Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos de tags: Marina Silva

Para tirar poder da população, candidatos defendem eleições a cada 5 anos

Retirar o mínimo poder de voto da população a cada dois anos (como é hoje) e limitar a uma eleição a cada 5 anos é uma das ideias mais estapafúrdias que poderia existir e que foi parar nas propostas de pelo (Continue lendo…)

‘Campinas é ilha que parou no tempo’, diz assessor de Marina Silva sobre economistas da Unicamp

Um dos principais articuladores do plano de governo na área de economia de Marina Silva, Maurício Rands, deu uma entrevista ao jornal O Globo em que diz que a área econômica da Unicamp, que hoje tem (Continue lendo…)

Marina parece light, mas até pastor pede para que Deus nos livre dos evangélicos no poder

Marina Silva parece light, quer dizer, política, da velha política (não da nova, isso é marketing). Ela está sempre disposta a uma negociação. Pelo menos ela tenta fazer isso. Tenta criar o seu próprio marinismo, uma espécie de lulismo mais (Continue lendo…)

Cerqueira Leite volta a criticar criacionismo e fundamentalismo de Marina Silva

O físico e professor emérito da Unicamp, Rogério Cezar de Cerqueira Leite, voltou a criticar o fundamentalismo (e criacionismo) de Marina Silva (PSB) e seus os defensores, após polêmica de seu artigo Continue lendo…

Físico e professor emérito da Unicamp diz que Marina Silva tem ‘desordem neural’

Em artigo na Folha de S. Paulo, publicado neste domingo (31/08) o físico e professor Emérito da Unicamp,  Rogério Cezar de Cerqueira Leite, questionou a eleição de Marina Silva (PSB) para presidência da República.  Cerqueira Leite, que foi secretário de Cultura de Campinas, falou sobre a perplexidade da ascensão da (Continue lendo…)

Marina Silva arranca 70% dos votos da extrema direita cristã, representados pelo pastor Everaldo

A presença de Marina Silva (PSB) nas duas últimas pesquisas (Ibope e CNT/MDA), que foram divulgadas esta semana, revelou uma fato avassalador e pouco explorado. Marina Silva roubou cerca de 70% dos votos da extrema direita cristã, representada pelo Pastor Everaldo (PSC). O Pastor que vinha (Continue lendo…)

Assessor de Marina chama Unicamp de cria do regime militar e professores respondem


Quatro importantes economistas da Unicamp (Luiz Gonzaga Belluzzo, Ricardo de Medeiros Carneiro, André Biancarelli e Pedro Rossi) escreveram um texto no site Brasil Debate, respondendo ao economista (Continue Lendo…)

BRASIL NA OBSCURIDADE: MARINA SILVA EMPOLGA EVANGÉLICOS COM ADESÃO AO PSB

malafiaSe você acha que o poder obscurantista dos evangélicos é muito grande no governo de Dilma Rousseff (PT), imagina o que vai ser se uma evangélica como Marina Silva (ex-PT, PV, Rede e agora PSB) estiver na vice-presidência da república.

Seria praticamente o começo do fim do estado laico no Brasil. As políticas seriam determinadas ou no mínimo respaldadas pelo poder dos pastores mais retrógrados. Veja que esta não é uma questão de religião, mas de política.

Marina Silva já saiu recentemente em defesa de Marco Feliciano (PSC), quando este atacou as relações homoafetivas. Para ela, Marco foi injustiçado porque era evangélico. Deus! Em notícia recente, a Rede de Marina coletou assinatura nas passeatas anti-gays do pastor Silas Malafaia. Há também inúmeros ataques desses grupos a negros, católicos e mulheres.

Imagina tudo no Brasil que promove direitos sociais, religiosos, humanos, afetivos, de mulheres e de negros esbarrar nesse tipo de discurso do preconceito evangélico.

O Brasil tem agora a chance de retroceder aos períodos mais obscuros da Idade Média e se igualar aos países teocráticos do oriente. Seria a vitória da política do ódio.

Veja mais:

MAIS UM LANCE DA BAIXARIA TUCANA NAS ELEIÇÕES 2010

Bola do PSDB. Cada vez mais murcha.

Da Agência Educação Política

Os tucanos de fato parecem não ter limites. Não bastasse a tomografia depois da bolinha de papel e a manipulação explícita da realidade visando influenciar a opinião pública, agora alguns setores do PSDB decidiram envolver o nome da senadora Marina Silva em ações de apoio à candidatura de José Serra.

Foi criado um endereço de email falso (marina@pv.gov.br) usado para disparar mensagens que supostamente seriam de Marina contendo declarações de apoio a Serra no segundo turno das eleições. Além disso, um post publicado na página da campanha de Serra na internet trazia declarações distorcidas dadas por ela durante a campanha do primeiro turno que também apontavam um apoio à candidatura mais baixo nível da história.

Os tucanos mostraram que além de não respeitar o eleitor, eles também não respeitam uma candidata que recebeu expressiva votação no primeiro turno, usando seu nome e suas opiniões da maneira como bem entendem. É o vale-tudo eleitoral, como bem disse Marina Silva a respeito do nível a que chegou a campanha tucana.

Nunca vi tanto desespero para ser presidente da república. Já está virando neurose obsessiva. Aí sim, caso de tomografia computadorizada e minucioso exame mental.

Marina Silva critica eleitores do PSDB por campanha falsa
Rede Brasil Atual
Por Fábio M. Michel

São Paulo – A senadora Marina Silva (PV-AC) criticou duramente, nesta quinta-feira (28), os setores do PSDB que promoveram iniciativas fraudulentas de envolvê-la em ações de apoio à candidatura de José Serra.

“Não usem meu nome para o vale-tudo eleitoral”, advertiu Marina ao tomar conhecimento de um endereço de e-mail falso (marina@pv.gov.br) e de um post do blog Eu Vou de Serra 45 que manipula declarações dadas por ela durante a campanha do primeiro turno.

“Infelizmente, muitos não aprenderam nada com os resultados das urnas e continuam a promover a política de mais baixo nível ao usar estratagemas banais para buscar votos”, declarou a ex-candidata do PV. (Texto Completo)

Leia mais em Educação Política:

POPULARIDADE DE DILMA NO NORDESTE NÃO TEM RELAÇÃO DIRETA COM BOLSA FAMÍLIA E SIM COM CRESCIMENTO ECONÔMICO DA REGIÃO
SE JOSÉ SERRA GANHAR AS ELEIÇÕES, TOME ESSE REMÉDIO NO DIA SEGUINTE, VAI FAZER BEM
CORDEL DA GLOBOMENTE E DA BOLINHA DE PAPEL
HUMOR: CANSEI, DESCULPEM MEUS AMIGOS, MAS VOU VOTAR EM JOSÉ SERRA, DO PSDB

QUANDO JOSÉ SERRA ATACA O PT COMO INSTITUIÇÃO ESTÁ ATACANDO MARINA SILVA TAMBÉM

Marina Silva, 25 anos de PT, agora com nova lente

O candidato tucano José Serra tem em seus depoimentos atacado sistematicamente o PT (Partido dos Trabalhadores) como uma instituição que representa o pior dos mundos. E esse ataque é inevitavelmente também um ataque à Marina Silva, que é fundadora da CUT-Acre e militante do PT desde 1985, o qual foi seu único partido até se desfiliar para ser candidata pelo PV.

Toda a história política de Marina Silva foi dentro do Partido dos Trabalhadores, que foi sua escola política durante duas décadas e meia. Ela foi vereadora, deputada, senadora e até o ano passado ocupava o cargo de ministra no governo petista de Lula/Dilma Rousseff.  Marina saiu do PT com a legítima ambição de ser presidente do Brasil.

Portanto, Marina Silva é PT do início ao fim, apesar de optar pela neutralidade nessa campanha.

A neutralidade é uma aposta de que o PV pode construir uma terceira via e, com certeza, é importante um maior poder das forças ambientalistas no nosso país.

No entanto,  Marina teria muito mais a ganhar se optasse pelo voto em Dilma Rousseff. Ela não jogaria sua história de vida no lixo e mostraria que não ficou em cima do muro, que quer um destino para o Brasil de políticas públicas de real alcance social em detrimento ao neoliberalismo tucano.

Isso em nada afetaria o  PV como oposição. O próximo governo, com certeza, terá de considerar a questão ambiental de uma forma mais efetiva. Porque se não o fizer, o PV será um ponto crítico.

Portanto, a opção de Serra de atacar o PT como instituição e não com críticas às políticas públicas é um ataque direto à Marina Silva e é o mesmo procedimento da extrema-direita.

Na realidade, o primeiro turno mostrou que essa escola petista que o Serra diz que é tão ruim formou candidatos que tiveram juntos quase 70% dos votos dos brasileiros (Dilma, Marina, Plínio e outros).

Leia mais em Educação Política:

FOLHA: SHEILA RIBEIRO, QUE É FILHA DE MILITANTE DO PSDB, DIZ QUE SUA EX-PROFESSORA, MÔNICA SERRA, FEZ ABORTO NO CHILE
DUAS HISTÓRIAS SOBRE O VOTO CONSCIENTE EM JOSÉ SERRA, DO PSDB
MÁRIO COVAS E BRIZOLA NÃO VACILARAM; APOIARAM LULA E O PT CONTRA O CANDIDATO CONSERVADOR; E AGORA MARINA?
1989-2010: VINTE ANOS SE PASSARAM, MAS A VELHA MÍDIA CONTINUA A MESMA

MARINA SILVA ‘EM CIMA DO MURO’ RETOMA HERANÇA DE COVAS E COLOCA O BRASIL EM SEGUNDO PLANO

Como já era de se esperar, Marina fica em cima do muro

 

EDUCAÇÃO POLÍTICA VOCÊ FAZ

Por Raimundo Wilson S. D. Morais (*)

MARINA COVAS QUERIA ELEGER FERNANDO SERRA

Já vi esse filme. E dele me lembro como se o visse agora. Nas eleições para presidente, em 1989, foram para o segundo turno Lula, uma esperança da esquerda, e Fernando Collor, o representante da direita mais podre que dirigiu este país.

Logo após a divulgação dos resultados, Leonel Brizola, um dos concorrentes, declarou seu apoio incondicional a Lula. Devo dizer que nunca tive grande simpatia por Brizola, mas, a partir daí, passei a vê-lo com muito respeito. Brizola sabia muito bem onde estava o inimigo, e não havia tempo a perder, discutindo o sexo dos anjos.

Minha admiração por Mário Covas acabou naquelas eleições. Anunciado o resultado do primeiro turno, Covas levou duas semanas sem dizer a quem daria o seu apoio. Cheguei à conclusão de que tal atitude poderia estar relacionada ao fato de que, em política, nem sempre vale a razão, mas a paixão. Poder, cargos, fama, vitória, dinheiro, vaidade, tudo conta. Covas era favorito, mas quem entrou foi Lula.

Para milhões de eleitores que o tinham na mais alta conta, a indefinição de Covas significava não haver diferença entre Collor e Lula. Nasceu a expressão “em cima do muro”, que passaria a identificar o comportamento tucano por muitos anos, legítima herança do PMDB.

O resultado da brincadeira a História registrou. Tivesse Covas feito o mesmo que Brizola, muitos sofrimentos nos seriam poupados. Muitos anos depois, Covas entregou o patrimônio do estado de São Paulo, que ele governava, nas mãos da sanha privatista do governo Fernando Henrique. Naquela ocasião, Covas era o único líder respeitado, capaz de se opor à destruição geral. A doença que o acometeu talvez o tenha debilitado demais, para fazer enfrentamentos.

Vinte anos depois, o filme é remasterizado. Uma fundadora do PT acredita que a defesa do meio ambiente passa por um partido pequeno que se alia à direita podre, a mesma que assassinou Chico Mendes. Tudo se esquece. Em 2010, os tucanos, aliados dos demos, chegaram ao segundo turno. Perderam em todos os estados miseráveis do Brasil, mas venceram nos redutos da oligarquia. Tal como era de se esperar. Saiba mais

MÁRIO COVAS E BRIZOLA NÃO VACILARAM; APOIARAM LULA E O PT CONTRA O CANDIDATO CONSERVADOR; E AGORA MARINA?

Brizola e Covas não vacilaram; e a Marina?

Em 1989, quando a velha mídia (Estadão, Folha, Veja, Globo e outros mais) apoiava irrestritamente Fernando Collor de Mello contra Lula, Mário Covas, que nem de longe foi do PT, não titubeou e apoiou Lula no segundo turno.

Lembro-me do grande comício na Praça Charles Müller em que Covas e outros progressistas da época tomaram posição em favor de Lula. A velha mídia e o setores mais retrógrados da sociedade brasileira estavam com Collor.

Leonel Brizola, mesmo tendo apelidado Lula de Sapo Barbudo, também não titubeou, nem vacilou. Apoiou Lula no segundo turno.

Brizola e Covas nunca participaram do PT, mas pensaram no Brasil naquele momento. Pensaram além de seus interesses partidários e pessoais. Tomaram grandes decisões políticas.

A história colocou Marina Silva na mesma posição de Brizola e Covas. Ela, que sempre foi do PT, tem nas mãos uma decisão que pode definir o futuro do Brasil.

Quanto mais Marina demora para decidir, mais chances ela dá para um crescimento de Serra e do poder do oligopólio das mídias.

Marina sabe o que significa o seu não apoio a Dilma. Marina conhece a história. E agora Marina?

Leia mais em Educação Política:

VELHA MÍDIA, VELHO TEMA: ABORTO FOI A TÁTICA SUJA DE COLLOR DE MELLO CONTRA LULA EM 89
INCRÍVEL: ATAQUES DE JOSÉ SERRA E DA VELHA MÍDIA CONTRA DILMA ROUSSEFF NÃO RENDERAM VOTOS PARA O TUCANO
VEJA COMO A EXTREMA-DIREITA AGE NO BRASIL; VÍDEO DO PSDB É ASQUEROSO E MOSTRA COMO CRIAR O LULISMO
QUE LULISMO? PT É A GRANDE ESCOLA POLÍTICA DA REDEMOCRATIZAÇÃO

INCRÍVEL: ATAQUES DE JOSÉ SERRA E DA VELHA MÍDIA CONTRA DILMA ROUSSEFF NÃO RENDERAM VOTOS PARA O TUCANO

A surpresa dessa eleição foi Marina Silva. Mas ela poderia ter ficado em segundo lugar e disputar a eleição com Dilma Rousseff. Se tivesse mirado Serra, poderia ter saído como segundo colocada na disputa.

Marina se colocou neutra quando a velha mídia e o PSDB orquestraram um ataque intensivo contra Dilma Rousseff. Poderia ter usado esse momento para desqualificar José Serra. Mas preferiu a neutralidade. Deu relativamente certo, mas ficou em terceiro lugar. Acabou ganhando votos de Dilma e de Serra por estar do lado de fora do tiroteio.

Velha mídia pressionou e eleitor saiu pela tangente

O mais curioso é que José Serra não conseguiu ganhar votos com os ataques a Dilma.  O tucano ficou no mesmo patamar em que estava antes dos ataques.

Parece que o eleitor da Marina seguiu a seguinte lógica: se não vou votar na Dilma, vamos votar na Marina porque o PSDB já conhecemos.

Não se pode menosprezar o poder de fogo da velha mídia. Ela espremeu o eleitor e ele saiu pela tangente.

Leia mais em Educação Política:

VEJA COMO A EXTREMA-DIREITA AGE NO BRASIL; VÍDEO DO PSDB É ASQUEROSO E MOSTRA COMO CRIAR O LULISMO
QUE LULISMO? PT É A GRANDE ESCOLA POLÍTICA DA REDEMOCRATIZAÇÃO
JOSÉ SERRA DEVERIA EXPLICAR EMPRESA DA FILHA VERÔNICA QUE ASSESSORAVA COMPRAS GOVERNAMENTAIS QUANDO ELE ERA MINISTRO
SERRA: GOLPISMO INCONSEQUENTE CONTRA A DEMOCRACIA E COM ACUSAÇÕES SEM PROVA

LANCEM SUAS APOSTAS: MARINA SERÁ CAPA DA ÚLTIMA EDIÇÃO DE VEJA ANTES DA ELEIÇÃO?

A queridinha da velha mídia

Da Agência Educação Política

Tudo indica que a velha mídia está toda animadinha com a candidata Marina Silva que subiu um ponto na última pesquisa ‘Datafalha’. Isso mesmo caro navegante. Um ponto. É! A velha mídia anda tão desesperada que um ponto já é muita coisa, motivo para soltar foguetes e aumentar a música, fazer festa! A velha mídia, para fazer uso de um ditado popular, está com tanta fome que como até pedra!

Além disso nossos meios de comunicação conservadores estão bem animados com a moda da onda verde e querem fazer com que ela cresça pelo menos um pouco mais, pois, na sua opinião e no seu jeito de entender as coisas, está aí a chance de levar a eleição para o segundo turno, o tão sonhado segundo turno. E como eles sonham!!

Mas parece que o segundo turno não quer mesmo chegar. Nova pesquisa do Ibope divulgada hoje ainda aponta vitória de Dilma Rousseff no primeiro turno. É, vai ser difícil promover o segundo turno! Isso se a velha mídia não se afundar completamente nessa busca por um sonho quase perdido! Afinal, a candidata da onda verde já se afundou, ainda no começo, quando decidiu ser ‘a terceira via’, nada mais em cima do muro, nada mais indefinido. Faltou Marina se impor mais, dizer a que veio, opor-se ao modelo conservador de Serra e reconhecer a diferença entre ele e Dilma. Mas ela quis se destacar de todos e quis tanto que foi se apagando na esteira de suas frases feitas e repetitivas.

Resta saber se a velha mídia operará este último milagre!!

Marina será capa da revista Veja?
Por Altamiro Borges
Portal Vermelho

Se bobear, a última edição da revista Veja antes do pleito deste domingo terá estampada na capa uma enorme e simpática foto de Marina Silva. Já o Jornal Nacional, da TV Globo, aproveitará os últimos dias da campanha para expor imagens positivas da candidata. Tudo isto porque a direita ficou animadinha com a última pesquisa Datafolha, que aponta o crescimento da presidenciável verde como única chance possível para forçar o segundo turno das eleições.

O resultado nem é tão alentador assim. Os números variam na chamada margem de erro. Dilma caiu um ponto, Serra ficou estagnado e Marina subiu um ponto, na comparação com a pesquisa anterior do Datafolha. Mas o desespero da direita é tão grande que isto foi suficiente para animá-la. Pouco importa que este instituto, ligado à famíglia Frias, já tenha sido denunciado por fraudar pesquisas para beneficiar o demo-tucano – tanto que foi apelidado de Datafraude ou DataSerra.

A queridinha da mídia

A direita vai apostar todas as suas fichas na tática de insuflar a candidata verde. Esta é sua única alternativa. No último domingo, Marina Silva foi capa da Folha, abordando um tema tão caro aos falsos moralistas: o “mensalão”. Quando ministra do Meio Ambiente, o mesmo jornal fez várias acusações de corrupção contra a sua gestão. Quase toda semana saiam denúncias nos jornalões envolvendo a sua pasta – na maioria, plantadas por ruralistas devastadores da natureza. Agora, a mídia venal simplesmente arquivou as acusações. Não interessa aos seus propósitos. (Texto completo)

Leia mais em Educação Política:

INTELECTUAIS PARTICIPAM DE ABAIXO-ASSINADO CONTRA A PARTIDARIZAÇÃO DA VELHA MÍDIA
VEJA COMO A EXTREMA-DIREITA AGE NO BRASIL; VÍDEO DO PSDB É ASQUEROSO E MOSTRA COMO CRIAR O LULISMO
INCRÍVEL: ESTADÃO TENTA CENSURAR LUÍS NASSIF; JORNAL NÃO GOSTOU QUE ELE DIVULGOU ATO SOCIAL CONTRA A MÍDIA GOLPISTA
AULA MAGNA DE JORNALISMO: CARLOS LATUFF E A IMPRENSA GOLPISTA

O DESEMPENHO DE MARINA SILVA NAS PESQUISAS ELEITORAIS É UM CLARO SINAL DO ERRO COMETIDO NA SUA CAMPANHA

Poderia ter sido diferente...

Da Agência Educação Política

Que Marina Silva errou ao longo da campanha pela presidência da república é ponto quase comum. Ela escolheu colocar Dilma e Serra em um mesmo time, como se fossem a mesma coisa, ao invés de deixar claro que Serra constituía uma oposição total ao governo do presidente Lula e que, se eleito, faria com que o Brasil voltasse a viver no passado, sob a sombra de um governo conservador e contrário a todas as mudanças até então conquistadas pelo atual governo. O Educação Política falou sobre isso em texto publicado recentemente.

No entanto, os erros de Marina Silva parecem ir além dessa simples oposição direta tanto a Dilma, quanto a Serra. A candidata do Partido Verde simplesmente não consegue crescer nas pesquisas. Ela mantém praticamente o mesmo índice desde o começo da corrida eleitoral. Isso é ruim quando se pensa que a candidata poderia chegar ao segundo lugar, deixando os tucanos pra trás, bem no fim da fila.

Por que Marina Silva não cresce nas pesquisas?
Carta Capital
Celso Marcondes

Em todas as pesquisas de opinião sobre as eleições presidenciais, de todos os institutos, há um dado que se mantém praticamente imutável há meses: o das intenções de votos em Marina Silva nas pesquisas estimuladas, sempre entre 8 e 10%, dentro da chamada “margem de erro”.

A 25 dias do pleito, qual a razão deste fenômeno? Acredito que são três os motivos básicos. O primeiro deles vale para explicar também a queda de Serra nos últimos levantamentos: a força do presidente Lula e seu governo e a transfêrencia de prestígio para sua candidata Dilma Rousseff é um fato, a maioria da população está satisfeita com a situaçãodo País.

O segundo se situa no terreno da estrutura: Marina entrou na briga sózinha, sem qualquer coligação a ajudar seu frágil PV, sem dinheiro, sem tempo na tevê. Diante dela, desde o primeiro momento, dois adversários em situação opostas em todos estes quesitos.

O terceiro motivo, de outra natureza e menos óbvio, é o que vale debater. A base do programa de governo de Marina e matriz de seu discurso é a defesa de um desenvolvimento economicamente sustentável para o País(e para o mundo). Não é uma tese de fácil compreensão – ou digestão – para a grande maioria do eleitorado de um país em desenvolvimento, ainda com problemas gravíssimos a serem resolvidos na base de sua pirâmide social. (Texto Completo)

Leia mais em Educação Política:

CRÍTICAS DE MARINA SILVA A JOSÉ SERRA PODEM TER CHEGADO TARDE DEMAIS
MAIS UM CAPÍTULO DA CRÔNICA DA VELHA MÍDIA: AS 21 EDIÇÕES PERFEITAS DO JORNAL NACIONAL
DRAMATURGO VENEZUELANO AFIRMA QUE EM SEU PAÍS NÃO HÁ CENSURA AO TEATRO
PRESIDENTE LULA TEM 30 ANOS DE HISTÓRIA POLÍTICA E A VELHA MÍDIA QUER QUE ELE JOGUE FORA PARA BENEFICIAR O CANDIDATO TUCANO

CRÍTICAS DE MARINA SILVA A JOSÉ SERRA PODEM TER CHEGADO TARDE DEMAIS

Evitar crítica a Serra seria uma estratégia para não se indispor com a grande mídia?

As críticas de Marina Silva a José Serra podem ter chegado tarde demais. A campanha de Marina Silva deixou que José Serra ocupasse um lugar que era dela na campanha, ou seja, alguém que poderia dar continuidade ao governo e que não representava a oposição privatista do PSDB/DEM.

Marina poderia se apresentar como herdeira de Lula porque participou do projeto e teria discordado de alguns pontos ao sair do governo.

Mas para isso, ela precisaria deixar claro que José Serra representa claramente um projeto oposto, ligado ao DEM/PSDB, que tanto criticou os grandes programas sociais do governo, que está há 16 anos em São Paulo e não consegue fazer grandes transformações sociais no estado.

No entanto, Marina preferiu a terceira via, que não existe, elogiando Serra e Dilma, como se Serra e Dilma fossem a mesma coisa. Alertamos sobre isso em texto de junho.

Espertamente, a campanha de José Serra tentou e tenta colar a imagem do candidato tucano ao pós-lulismo, fazendo com que a população seja enganada pela propaganda política. Até imitador da voz do Lula aparece no programa de Serra. Parece que até o momento não conseguiu enganar o povo.

Marina poderia, por exemplo, explorar essa incoerência do tucano, mostrar que ele é oposição e representa uma mudança de rota. Ainda que perdesse as eleições, poderia chegar em segundo lugar. Mas não o fez. Deixou o tucano à vontade.

Marina jogou os adversários num único caldeirão. Parece que não deu certo. As críticas a José Serra podem ter chegado tarde demais.

Leia mais em Educação Política:

HORÁRIO ELEITORAL GRATUITO É UM GRANDE AVANÇO DA DEMOCRACIA BRASILEIRA
EX-GABEIRA, UMA MAGISTRAL FALA DO CANDIDATO A GOVERNADOR DO PSOL, JEFFERSON MOURA, DO RIO DE JANEIRO
DESMAMAR A MÍDIA: BRASIL PRECISA DE LEGISLAÇÃO PARA DEMOCRATIZAR VERBA PUBLICITÁRIA DO GOVERNO COM GRUPOS DE MÍDIA PRIVADOS
FLAGRANTE: VEJA COMO O GOVERNO DE JOSÉ SERRA APLICOU O DINHEIRO PÚBLICO EM SÃO PAULO

A CAMPANHA POLÍTICA SÓ VAI ESQUENTAR QUANDO MARINA SILVA DESCOBRIR QUE JOSÉ SERRA TOMOU O ESPAÇO POLÍTICO DELA

José Serra sentou na cadeira da Marina Silva

A candidata Marina Silva (PV) vai continuar lá em baixo nas pesquisas se não perceber que José Serra tenta a todo o custo ocupar o espaço político dela na corrida presidencial.

Nesta eleição existem três grandes propostas ou espaços de discurso político. O primeiro espaço é o da continuidade, defendido por Dilma Rousseff (PT). É um discurso que prega a manutenção da política do governo com pequenas mudanças, que são do próprio perfil e preocupação de cada candidato. Não poderia ser diferente, ela ficou praticamente 8 anos no governo em cargos importantes e é de certa forma responsável por este governo.

O segundo espaço político seria o de Marina Silva, com uma bandeira de continuidade com algumas mudanças. As críticas poderiam ser explicitadas, mas procurando se identificar com os sucessos do governo. Ela seria também um pouco herdeira do legado de Lula.

O terceiro espaço seria o de José Serra, identificado como oposição, e que apostaria em uma mudança de rumo no governo para que o país melhorasse ainda mais. A campanha de Serra sabe que defender a proposta da oposição é entrar em uma barca furada. Por isso, o discurso dele é meio biruta, perdido, ora vai para um lado, ora vai para outro. Mas é sua única alternativa.

Por isso, problema de Marina Silva é justamente José Serra, que tem procurado fazer um discurso que seria dela, ou seja, manutenção do programa de governo com uma série de mudanças. A campanha de Marina não percebeu isso e se encantou com a terceira via, algo que não existe a não ser no imaginário de políticos sem propostas concretas. Por isso, ela fica criticando tanto o governo quanto a oposição. Enquanto isso, Serra tenta tomar o seu lugar com o apoio da velha mídia.

O problema de Serra é que o discurso não cola porque ele em São Paulo não fez nem de longe um governo que se pudesse dizer que era um espelho do governo Lula. Foi o tradicional governo de direita com neoliberalismo, privatizações, grandes obras, sem avanços na educação e nada de distribuição de renda. Em resumo, um lixo.

A hora que Marina Silva começar a colocar o Serra no seu verdadeiro espaço político, a campanha vai esquentar.

Leia mais em Educação Política:

A PARTIDARIZAÇÃO DA JUSTIÇA É O MAIOR PERIGO À DEMOCRACIA BRASILEIRA PORQUE A ORDEM JURÍDICA SE TORNA JUSTIFICATIVA PARA O GOLPE
GUINNESS WORLD RECORDS: JOSÉ SERRA VAI PARA O GUINNESS BOOK COM TRÊS PEDÁGIOS EM 18 MINUTOS
HUMOR: JOSÉ SERRA HILARIANTE FAZ DECLARAÇÕES SURREAIS E GANHA CHARGE PARA O SERIADO LOST
SERRA É O MAIOR BENEFICIADO COM ABUSO DE PODER ECONÔMICO E POLÍTICO EM RÁDIO, TV E JORNAL, MAS A ESTRATÉGIA É DAR O GOLPE

MARINA SILVA PODE ULTRAPASSAR JOSÉ SERRA E ALGUÉM ACREDITA QUE AÉCIO NEVES É LOUCO DE ENTRAR NESSE BARCO TUCANO?

Duas mulheres no segundo turno?

A ex-ministra Dilma Rousseff está em alta nas pesquisas. É uma alta lenta e consistente, diferente do que apontou o Datafolha na última pesquisa. A dúvida é saber qual será o teto da candidata, o que ninguém sabe. Enquanto isso, o presidenciável José Serra está em queda nas pesquisas, da mesma forma, é uma queda consistente. Não se sabe até quando, mas se José Serra continuar caindo, ele pode ser abandonado pelos tradicionais apoiadores. Nesse caso, ele cairia muito mais e a abriria espaço para a candidatura de Marina Silva crescer.

Esta semana já ouvi comentaristas da grande mídia elogiando a “postura” de Marina Silva. Veja só, Marina pose se transformar na candidata dos conservadores, que se agarrariam nela para tentar tirar o PT do governo. Apesar de ter saído do PT, Marina no PV não representaria a ira que setores da sociedade sentem pelo Partido dos Trabalhadores.

É provável que, numa situação dessas, um grande impulso da mídia surta algum efeito. Dependendo do crescimento de Marina, pode até chegar ao segundo turno. Alguém acredita que o Aécio Neves vai entrar nesse barco tucano.

Leia mais em Educação Política:

JORNALISMO CHAPA ROSA NÃO FALA DA MANIPULAÇÃO DAS TELES PARA DESTRUIR O PLANO NACIONAL DE BANDA LARGA
LULA É A GARANTIA DA DEMOCRACIA CONTRA UM EVENTUAL GOLPE DE ESTADO DOS CORONÉIS DE TOGA, FARDA OU DA MÍDIA
O AZAR DE JOSÉ SERRA: CANDIDATO DO PSDB TEM O BONDE DA MÍDIA, MAS NÃO SE ENCAIXA NO BONDE DA HISTÓRIA
GILMAR MENDES: UMA DAS PIORES HERANÇAS DO PSDB PORQUE É UM LEGADO NA CÚPULA DO PODER JUDICIÁRIO E VITALÍCIO
GRANDE MÍDIA QUER BOTAR A MÃO NO DINHEIRO QUE HOJE VAI PARA INFRAESTRUTURA E NO COMBATE A DESIGUALDADE SOCIAL

MARINA SILVA E AÉCIO NEVES ESTÃO AFOGANDO A NÃO CANDIDATURA DE JOSÉ SERRA NAS ENCHENTES DE SÃO PAULO

Marina Silva também empurra José Serra ladeira abaixo

A pré-candidata a presidência da República, Maria Silva (PV), pode se transformar na queridinha da mídia e dos partidos mais conservadores do Brasil como PPS, PSDB e DEM. Isso se o PSDB não tiver candidato forte para as próximas eleições presidenciais.

A situação de José Serra (PSDB) se complica a cada pesquisa eleitoral. Aécio Neves (PSDB) está só aguardando, sentado na poltrona, assistindo ao esfacelamento do não candidato José Serra. Aécio sabe que se o governador continuar afundando, ele se torna a única alternativa do partido. Ele pode encarar e, mesmo se não ganhar, pode se projetar para 2014.

Mas Aécio pode também não emplacar. Nesse caso, é preciso fazer de Marina Silva a alternativa conservadora do Brasil. Por isso, Marina não quer dar moleza para José Serra. Mesmo que não ganhe, Marina e Aécio tornam-se nomes com grande projeção em futuras eleições.

O fato é que o  não candidato José Serra está se afogando e tem um empurrãozinho da Aécio e Marina.

Leia mais em Educação Política:
ENTIDADES DEVERIAM LEVAR PERSEGUIÇÃO AO JUIZ FAUSTO DE SANCTIS ÀS CORTES INTERNACIONAIS
BOA NOTÍCIA: PROGRAMA DE DILMA ROUSSEFF PREVÊ MAIOR REGULAÇÃO DO ESTADO NA ECONOMIA
PODER JUDICIÁRIO É QUEM MAIS DESRESPEITA A CONSTITUIÇÃO E LIBERA SALÁRIOS ACIMA DO TETO CONSTITUCIONAL
ARGENTINA, DA PRESIDENTE CRISTINA KIRCHNER, MOSTRA QUE INDEPENDÊNCIA DO BANCO CENTRAL É UM ATENTADO À DEMOCRACIA
O MINISTRO DAS COMUNICAÇÕES, HÉLIO COSTA, CONSEGUIU ADIAR O PLANO NACIONAL DE BANDA LARGA; BRASIL É PIOR QUE CHILE E ARGENTINA

SCALZILLI: A CANDIDATURA DE MARINA SILVA À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA E SEUS ENTRAVES POLÍTICOS

Sobre o delírio Marina Silva

Por Guilherme Scalzilli

Jamais discutirei a biografia, o caráter ou as intenções da ex-ministra, que nada têm a ver com pretensões eleitorais.
Sua candidatura não tem chance real de sucesso por inúmeros motivos. Faltam-lhe uma aliança partidária abrangente, tempos de rádio e TV, investimentos, palanques regionais, militância numerosa e qualificada. A experiência e o perfil de Heloísa Helena a sufocam ou, na melhor das hipóteses, anulam suas especificidades. E, convenhamos, atrair Gilberto Gil, Protógenes Queiroz ou Nelson Mandela não trará enormes benefícios junto a eleitorado majoritariamente conservador e preconceituoso.
Um projeto monotemático (seja ambiental ou qualquer outro) é insuficiente para empreitada desse porte. O pretenso diferencial da “honestidade” e do apelo moral pode ser encontrado em todo e qualquer discurso de campanha. E bastará revelar as ligações de Marina com a igreja evangélica e outros misticismos ultraconservadores para que ela perca o deslumbramento do eleitor progressista.
Quem ignora essas dificuldades insanáveis está ludibriando o distinto público.
Ademais, há sim o fator político. Sua militância reagirá bem quando ela sair na foto abraçada com Zequinha Sarney? Marina subirá no palanque fluminense do neotucano Fernando Gabeira, junto a lideranças do DEM (PFL) e do PSDB local? Como se portará em São Paulo, onde o PV apóia José Serra e Gilberto Kassab? Será omissa no segundo turno, prejudicando seu antigo partido e favorecendo o retorno da “direita liberal” que tanto combateu?
Até as pranchetas do Datafolha sabem que a disputa presidencial será plebiscitária e polarizada; feliz ou infelizmente, Marina permanecerá apartada desse embate. A imprensa serrista comemora sua pré-candidatura porque ainda parece conveniente para dividir os votos de Dilma Rousseff. É só Marina começar a enfraquecer José Serra que o bondoso governador tratora tudo e acaba com essa brincadeira sem graça.

Leia mais em Educação Política
A SAÍDA DE MARINA SILVA É RUIM PARA O PT, MAS BOM PARA O BRASIL. O PT SE TORNA FORNECEDOR DE CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA
INTERNAUTA: ARARAQUARA TEM 18 DIRETORES DE ESCOLA PROCESSADOS POR EMPENHAR NOTAS FICAIS FRIAS E LIGADOS AO PSDB
RESPOSTA DA REDE RECORD À REDE GLOBO EXPÕE A TRAGÉDIA DO MONOPÓLIO DA INFORMAÇÃO NO BRASIL
BANCO DO BRASIL DÁ UMA LAVADA NOS BANCOS PRIVADOS, EMPRESTA DINHEIRO MAIS BARATO E AJUDA O BRASIL A SAIR DA CRISE

A SAÍDA DE MARINA SILVA É RUIM PARA O PT, MAS BOM PARA O BRASIL. O PT SE TORNA FORNECEDOR DE CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA

Senadora Marina Silva é mais um quadro do PT com projeção nacional

Marina Silva é mais um quadro do PT direto para a presidência da Repúblcia

A saída de Marina Silva do PT é com certeza ruim para o PT, mas bom para o Brasil.

O PT está se tornando o principal formador de quadros nacionais, com condições para se candidatar à presidência da República. Hoje as correntes internas do PT não têm tanta importância. O partido está dividido entre o Lulismo (aceitando as imposições do presidente) e os tradicionais.  Quando não há mais espaço, o melhor pode ser sair. É o que fez Marina Silva.

É possível que já na próxima eleição presidencial, os candidatos oriundos do PT sejam praticamente 50% dos candidatos. Veja só: Dilma Rousseff (PT), Heloisa Helena (Psol), Cristóvam Buarque (PDT) e agora Marina Silva (PV). Não sei se estou esquecendo algum.

Nada disso garante um bom governo de qualquer um desses candidatos, mas mostra que o PT tende a perder grandes nomes e a fortalecer outras legendas de esquerda ou de centro  nos próximos anos.

Isso é teoricamente bom porque faz com que esses quadros ocupem o espaço de representantes das oligarquias centenárias do Brasil e que sustentam essa desigualdade reinante.

Leia Mais em Educação Política:
SENADORES DO PSDB ESTÃO AFUNDADOS EM AÇÕES JUDICIAIS NO SUPREMO, ENQUANTO PT NÃO TEM NENHUM SENADOR COM PROCESSO NO STF
NOVA ELEIÇÃO PODERIA SER UMA SAÍDA PARA A CRISE NO SENADO
DEM, PARCEIRO DOS TUCANOS, ENTRA ATÉ NA JUSTIÇA CONTRA AS COTAS EM UNIVERSIDADE AFIM DE CONCENTRAR MAIS A RENDA NO BRASIL
GILBERTO KASSAB DÁ AULA DE COMO CONCENTRAR RENDA AO RESTRINGIR O ACESSO DE ÔNIBUS FRETADOS AO CENTRO DE SÃO PAULO
CRISE DO SENADO FEDERAL: TOTAL PRESUNÇÃO DE INOCÊNCIA NA POLÍTICA E NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA É COMBUSTÍVEL PARA CORRUPÇÃO
%d blogueiros gostam disto: