Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos de tags: Vale do Rio Doce

LUCIANO COUTINHO, DO BNDES, E MEGA EMPRESAS VÃO LEVAR O BRASIL PARA O BURACO CAVADO NOS ESTADOS UNIDOS

Coutinho concentrou renda no BNDES

Os EUA criaram um grande buraco, que está sugando os recursos da própria sociedade. Esse buraco foi apostar, durante os governos, principalmente republicanos, na criação de mega-hiper-grandes-empresas.

As grandes multinacionais, os chamados players globais, etc. Isso tem gerado um dano enorme para as populações, que praticamente deixam de receber impostos dessas empresas. As empresas crescem tanto e se tornam tão grandes que fica impossível negociar com elas, cobrar impostos, etc. Elas mandam nos governos, quando não derrubam os governos. Elas compram justiça e o que tiver pela frente.

O pior é que essa tem sido a política do BNDES, com Luciano Coutinho a frente. O Banco continuou concentrando renda no país mais desigual do mundo. O banco empresta bilhões de reais da população brasileira para criar mega-hiper-empresas como o Frigorífico (JBS), telefonia (Broi) e outras, que por serem tão grandes fogem do controle. Outra barbaridade é dar dinheiro público para multinacionais  fabricantes de automóveis, cujo faturamento muitas vezes é maior do que o PIB brasileiro.

Essas megaempresas  ficam com privilégios que nenhum empresário brasileiro, seja médio ou grande, tem. Elas conversam diretamente com o ministro, quando não com o presidente.

Quantos empresários brasileiros não pagam impostos e podem se encontrar com o ministro para “tratar” do assunto?

Veja a dificuldade que o governo está tendo para implantar o Plano Nacional de Banda Larga. As megaempresas de telefonia tratam diretamente com o ministro, entram na justiça, plantam matérias em grandes jornais etc. Um abuso.

Agora é a Vale do Rio Doce, que não quer pagar imposto (royalties), como todo brasileiro paga. É uma megaempresa, importante para o Brasil,mas não vale nada (desculpe o trocadilho) se não pagar imposto.

A Vale foi multada por não pagar imposto. O que aconteceu?Afastaram os fiscais e marcaram encontro com o ministro!!!

É preciso um basta nesta criação fantasiosa de megaempresas brasileiras. Deveríamos caminhar no sentido contrário, mas estamos criando megaempresas que vão sugar diretamente o governo e o dinheiro e o sangue do povo brasileiro ainda mais. É assim que fazem nos EUA. Sem regulamentação e controle, quebraram os Estados Unidos.

Muito diferente disso, toda megaempresa, seja brasileira ou estrangeira, deveria pagar um imposto extra. Uma taxa extra que criaria um fundo para incentivar empresas menores nos mesmos setores. Dependendo do faturamento ou da fatia que detém do mercado (40% ou mais, por exemplo), deveria pagar uma taxa anti-monopólio. Isso até evitaria que as  médias e grandes empresas brasileiras fossem compradas por estrangeiras para controlar o mercado. Isso é capitalismo. Mas te pergunto: que grande empresa quer capitalismo? Nenhuma. Elas querem monopólio.

Veja abaixo o privilégio em trecho de matéria da Folha de S.Paulo

Em mais um capítulo da disputa com a Vale, o governo cobra da mineradora uma dívida de quase R$ 4 bilhões de royalties pela exploração de minério de ferro.
A cobrança gerou mais um atrito na relação da empresa com o governo na semana passada, contornado após conversa por telefone entre o presidente da Vale, Roger Agnelli, e o ministro Edison Lobão (Minas e Energia).
Os dois devem se encontrar nesta semana, em Brasília, para buscar um acordo sobre a cobrança dos royalties do setor -a CFEM (Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais).
Segundo a Folha apurou, o DNPM (Departamento Nacional de Produção Mineral), responsável pela fiscalização da cobrança de royalties, cobra uma dívida de R$ 900 milhões pela exploração de minério no Pará e cerca de R$ 3 bilhões pela mineração em Minas Gerais.
A Vale não concorda com o valor e diz que sua dívida, se procedente, não passa da metade desse montante, disse à Folhaum técnico envolvido nas negociações.
Na semana passada, procurada, a empresa não quis se manifestar oficialmente sobre o assunto. (texto integral)

Leia mais em Educação Política:

EMPRESAS DE TELEFONIA SÃO O CUSTO BRASIL E EMPERRAM O DESENVOLVIMENTO DO PAÍS
NEM TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI
BANCADA DA DESTRUIÇÃO: RURALISTAS ESTÃO QUIETINHOS DEPOIS DA TRAGÉDIA NO RIO DE JANEIRO
NOVO SECRETÁRIO DA EDUCAÇÃO DE SÃO PAULO SÓ FALTOU DIZER QUE 16 ANOS DE PSDB NO GOVERNO FOI UM DESASTRE PARA OS PROFESSORES E PARA A EDUCAÇÃO
%d blogueiros gostam disto: