Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos de tags: utopias

NA GRANDE QUANTIDADE DE PROMESSAS DAS ELEIÇÕES SUBJAZ A UTOPIA DE UMA SOCIEDADE MELHOR A CADA DIA

Promesseiros, de Celso Abreu

É comum ter durante as eleições as promessas mirabolantes e também as promessas realistas. Descrentes, muitas pessoas dizem que o discurso político é só promessa e mais nada. E parte da população tem razão. Muitos políticos apenas prometem porque o seu histórico não permite ultrapassar limites impostos por uma realidade determinada. Mas os grandes políticos são aqueles que desafiam a realidade e desafiam a realidade com promessas.

É bastante fácil dizer que vai melhorar a educação, a saúde, a segurança etc, mas não é só isso que acontece durante as eleições. No pano de fundo das promessas perpassa um pequeno e frágil leito de aspirações sociais, sonhos e utopias. Nos detalhes, nas construções e debates com a população e com outros candidatos, aparecem as promessas que aparentemente parecem utópicas (no sentido de irrealistas), mas durante essas discussões são geradas alternativas e soluções para que se concretizem. É nesse subterrâneo das promessas que são geradas as utopias capazes de se transformar em realidade.

Se hoje temos uma atendimento médico ruim no sistema público, as promessas vão surgir para tentar resolver essa questão e no debate podem surgir grandes ideias que são postas em práticas. Algumas são fáceis de implantar, outras mais complicadas, mas esse teste só é possível de ser feito com os grandes políticos.

Claros que os avanços podem ter retrocessos. Mas a democracia brasileira, ainda que com seus limites, tem dado várias respostas. As eleições de dois em dois anos tornaram-se motores que impulsionam os políticos em cargos públicos. A avaliação tornou-se mais curta e competitiva.

Abaixar os juros dos bancos foi uma promessa e hoje está se tornando realidade, a sensacional ideia do renda mínima, do Brasil sem fome do Betinho, geraram várias políticas públicas sociais. A universalização da educação foi uma utopia, hoje é praticamente realizada. A queda na desigualdade foi uma utopia, e hoje tem se realizado ainda que lentamente. A melhoria da qualidade da educação está sendo perseguida e debates surgirão nas próximas eleições.

Essas mudanças romperam com tabus, discursos prontos e verdades que seriam inquestionáveis. Muita gente pode não acreditar, porque o leito corre muito lentamente para nossas necessidades prementes, mas isso tem mudado o Brasil e mostrado que sob o manto das promessas políticas subjaz  uma força utópica que morosamente insiste em se realizar.

Veja mais em Educação Política:

%d blogueiros gostam disto: