Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos de tags: protesto

“FAÇA AMOR, NÃO FAÇA SERRA”: UM PROTESTO CULTURAL CONTRA A ORDEM EXCLUDENTE DE SÃO PAULO

Por Altamiro Borges
“Faça amor, não faça Serra”
Existe amor em SP?
Fazia tempo que eu não presenciava na capital paulista uma manifestação tão generosa, criativa e carregada de energia. Um ato com tantas tribos, expressão maior da unidade na diversidade. Um protesto com tantos jovens, o que relativiza o dogma sobre o ceticismo político da juventude. A manifestação “Existe Amor em São Paulo”, que lotou a Praça Roosevelt, no centro da cidade, merece ser valorizada e estudada. Segundo os seus organizadores, ela reuniu cerca de 30 mil pessoas durante toda a tarde deste domingo (21).
Ela foi convocada nas redes sociais por vários movimentos culturais e libertários, como a galera do coletivo Fora do Eixo. Não foi um ato partidário de apoio à candidatura de Fernando Haddad para a prefeitura paulistana. Mas foi um ato eminentemente político, de repúdio à gestão elitista e excludente do prefeito Gilberto Kassab e também de rechaço ao tucano José Serra, que se aliou aos setores mais reacionários da sociedade e tornou-se o porta-voz de suas bandeiras fascistóides, como o estímulo ao ódio homofóbico.
No meio da multidão, uma enorme bandeira com a foto do revolucionário Che Guevara. Muitos jovens estamparam no peito o adesivo da campanha de Fernando Haddad. Cartazes protestaram contra as abusivas “proibições” impostas pelo prefeito conservador. Nos vários palanques montados na praça recém-inaugurada, variedades de apresentações musicais e alguns discursos exigindo uma cidade mais humana e solidária, livre de preconceitos e intolerância, com mais integração cultural e social entre os seus habitantes.
Um dos textos difundidos pelas redes sociais evidenciou o caráter político da manifestação. “Há anos SP vem se tornando mais agressiva, repressiva, individualista, proibida, militarizada. Enquanto as favelas pegam fogo e a polícia ganha status de milícia, o poder político tenta acabar com o público em prol do privado. Acabar com a festa em prol do silêncio. Acabar com o pobre em prol do rico. Acabar com a justiça em prol da ordem”. Contra toda essa regressão, milhares de jovens lotaram a Praça Roosevelt.
A mídia hegemônica não entendeu – ou fingiu não entender – o caráter político do ato contra as forças de direita de São Paulo. O portal G1, das Organizações Globo, registrou a presença de mais de 8 mil pessoas num evento cuja “intenção é mostrar para Fernando Haddad e José Serra que a capital paulista precisa de mais atenção para a cultura”. É como se o ato fosse neutro, sem qualquer opção política dos participantes. Na mesma linha, o sítio UOL, do Grupo Folha, tentou descaracterizar as razões do protesto.
Uma das mensagens usadas para convocar todas aquelas tribos foi explícita: “Faça amor, não faça Serra”. A mídia demotucana fingiu desconhecer este slogan tão criativo e irreverente.

Veja mais em Educação Política:

SOB O LEMA “TOMAR AS RUAS” INDIGNADOS VOLTARAM ÀS PRAÇAS DA ESPANHA PARA CELEBRAR ANIVERSÁRIO E MOSTRAR QUE ESPÍRITO DA MUDANÇA CONTINUA VIVO

Eles voltam às praças…

No último fim de semana, os indignados voltaram às praças da Espanha para celebrar o aniversário dos protestos e também para mostrar que o seu espírito de luta e mudança da ordem capitalista, excludente e injusta, vigente continua mais vivo do que nunca.

Mesmo depois dos primeiros impulsos e do desmantelamento do acampamento dos manifestantes, que ocorreu em junho do ano passado, o movimento continuou atuando nas redes sociais, apenas perdeu um pouco da intensa visibilidade midiática que teve no início. Em Madri, os manifestantes voltaram a ocupar a Puerta del Sol, praça central da cidade, e não se importaram com a proibição de manifestação depois das 22h.

Continuaram empunhando suas frases de luta, batendo nos tambores, mesmo porque continua a crise econômica na Espanha e nos demais países da Europa. A situação da juventude continua ruim, marcada por desemprego e falta de oportunidade, os indignados não têm porque se sentirem menos indignados e foi isso que eles quiseram demonstrar voltando às ruas.

A sociedade atual com seu capitalismo desenfreado, egoísta ao máximo, embora aparentemente generoso, é insustentável e pede nada menos que a indignação máxima! A mudança em um sistema tão enraizado leva tempo e os indignados sabem disso, por isso continuam a resistem…

Veja trecho de texto sobre o assunto, da Agência France Press, publicado pela Carta Capital:

‘Indignados’ voltam às praças da Espanha em seu primeiro aniversário
Da Agência France Press

MADRI (AFP) – Milhares de ‘indignados’, o movimento social nascido há um ano em protesto contra a crise econômica, os políticos e os excessos do capitalismo, voltaram às praças da Espanha neste fim de semana, no pontapé inicial de quatro dias de mobilizações para demonstrar que seu espírito continua vivo. Sob o lema “Tomar as ruas”, os ativistas, em sua maioria jovens mobilizados por meio das redes sociais, convocaram concentrações em 80 cidades do país. Em Madri, os manifestantes voltaram a ocupar a Puerta del Sol, a praça do centro da capital onde nasceu o movimento, e pretendem ficar lá até terça-feira, quando será celebrado o aniversário dos protestos.

Desde que o acampamento foi desmantelado, no dia 12 de junho do ano passado, o movimento perdeu visibilidade nos meios de comunicação, mas seguiu vivo nas redes sociais, nas assembleias de bairro e na luta contra a exclusão, embora com menos seguidores. “Os que permaneceram são os mais conscientes, atuando em ações setoriais, como, por exemplo, opondo-se aos despejos”, afirma Antonio Alaminos, professor de sociologia da Universidade de Alicante. Desta vez, os manifestantes pretendem ficar no local até terça-feira. “Não será um acampamento, e sim uma assembleia permanente”, explica Luis, porta-voz do movimento.

Na capital espanhola, os manifestantes pareciam não ter a intenção de respeitar a proibição oficial de não se manifestar depois das 22 horas e de voltar a reeditar sua “assembleia permanente” do ano passado, que durou semanas. Com a noite avançada, milhares de “indignados” continuavam na grande praça, sentados em círculos, conversando ou tocando tambores, observados pelos veículos da polícia estacionados próximos. (Texto completo)

Leia mais em Educação Política:

PESQUISA REVELA QUE GRUPOS XENÓFOBOS LIGADOS A MOVIMENTOS POPULISTAS TENDEM A CRESCER NA EUROPA
A REVOLUÇÃO MUNDIAL ESTÁ VINDO: INDIGNADOS SE ESPALHAM PELO MUNDO E DIZEM NÃO A TODO UM MODELO DE FUNCIONAMENTO DA ECONOMIA MUNDIAL
PELA PRIMEIRA VEZ NA HISTÓRIA, O MUNDO PROTESTA CONTRA O SISTEMA FINANCEIRO E NÃO CONTRA UM GOVERNO
A UTOPIA QUE NOS FAZ CAMINHAR: UM ELOGIO AO DELÍRIO, À IMPERFEIÇÃO E AO TEMPO PRESENTE, POR EDUARDO GALEANO

ESTUDANTES DE PÓS-GRADUAÇÃO PROTESTARAM NA ÚLTIMA QUINTA-FEIRA CONTRA A FALTA DE REAJUSTE DAS BOLSAS

Pós-graduandos: quatro anos sem reajuste

Na última quinta-feira (29/03), estudantes de pós-graduação de universidades de todo país organizaram um protesto utilizando o twitter e fazendo panfletagens e aulas públicas durante o dia para denunciar a falta de reajuste nas bolsas de pós-graduação, que, há pelo menos quatro anos, não têm o valor atualizado pelo governo federal.

As bolsas oferecidas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) giram em torno de R$ 1,2 mil para o estudante de mestrado e R$ 1,8 mil para o de doutorado.

Levando em conta que o reajuste nos valores não acontece há quatro anos e que, em contrapartida, os outros setores de serviços tiveram seus valores devidamente ajustados, o estudante de pós-graduação é obrigado a fazer sacrifícios pessoais para continuar suas pesquisas, diz notícia publicada pelo Terra, e arcar com as suas desposas pessoais e também de formação, o que inclui cursos, livros, material, e uma série de outras coisas.

A notícia do Terra cita ainda que a Capes informou, por meio de sua assessoria, que considera legítima a demanda dos estudantes, mas que a decisão não depende só da Agência, além disso, eles alegam que apesar do valor das bolsas não ter aumentado, a quantidade de bolsas concedidas aumentou de 2008 pra cá.

No entanto, a quantidade de bolsas não aumentou para todas as áreas. Inclusive, depois que a presidente Dilma Rousseff assinou um decreto dizendo que a prioridade no incentivo à pesquisa no Brasil será para as áreas de ciência e tecnologia, a área das ciências humanas, por exemplo, saiu sensivelmente prejudicada.

Sem contar que, se fizermos uma comparação, veremos que o valor das bolsas concedidas pelas agências que financiam a pesquisa em nível estadual é maior e possui muito mais benefícios do que a bolsa do governo federal. Diante desse cenário, os estudantes têm mesmo que se organizar, pois parece que em um país que quer ser visto como desenvolvido, a pesquisa e a educação não parecem estar recebendo a atenção que merecem.

Veja trecho da notícia sobre o assunto:

Sem reajuste há 4 anos, alunos de pós-graduação fazem protesto
Da Redação do Terra

Estudantes de universidades de todo o País realizam um protesto nesta quinta-feira para cobrar do governo federal o reajuste das bolsas de pós-graduação. O valor pago aos estudantes de mestrado e doutorado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) é o mesmo há quatro anos.

Segundo a Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG), o valor das bolsas está totalmente defasado e obriga os estudantes a sacrifícios pessoais para continuarem suas pesquisas. “Para se dedicarem exclusivamente aos estudos, os pós-graduandos contam apenas com o valor da bolsa para se manter e investir em sua formação, o que torna os atuais valores insuficientes”. Para mestrado, a bolsa é de R$ 1,2 mil e para doutorado o valor fica em R$ 1,8 mil.

Durante o dia, os estudantes de diversas universidades fazem panfletagens e aulas públicas. A partir das 16h foi agendado uma mobilização no microblog Twitter para divulgar a demanda dos estudantes. (Texto completo)

Leia mais em Educação Política:

ESCOLA DO MST LOCALIZADA NO MUNICÍPIO DE ABELARDO LUZ, EM SANTA CATARINA, TEM A MELHOR NOTA DA CIDADE NO ENEM
MEC DEFINE PISO NACIONAL PARA OS PROFESSORES EM R$ 1.451 PARA 2012, MAS MAIORIA DOS GOVERNOS ESTADUAIS NÃO CUMPRE A LEI
USP LIDERA RANKING DAS UNIVERSIDADES QUE MAIS FORMAM DOUTORES NO MUNDO, MAS BUSCA PELA QUALIDADE CONTINUA
ESSE BLOCO DE CARNAVAL É PARA SEGUIR O ANO TODO

ARTISTAS FAZEM MAIS UM PROTESTO NESTE INTERMINÁVEL DESCALABRO DA CULTURA DE CAMPINAS (SP); É O LEVANTE CULTURA NA DESINAUGURAÇÃO DO TEATRO CASTRO MENDES

Em Campinas a arte está no lixo

Músicos, atores e dançarinos e outros fazem nesta quinta-feira, em Campinas, mais um protesto contra a situação terrível por que passa a cidade na área cultural. Os espaços públicos estão caindo aos pedaços há vários anos e o dinheiro, sem transparência da gestão pública, vai para o ralo da corrupção. A manifestação que terá música, teatro e dança acontecerá às 18h em frente ao  tradicional Teatro Castro Mendes, fechado há anos para reforma.

O PT tem boa culpa nessa história, principalmente a direção nacional, que forçou uma adesão do partido à candidatura de Hélio de Oliveira Santos (PDT), que foi cassado, junto com o vice petista, Demétrio Vilagra. É impressionante, mas quando o PT entra à reboque de outro partido é quase certo que dá caca. Foi assim no Rio de Janeiro na parceria Anthony Garotinho e Benedita da Silva. O PT do Rio nunca mais se recuperou.

Em Campinas, o desgaste do partido foi grande e nomes de outros partidos devem entrar com força nas próximas eleições. Esperamos que o novo prefeito faça alguma coisa pela arte da cidade. Mas sem transparência nas contas públicas, sem transparência total nas cidades, não há solução.

Leia mais em Educação Polítca:

AI SE EU TE PEGO: PIRATARIA É SE APROPRIAR DE BENS CULTURAIS DA HUMANIDADE E COBRAR DIREITO AUTORAL
A LÓGICA DO LUCRO E DO AMOR NO DIREITO AUTORAL
PRIMUS, PEÇA DA BOA COMPANHIA, IMPRESSIONA PELA QUALIDADE TÉCNICA E ESTÉTICA, MAS AO FINAL FICA UMA QUESTÃO…
MICHAEL MOORE É GENIAL EM SICKO; É O CHARLES CHAPLIN QUE OS EUA NÃO PODEM EXPULSAR

REITOR DA USP, JOSÉ GRANDINO RODAS, COLABOROU COM A DITADURA E FAZ MILITARIZAÇÃO DA USP, INICIADA NO GOVERNO DE JOSÉ SERRA, DIZ PROFESSOR

Militarização da USP

Veja entrevista do professor Luiz Roberto Martins, da Escola de Comunicações e Artes da USP, em que fala da tentativa de José Serra de privatizar a pesquisa e sobre a origem dos problemas da universidade. 

PS. Detalhe, não da entrevista, mas a Folha de S.Paulo que está se referindo aos alunos como “grupo” e não estudantes. Essa Folha…

vi no Com Texto Livre

Leia mais em Educação Política:

FAÇA JUS, TODO POLÍTICO DEVERIA IR PARA O SUS
LULA É UM DOS MAIORES DEMOCRATAS QUE ESTE PAÍS JÁ TEVE NA PRESIDÊNCIA
BARBARIDADE TCHÊ: FAZENDEIROS QUE SE UTILIZAM DO TRABALHO ESCRAVO TÊM CURSO SUPERIOR, SÃO DO SUDESTE E FILIADOS AO PSDB, PMDB E PR
SÓ A DEMOCRACIA PERMITE MANIFESTAÇÃO E COMBATE À CORRUPÇÃO

VÍDEO: JOVENS ACORDAM DO PESADELO REPUBLICANO DO MEDO E PROTESTAM NOS EUA

Os jovens americanos estão acordando do medo imposto aos cidadãos daquele país depois do 11 de setembro. O país, que se dizia a principal democracia do mundo, parece agora ter dificuldade de lidar com os protestos e com a própria democracia.

Policiais agem violentamente contra os manifestantes, com agressões e spray de pimenta. É o pesadelo americano.

Veja mais em Educação Política:

MAIS DE 400 MIL ISRAELENSES SAEM ÀS RUAS PEDINDO JUSTIÇA SOCIAL E MUDANÇAS NA POLÍTICA ECONÔMICA DO PAÍS
A ONDA DE PROTESTOS QUE AVANÇA PELA INGLATERRA É CONSIDERADA A MAIS GRAVE DESDE A DÉCADA DE 1980
MORADORES DE RUA DE SP DENUNCIAM O DESCASO DO PODER PÚBLICO QUE OS TRATA COM VIOLÊNCIA, NEGLIGÊNCIA E DEBOCHE
QUILOMBOLAS PROMETEM PROTESTOS NOS PRÓXIMOS MESES PARA GARANTIR A REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA DE SUAS TERRAS

GILMAR MENDES DEVERIA IR EMBORA DO STF: NOS ESTADOS UNIDOS ATÉ A BELA DARYL HANNAH É ALGEMADA

Justiça, a cínica

Nos Estados Unidos, algema não é só para pobre

No Brasil, ladrão de galinha tem o rigor da lei. Já os bandidos que assaltam os cofres públicos são tratados como VIPs.

Gilmar Mendes, ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) levantou a bandeira do tratamento de princesa para assaltantes de colarinho branco.

Basta a Polícia Federal botar na cadeia alguns graúdos que fazem o serviço sujo da política, a corrupção, para que se levantem vozes contra as algemas.

Bandido rico não pode receber algemas. É aquela coisa: “machuca a mãozinha que rouba tão bem”,  “Estraga as unhas”, “humilha”. “Quer suquinho?”

É assim que tem de tratar quem literalmente rouba o dinheiro público e deixa milhares de pessoas morrendo sem atendimento de saúde no Brasil.

Bem dito, aqui no Brasil, já nos Estados Unidos é um pouco diferente.

Veja a foto da maravilhosa Daryl Hannah sendo presa, algemada, após participar de um protesto. É certo que Daryl Hannah nem deveria ser presa por se manifestar. Ainda mais algemada. Protesto nos EUA, país da liberdade, dá algemas.

Viva o Brasil! Viva Gilmar Mendes!

Leia mais em Educação Política:

MORTE DA JUÍZA PATRÍCIA ACIOLI MOSTRA QUE BRASIL PRECISARÁ DE 100 ANOS PARA SE LIVRAR DO DANO CAUSADO PELA DITADURA
CARDOZO É UM NOVO GILMAR MENDES, NÃO QUER ALGEMAS PARA BANDIDO RICO QUE ROUBA A POPULAÇÃO BRASILEIRA
CASTELO DE AREIA: A JUSTIÇA NÃO É CEGA, É CÍNICA
A REAL AMEAÇA À DEMOCRACIA: ACUSADOS DE CORRUPÇÃO DA ELITE SE DÃO BEM NA JUSTIÇA COM FRESCURAS PROCESSUAIS

VÉUS AO VOLANTE: MULHERES SAUDITAS TENTAM MUDAR A REALIDADE DE UM DOS PAÍSES MAIS CONSERVADORES DO PLANETA

Na direção da revolução!

Ao contrário das grandes manifestações e protestos que têm acontecido no mundo árabe, reunindo multidões e mais multidões na luta por democracia, dessa vez, o oriente foi palco de um protesto silencioso, quase imperceptível de tão discreto, mas não menos importante e legítimo que o primeiro.

Na última sexta-feira, 17 de junho, várias mulheres sauditas portadoras de carteira de habilitação internacional saíram às ruas dirigindo seus carros como sinal de protesto contra a prisão de uma mulher no mesmo país alguns dias antes justamente por dirigir seu próprio carro.

Na Arábia Saudita, um dos países mais conservadores do mundo, não há nenhuma lei civil que proíba as mulheres de dirigir, mas como a prática não é bem vista pela religião, não são concedidas carteiras de habilitação a elas, o que as leva a conseguir as carteiras no exterior. Mesmo assim, Manal al-Sharif, de 33 anos, acabou presa por algo como “apologia ao crime”, depois de colocar um vídeo no YouTube mostrando a sua atitude.

O protesto das mulheres sauditas por melhorias na sua condição social, política e cidadã é importante por representar a possibilidade de que mudanças efetivas aconteçam em um dos países mais conservadores do mundo. Este prostesto feminino representa a consciência das mulheres mulçumanas que, mesmo formadas no seio de outra cultura, aspiram pela liberdade e pelo direito de dirigir a própria vida, não apenas um carro. Enfim, elas se mostram, mesmo por trás dos véus!

Véus ao volante, perigo para o rei
Redação Carta Capital

Há anos, as sauditas são frustradas por promessas não cumpridas de melhora em sua condição. Há seis anos, quando das primeiras eleições municipais no país, o governo prometeu que da próxima vez elas participariam – mas há eleições este ano e não lhes foi permitido registrar-se como eleitoras. Também em 2005, o rei prometeu autorizá-las a dirigir, o que também não aconteceu.

Cansada de esperar, Manal al-Sharif, de 33 anos, saiu com seu carro em maio, o que a rigor não é ilegal, apesar de condenado pelas autoridades religiosas wahabitas. Nenhuma lei civil proíbe explicitamente as mulheres de dirigir. Apenas não lhes são concedidas habilitações – mas ela conseguira uma carteira internacional no exterior.

Mesmo assim, ela foi presa e acusada de -“perturbação social” por postar um vídeo de sua façanha no YouTube. “Apologia ao crime”, como diriam, por aqui, desembargadores paulistas e blogueiros conservadores. Mas, em vez de intimidar, a ação policial indignou as compatriotas. A campanha Women2Drive ganhou corpo no Facebook e convocou mulheres com habilitações internacionais a dirigir na sexta-feira 17 de junho, em protesto contra a proibição, que foi a primeira ação desde novembro de 1990, quando 47 sauditas dirigiram 15 carros por Riyadh antes de serem presas. (Texto completo)

Leia mais em Educação Política:

DIFERENTE DO EGITO E DA TUNÍSIA, REVOLTA NA SÍRIA SE APROXIMA DA LUTA ARMADA E MERGULHA O PAÍS NO CAOS
A REVOLUÇÃO AGORA É TUITADA
A REVOLUÇÃO NO MUNDO ÁRABE ESTÁ SÓ COMEÇANDO, DEPOIS DOS PROTESTOS É HORA DE MATERIALIZAR A MUDANÇA
EGITO: POPULAÇÃO DESCOBRE A FORÇA QUE TEM E FAZ A HISTÓRIA

TRAGICÔMICO: POLÍCIA DO RIO DE JANEIRO REPRIME ATÉ PROTESTO EM FORMATO DE MISSA NA VISITA DE BARACK OBAMA

A cena do vídeo abaixo é trágica e ao mesmo tempo tem uma certa comicidade. No vídeo, manifestantes ficam numa espécie de missa contra a visita de Obama ao Brasil. Ao final, uma violenta ação da polícia contra a “oração política”.

O vídeo me lembrou uma cena do filme Cronicamente Inviável, de Sérgio Bianchi, em que trabalhadores rurais viram uma massa de manobra na mão de alguns líderes.

Para variar, a polícia do Rio reprime até manifestação em formato missa. Polícia do Rio foi subserviente.

Veja mais em Educação Política:

OBAMA SABE O QUE DIZ, MAS DIPLOMACIA NORTE-AMERICANA É DE EXTREMA-DIREITA E COM PENSAMENTO PREPOTENTE
REVISTA VEJA SE INSPIRA NA DIREITA NORTE-AMERICANA, VEJA O NÍVEL DA BAIXARIA QUE ACONTECE POR LÁ
UNASUL É MAIS UM INCONTESTÁVEL AVANÇO QUE A DIPLOMACIA BRASILEIRA AJUDOU A CONSTRUIR NA AMÉRICA DO SUL

EGITO: POPULAÇÃO DESCOBRE A FORÇA QUE TEM E FAZ A HISTÓRIA

Seria uma revolução democrática das arábias?

Os dezoito dias de protestos no Egito contra o ditador Hosni Mubarak, 82, são uma aula de história e mostram o poder que tem a população.

O certo é que esses eventos tendem a acontecer cada vez mais com a democratização da informação e com a consolidação cada vez maior de valores democráticos.

O Egito é um país autoritário com uma ditadura com mão de ferro que durou 30 anos, mas que para os brasileiros sempre foi uma coisa muito distante. No Brasil, só existem as ditaduras cubana e chinesa, que afrontam ideologicamente os Estados Unidos. Mas existem outras financiadas pelos Estados Unidos e que não são notícia por aqui. Agora parece se descobrir que no Egito há uma ditadura de 30 anos.

Os protestos da população prometem um novo significado para a democracia. Ela pode chegar aos países árabes e se fortalecer ainda mais como a melhor forma de governo. É isso que se espera desses maravilhosos acontecimentos políticos. Um povo construindo sua história.

O Brasil passou por momentos difíceis após o fim da ditadura militar, mas bastaram 30 anos de democracia para o país começar a acertar o passo. O povo do Egito talvez também tenha descoberto os avanços internacionais do Brasil nos últimos anos, graças a sua recente democracia.

Leia mais em Educação Política:
LEI DE RESPONSABILIDADE EDUCACIONAL É ÓTIMA IDEIA, MAS PODE TRANSFORMAR A VIDA DOS PROFESSORES EM UM INFERNO
SENADOR TIRIRICA: ÁLVARO DIAS DO PSDB, EX-QUASE-VICE DO SERRA, É MAIS ENGRAÇADO QUE O PALHAÇO DEPUTADO
A MICROFÍSICA DO CORONELISMO: A PREPOTÊNCIA POLÍTICA PRESENTE NA REVISTA VEJA CONTAMINOU A SOCIEDADE BRASILEIRA
EMPRESAS DE TELEFONIA ACHINCALHAM BRASILEIROS E ESSE É UM GRANDE DESAFIO PARA O GOVERNO DE DILMA ROUSSEFF

INCRÍVEL: PROTESTO CONTRA O PIG ATÉ NO EGITO

VÍDEO MOSTRA ARTISTAS DE CAMPINAS EM MANIFESTAÇÃO CONTRA A FALTA DE POLÍTICA CULTURAL DO PREFEITO HÉLIO DE OLIVEIRA SANTOS

LEVANTE CULTURA: GOVERNO DO DR. HÉLIO (PDT) EM CAMPINAS É UM VERDADEIRO DESASTRE PARA ÁREA CULTURAL DA CIDADE

Artistas foram às ruas

O governo do prefeito de Campinas, Hélio de Oliveira Santos (PDT), foi e continua sendo um total desastre para a cultura de Campinas. A cidade, com certa de 1 milhão de habitantes no interior de São Paulo, é um centro teatral e de dança, reconhecido pela população e pelas políticas do governo federal ao financiar Pontos de Cultura.

O governo do Dr. Hélio, como é conhecido o prefeito, simplesmente abandonou qualquer política cultural. O patrimônio, sejam museus ou teatros, estão caindo aos pedaços.

Para se ter uma ideia da importância da área cultural para o prefeito, basta dizer que durante o primeiro mandado, ele manteve um secretário de Cultura interino e importado de outra cidade. Sim, interino por anos e anos.

Insatisfeitos com o descaso, artistas se organizaram e agora promovem um levante cultural contra a falta de política cultural do município. Os organizadores do movimento, veja Blog Levante Cultura, estão reunindo fatos em um Dossiê sobre o descaso. Nele, constarão, por exemplo, falta de pagamento para artistas que prestaram serviços, burocracia e cobranças de taxas abusivas para o uso do solo para manifestação artística.
Veja a seguir texto do Levante Cultura Saiba mais

JOSÉ SERRA VAI APRESENTAR O NADA NA CAMPANHA PRESIDENCIAL; PRÉ-CANDIDATO DO PSDB ENFRENTA PROTESTO NO ESTADO EM QUE GOVERNA

Protesto de professores na Avenida Paulista

O candidato (ou não candidato) do PSDB à presidência da República enfrenta protestos que pipocam pelo estado de São Paulo. Durante a semana foram os professores na região metropolitana da Capital e no final de semana foram os servidores da área de saúde, em Ribeirão Preto.

Não há nada de novo no governo Serra em São Paulo. Até na publicidade oficial do estado, o que se vê são políticas feitas durante o governo Mário Covas e prolongadas durante anos. As mudanças, todas de tons autoritários e conservadoras,  só geraram conflitos e insatisfação da população e de servidores públicos que chegaram a entrar em greve.

A única novidade socialmente interessante na linha legalista é a proibição do fumo em locais fechados por preservar o direito dos não fumantes. José Serra vai apresentar o nada na campanha presidencial.

Pelo jeito, o governador aposta todas as fichas na mídia para ludibriar o eleitor. Isso se nota quanto afirma que os movimentos  grevistas em São Paulo “não significam nada”. Ou seja, não significam nada porque não terão cobertura da mídia.

É provável que Serra tenha um grande plano de mídia já definido com os empresários do setor. Mas qual será esse plano? Serão as matérias com acusações de doleiros sem provas como as da revista Veja? Ou será que há algo com um jornalismo melhor?

Veja trecho da matéria do Estadão:

“Sob protestos de professores e de funcionários da área da Saúde, o governador de São Paulo, José Serra, voltou a minimizar hoje a greve dos docentes da rede estadual de ensino, durante visita a Ribeirão Preto (SP). “Não tem greve, isso é um movimento que não significa nada”, disse Serra após cerimônia que marcou a inclusão do setor de reabilitação do Hospital das Clínicas (HC) da Universidade de São Paulo (USP) na rede Lucy Montoro.” (Texto integral no Estadão)

Leia mais em EducaçãoPolítica:
ONU DIZ QUE GOVERNO LULA REDUZIU POPULAÇÃO EM FAVELAS E ISSO É UMA EFICIENTE POLÍTICA INTEGRADA DE SEGURANÇA, SAÚDE E EDUCAÇÃO
ÓTIMA NOTÍCIA: CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA (CONFEA) ENTRA NA LUTA CONTRA A CORRUPÇÃO EM OBRAS PÚBLICAS
LEGISLAÇÃO QUE OBRIGASSE GOVERNOS A DETALHAR E SIMPLIFICAR PROJETO EXECUTIVO DE OBRA PÚBLICA EVITARIA MUITA CORRUPÇÃO
BRASIL INCENTIVA CORRUPÇÃO NA JUSTIÇA COM PRÊMIO DE APOSENTADORIA INTEGRAL PARA JUIZ CORRUPTO
EMPRESÁRIOS ESTÃO FUGINDO DO CABRESTO DA GRANDE MÍDIA; OS INTERESSES NEM SEMPRE COINCIDEM

FOTÓGRAFO DA AGÊNCIA BRASIL, MARCELLO CASAL JR, PRODUZ FOTOJORNALISMO E ARTE EM PROTESTO CONTRA GILMAR MENDES

O fotojornalismo pode também ser arte. É isso o que mostra o fotógrafo Marcello Casal Jr  da Agência Brasil. Ele construiu belas imagens em protesto que pediu o impeachment do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes.

Acredito que nunca na história desse país, como diria Lula,  houve protesto para retirar um ministro da mais alta corte de justiça. É um sintoma de como o atual presidente politizou a corte.

Veja mais em Educação Política:
ÁRIDO MOVIE: O SERTÃO VAI VIRAR HOLLYWOOD OU HOLLYWOOD VAI VIRAR SERTÃO
TRECHOS DA ENTREVISTA HISTÓRICA DE PATCH ADAMS NO RODA VIVA DA TV CULTURA

A FOTOGRAFIA QUE REFAZ O REAL
ESTÁ NA HORA DA CPI DO GILMAR MENDES; PROCURADORES DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL ASSINAM MANIFESTO CONTRA NOTIFICAÇÃO DE JUÍZES QUE APOIARAM FAUSTO DE SANCTIS

JUÍZES FAZEM PROTESTO HOJE ÀS 17H EM SÃO PAULO

População dever comparecer ao protesto de juízes que acontece hoje às 17h.

Os juizes federais de São Paulo fazem nesta terça-feira, às 17h, um ato de desagravado em solidariedade ao juiz Fausto De Sanctis, da 6ª Vara Federal Criminal de São Paulo, que decretou a prisão do banqueiro Daniel Dantas, dono do Grupo Opportunity. O ato ocorrerá em frente ao Fórum Criminal de São Paulo, na Rua Ministro Rocha Azevedo. (leia mais no IG)

%d blogueiros gostam disto: