pela primeira vez um paulista pau-de-arara. É um paulista que veio do nordeste, mas nasceu em São Paulo. Serra é o primeiro paulista pau-de-arara. É claro que não deu certo.

Agora, após as acusações sem prova contra Dilma Rousseff, o candidato tucano está sendo desmascarado. Será obrigado a se assumir como oposição ao presidente.

Ele terá que enfrentar Lula. Ontem, Lula veio à televisão e mostrou que Serra é oposição. Veja a fala de Lula contra Serra.

Serra agora terá de fazer o mesmo. Veja matéria da Folha: Serra cancela viagem para gravar resposta ao presidente Lula. O pior, para Serra, é que o PT está poupando Dilma e colocará Lula contra Serra. Inevitável.

Leia mais em Educação Política:

O PRESIDENTE LULA FOI NO PONTO CRUCIAL: CADÊ O SIGILO DE VERÔNICA SERRA? CADÊ O SIGILO DE EDUARDO JORGE?
JOSÉ SERRA, QUE SE REÚNE À PORTA FECHADA COM MILITARES, QUERIA QUE LULA CENSURASSE A INTERNET
SERRA: GOLPISMO INCONSEQUENTE CONTRA A DEMOCRACIA E COM ACUSAÇÕES SEM PROVA
SERRA MOSTRA LULA NO HORÁRIO POLÍTICO E PROVA QUE PSDB NÃO TEM PROJETO POLÍTICO

JOSÉ SERRA, QUE SE REÚNE À PORTA FECHADA COM MILITARES, QUERIA QUE LULA CENSURASSE A INTERNET

O candidato José Serra é um perigo para a democracia brasileira.

Ele queria que o presidente Lula censurasse a internet.

Serra é o representante da liberdade de imprensa de meia dúzia de empresas desacostumadas com a democracia.

Empresas que tomam versões por fatos, mesmo tendo concessões públicas.

Só resta uma saída para o candidato Serra, o Golpe.

Veja o vídeo de Lula. Uma aula de liberdade de imprensa e de liberdade de expressão.

vi no PHA

Leia mais em Educação Política:

DE OPOSICIONISTA A LULA, SERRA SE TRANSFORMOU NO MELHOR ‘AMIGO’ DO PRESIDENTE
JOSÉ SERRA, O COITADINHO
SERRA: GOLPISMO INCONSEQUENTE CONTRA A DEMOCRACIA E COM ACUSAÇÕES SEM PROVA
PSDB ESTÁ ENTRINCHEIRADO EM QUATRO ESTADOS E PARTIDO DEVE ACABAR SE PERDER EM SÃO PAULO, PARANÁ, MINAS E GOIÁS

DE OPOSICIONISTA A LULA, SERRA SE TRANSFORMOU NO MELHOR ‘AMIGO’ DO PRESIDENTE

"Serrinha paz e amor" quando se trata de Lula

Perdido no jogo eleitoral e amargando sucessivas quedas nas pesquisas de intenção de voto, o candidato tucano à presidência da república decidiu transformar Lula em vítima de Dilma, buscando uma aproximação com o primeiro e uma desesperada desqualificação da segunda e o que é pior, tudo isso por meio de uma mal feita reedição do jeito Collor de se fazer política!

Sem bater em Lula, o marketing de Serra tenta transformá-lo em vítima de Dilma*
Maria Inês Nassif / Valor Econômico

Em 1989, Fernando Collor de Mello, ex-governador do Estado mais pobre da Federação, Alagoas, assumiu um discurso ofensivo – no sentido também de ofender -, selecionou uma série de desaforos destinados a abalar um governo caindo de impopularidade e partidos em crise, e definiu bordões para causar pânico em torno do candidato de esquerda, Luiz Inácio Lula da Silva, seu principal concorrente. Collor venceu atirando para todos os lados. Levou junto um partido que inventou antes das eleições, o PRN, que morreu junto com o seu curto reinado.

A eleição de Collor foi a consagração do marketing político como arma eleitoral. Os alvos do candidato eram escolhidos em pesquisas qualitativas, que definiam os inimigos a combater para alcançar popularidade e as fragilidades do principal concorrente. Pegou um país saído do massacre ideológico do discurso anticomunista da ditadura e que vivia uma hiperinflação. Atacou o governo José Sarney pela incompetência administrativa e Lula pelo temor da classe média. Além do horário eleitoral gratuito, tinha o apoio de uma mídia que estava sem candidatos, sofria com a hiperinflação e preferia que o PT ficasse longe do poder.

Foi o início e o auge da influência do marketing político. E o marketing foi tão eficiente porque não brigou com os fatos: o governo era impopular mesmo e seu candidato não subia nas pesquisas; a classe média e as elites tinham medo real de Lula, eram maleáveis a um discurso moralista e de direita e faziam a cabeça dos de baixo. O PMDB, o grande partido do momento, vivia a crise do governo José Sarney e a compartimentação dos interesses de seus líderes regionais e abandonou aos lobos o seu candidato a presidente, Ulysses Guimarães. (Texto Completo)

*Matéria publicada no site do Luis Nassif

Leia mais em Educação Política:

SERRA: O GOLPISTA INCONSEQUENTE CONTRA A DEMOCRACIA E COM ACUSAÇÕES SEM PROVA
COINCIDÊNCIA OU SINTONIA: ENCONTRO DOS BLOGUEIROS ACONTECEU NO MOMENTO EM QUE SERRA DESPENCOU NAS PESQUISAS
PSDB ESTÁ ENTRINCHEIRADO EM QUATRO ESTADOS E PARTIDO DEVE ACABAR SE PERDER EM SÃO PAULO, PARANÁ, MINAS E GOIÁS
REDE GLOBO, VEJA E FOLHA DE S.PAULO SE PREPARAM PARA A MAIOR DERROTA POLÍTICA DA HISTÓRIA DA VELHA MÍDIA

INTERNAUTA: O QUE É UM CIENTISTA POLÍTICO?

Por Fernando Cordeiro

O quê é um cientista político?
Será alguém que produz análises a partir de estudos e fatos anteriormente comprovados ou outrem que dá pitacos a partir das ordens que recebe de seu editor chefe?
Deixemos de lado o LULA e seu governo.
Vamos comentar o posicionamento da “cientista”:

Que experiência administrativa ela apresentaria do Abraâo, presidento dos Estados Unidos da América para ter conduzido o seu País (quais os diplomas ele apresentava)?
E o fazendeiro George, aquele que dá o nome a capital do americanos?

Agora, se o LULA administrou com perfeição, fazendo de um País quebrado (tava quebrado mesmo com o dólar a quase R$ 4,00) e o com o desemprego batendo nas nuvens um lugar para onde as pessoas estão voltando (brasileiros na américa e no japão) ainda assim ele é incompetente?

Não é bastante engraçado ver gente como Lúcia Hipólito e Gilmar Mendes, não ter a menor capacidade para exercer um cargo público através da escolha de seus compatriotas?

Será que a maioria das pessoas desse País é tão estúpida a ponto de não reconhecer a virtude de tão ilustres personagens?

Rui Barbosa, o Águia de Haia, e FHC, o Farol de Alexandria, um tendo insucesso e outro provado do “sucesso” tiveram coragem, a Lúcia teria?

Leia mais em Educação Política:

SERRA MOSTRA LULA NO HORÁRIO POLÍTICO E PROVA QUE PSDB NÃO TEM PROJETO POLÍTICO

A campanha de José Serra segue a mesma linha de sempre, ou seja, enganar descaradamente o eleitor.

O uso da imagem do presidente Lula na propaganda eleitoral do PSDB mostra que o partido não tem nada a dizer ou está vendendo um projeto político que não pode ser exposto à população

É uma nova política, que vai além de uma política de superfície, midiática, publicitária e marketeira. Querem governar um país sem projeto político.

Durante oito anos do governo Lula, o partido ficou calado diante das grosserias contra o presidente por parte da imprensa, especialmente da revista Veja ou atacou de forma violenta o presidente da República em parceria com o DEM. Agora toma Lula como modelo. É uma piada. Vale a pena relembrar os ataques do PSDB/DEM ao presidente Lula.

Leia mais em Educação Política

BARBA, CABELO E BIGODE. ESTRATÉGIA DE LULA PARA DILMA ROUSSEFF INCLUI FACILIDADE PARA GOVERNAR COM MAIORIA NO SENADO

Lula: Barba, cabelo e bigode para Dilma governar com maioria

A estratégia do presidente Lula para a candidata do PT, Dilma Rousseff, prevê barba, cabelo e bigode. É um pacote completo para governar com tranquilidade durante 4 anos. A perspicácia de Lula, que não é bobo nem nada,  não se resume a eleger a candidata com seu prestígio e com a comparação entre seu governo e o de Fernando Henrique Cardoso/José Serra (PSDB).

O presidente também montou um plano para facilitar o governo de Dilma Rousseff, com a ampliação da bancada governista na Câmara Federal, mas principalmente no Senado.

O Senado foi uma pedra no sapato do presidente Lula durante os 8 anos de governo. Era no Senado que o PSDB com outros partidos, inclusive membros do PMDB, bloqueavam as iniciativas governamentais. Foi lá que caiu, por exemplo, o imposto das transações financeiras (CPMF).

A coligação com o PMDB deve fazer mais governadores peemedebistas, mas tende a fazer um Senado mais favorável ao governo e mais petista. Isso é barba, cabelo e bigode. Com maioria na Câmara e no Senado, Dilma Rousseff só precisará de um pouco de habilidade política para aprovar os projetos.

Se vencer, não poderá perder a  chance de aprovar projetos importantes para diminuir a desigualdade social do país e melhorar a educação.

Leia mais em Educação Política:
QUANDO ESMOLA DO TERROR É GRANDE, O SANTO DESCONFIA: BOLSA FAMÍLIA É PARA SERRA O MESMO QUE A POUPANÇA FOI PARA COLLOR
CORRIGINDO A MANCHETE DO ESTADÃO E DA FOLHA: PRESIDENTE DA SIP, ENTIDADE QUE APOIA DITADURAS, DIZ QUE LULA É UM FALSO DEMOCRATA
BRASILEIRO PAGA DEZ VEZES MAIS POR BANDA LARGA E O DEM, PARTIDO DO VICE DE JOSÉ SERRA, FAZ O TRABALHO SUJO QUE NEM AS TELES OUSARAM FAZER
UM ESCÂNDALO: POLÍCIA DE SÃO PAULO NÃO FUNCIONA EM QUASE 100% DOS CRIMES

GRANDE MÍDIA QUER CENSURAR A LIBERDADE DE EXPRESSÃO DO PRESIDENTE LULA

Seis manchetes contra Lula é liberdade de expressão ou abuso de poder?

A velha mídia e a oposição querem censurar o presidente Lula. E o motivo é claro. Lula representa um ator político com poder de diálogo com a grande mídia e com aprovação de 80% da população. O objetivo é impedir o político de fazer política e impedir a sua liberdade de expressão, que tanto a velha mídia defende. Mas como já dissemos aqui, a liberdade de expressão da velha mídia vale só para a velha mídia.

O fato de os grandes empresas de comunicação (Globo, Folha, Abril etc) apoiarem de forma acintosa o candidato da oposição, José Serra, não significa para a grande imprensa um abuso de poder econômico. Ainda mais quando essas empresas têm contratos milionários com o governo de São Paulo, como é o caso, coincidentemente, dessas três empresas. O jornal o Globo publicou seis manchetes contra Lula em uma única capa e uma crítica de Serra contra o governo. Ora, vá para o inferno!, diriam os norte-americanos.

Leia mais em Educação Política:

REVISTA VEJA SE INSPIRA NA DIREITA NORTE-AMERICANA, VEJA O NÍVEL DA BAIXARIA QUE ACONTECE POR LÁ
PSDB APARELHA A TV CULTURA HÁ 16 ANOS E O ÚLTIMO APARELHAMENTO FOI A RETIRADA DE HERÓDOTO BARBEIRO DO RODA VIVA
VÍDEO: VEREADOR DO DEM DO MATO GROSSO, LORIVALDO RODRIGUES, AGRIDE REPÓRTER MÁRCIA PACHE, DO SBT
ANATEL É O APARELHO REPRESSOR DA DITADURA DA MÍDIA NO BRASIL

ESTE GRÁFICO PODE DECIDIR SEU VOTO NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES PRESIDENCAIS DO BRASIL

Eleições 2010

Há muita gente que vota olhando exclusivamente para o próprio umbigo. É normal, mas se você é uma pessoa que na hora do voto pensa em um país melhor e menos desigual (e que isso também te beneficia), esse gráfico pode te ajudar a decidir seu voto nas próximas eleições. Ele mostra a linha da miséria, levantado pela FGV-RJ em cima de indicadores do IBGE.

Há nele três governos que marcam três períodos bem distintos. O primeiro é o governo Itamar Franco (1992-1994) com acentuada queda da linha da miséria. Depois (1995-2002) vem o governo de Fernando Henrique (PSDB) e veja que o gráfico não muda, ou seja, a desigualdade continua estável durante os oito anos do governo tucano.

Depois entra o governo Lula (PT), que vai de 2003 a 2009, e reaparece uma queda grande na quantidade de miseráveis no Brasil, uma queda de quase 50%.

Nada garante que o governo de Dilma Rousseff continuará diminuindo a miséria no Brasil, mas é a única candidatura que representa a continuação da política social iniciada pelo governo Lula.

Essa é a nossa esperança, que seja uma continuação do governo Lula nesse aspecto. Que Dilma Rousseff  não só continue, mas que acentue ainda mais as ações afirmativas para erradicar a miséria no país. É preciso levar parte do dinheiro público para as favelas, é preciso de um grande PAC das Favelas e melhorar as condições de vida da população em geral.

Não é possível construir uma grande país convivendo com a miséria que, numa sociedade desigual, é o ambiente propício para a violência urbana.

Leia mais em Educação Política:

HERANÇA DA TORTURA DA DITADURA MILITAR, QUE O STF LEGITIMOU, ESTÁ NA ESSÊNCIA DA CRUELDADE DA MORTE DE ELIZA SAMÚDIO
VEJA A MELÔ SERTANEJA DO PEDÁGIO, QUE JOSÉ SERRA DIZ QUE NÃO É CARO
O CASO DO GOLEIRO BRUNO DO FLAMENGO É SÓ UMA PONTA DO ICEBERG DA VIOLÊNCIA CULTURAL CONTRA A MULHER
EXPERIÊNCIA DO IDEB MOSTRA QUE DIRETOR DE ESCOLA É TÃO IMPORTANTE QUE DEVERIA SER ELEITO PELA COMUNIDADE ESCOLAR

ASCENSÃO DE DILMA NO PLANO NACIONAL COLOCA A DISPUTA EM SÃO PAULO NO OLHO DO FURACÃO

Lula estará disposto a derrotar o PSDB em São Paulo?

A ascensão da candidata petista Dilma Rousseff no plano nacional, já ultrapassando José Serra nas intenções de voto, vai colocar São Paulo no centro da disputa entre PT e PSDB.

São Paulo virou o quartel da resistência peessedebista. Há 16 anos o partido governa São Paulo e pode chegar a 20 anos se ganhar as próximas eleições com o candidato Geraldo Alckmin, que lidera as pesquisas. Além disso, o estado representa o poder do coronelismo midiático nacional, com Veja, Folha, Estadão, TV Cultura e Globo São Paulo, que formam um escudo protetor aos governos tucanos.

O governo do presidente Lula e seu prestígio pessoal estão transferindo votos para Dilma Rousseff. Mas será que o presidente Lula e Dilma estarão dispostos a se empenhar por Aloísio Mercadante em São Paulo? Lula não participou da convenção do partido que lançou Aloísio Mercadante, mas poderá se esforçar para ganhar terreno para Dilma em São Paulo.

O estado com cerca de 30 milhões de eleitores sempre foi uma pedra no sapato das campanhas de Lula e poderá ser novamente decisivo nas eleições do final do ano. Se Lula entrar com disposição em São Paulo para garantir a vitória de Dilma, isso vai beneficiar diretamente Mercadante e pode gerar um estrago sem precedentes para o PSDB.

Com as trapalhadas da campanha de José Serra, São Paulo deverá ficar no olho do furacão nas próximas eleições presidenciais.

Leia mais em Educação Política:

JOSÉ SERRA: DUAS NOTÍCIAS RUINS EM UMA ÚNICA PESQUISA CNI/IBOPE
A CAMPANHA POLÍTICA SÓ VAI ESQUENTAR QUANDO MARINA SILVA DESCOBRIR QUE JOSÉ SERRA TOMOU O ESPAÇO POLÍTICO DELA
A PARTIDARIZAÇÃO DA JUSTIÇA É O MAIOR PERIGO À DEMOCRACIA BRASILEIRA PORQUE A ORDEM JURÍDICA SE TORNA JUSTIFICATIVA PARA O GOLPE
GUINNESS WORLD RECORDS: JOSÉ SERRA VAI PARA O GUINNESS BOOK COM TRÊS PEDÁGIOS EM 18 MINUTOS

PARA CAPITALISTA NORTE-AMERICANO, O PT É O PARTIDO DO CAPITALISMO BRASILEIRO (E O PSDB? DO FEUDALISMO?)

Capitalismo no Lula

Em matéria da Folha de S.Paulo, o empresário norte-americano Sam Zell diz que vai investir no Brasil o quanto for necessário, não tem limite, desde que tenha boas oportunidades de negócios. É esta a visão que um capitalista norte-americano tem do governo Lula (A hilariante revista Veja acha que é comunismo, Kakaka).

O PT, por uma contingência da história, parece ser o partido que está solidificando o capitalismo no Brasil, apesar de que ainda vai demorar muito para chegarmos em um estágio de competição capitalista em setores importantes como telefonia, transportes, comunicação e outros. Mas já é o começo.

Daí a dificuldade do candidato José Serra nas próximas eleições. O PSDB é um partido que tem mantido há 16 anos no estado de São Paulo um sistema feudal de acesso às riquezas, com nenhuma distribuição de renda, nenhuma grande transformação na educação e nenhuma política de competição capitalista em setores oligopolizados. Até os capitalistas americanos sabem disso. Veja abaixo trecho da matéria da Folha:

O bilionário americano Sam Zell, 68, está no Brasil, hoje e amanhã, para expandir os investimentos do grupo Equity International no país que considera a próxima “potência mundial”.
“O quanto vamos investir depende das oportunidades. Até hoje, nenhuma foi maior do que o nosso apetite por capital”, afirmou Zell à Folha, por telefone, de Chicago.
O grupo de private equity já tem participações em cinco empresas brasileiras, entre elas a Gafisa e a BR Malls, que tem atualmente 35 shoppings em seu portfólio.
Entusiasta do Brasil, Zell atribui ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva o reconhecimento do país como “uma das oportunidades mais atraentes do mundo”.
O empresário americano minimiza o risco de superaquecimento da economia brasileira. “O país vai muito bem. Prefiro investir em um país quente demais a investir em um país frio”, diz. (Texto Integral)

Leia mais em Educação Política:

DEPOIS DA BrOi, LUCIANO COUTINHO QUER CRIAR MONTADORA NACIONAL DE AUTOMÓVEIS ELÉTRICOS
OS R$ 7 BILHÕES DO FUNDO DE TELECOMUNICAÇÕES (FUST) DEVERIAM SER APLICADOS TOTALMENTE NO PLANO NACIONAL DE BANDA LARGA
BRASIL CONTINUA CAMPEÃO EM DESIGUALDADE SOCIAL, DIZ ESTUDO DA COMISSÃO ECONÔMICA PARA A AMÉRICA LATINA (CEPAL)
VEJA SÓ COMO É O LIBERALISMO NAS TELECOMUNICAÇÕES DO BRASIL: CAPITALISTAS NÃO GOSTAM DE CAPITALISMO, PARA ELES
%d blogueiros gostam disto: