Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos de tags: voto secreto

PMDB MOSTROU EXATAMENTE PARA QUE SERVE VOTAÇÃO SECRETA DE PARLAMENTAR: CHANTAGEAR GOVERNO PARA LEVAR O DINHEIRO DO POVO BRASILEIRO

English: Dilma Rousseff with her running mate ...

Amigo da onça; seria literalmente?

Caciques do PMDB estão sedentos pelo dinheiro do povo brasileiro. No ano passado, uma série de denúncias nos ministérios comandados pelo partido fez com que a presidenta Dilma Rousseff afastasse alguns comandantes dos esquemas de corrupção. Obras que recebiam dinheiro e não apareciam é coisa leve para essa turma.

No início do mês, a legenda por meio do voto secreto, impôs uma derrota a Dilma na nomeação de Bernardo Figueiredo para a Agência Nacional dos Transportes Terrestres (ANTT). Aliás, é nos transportes, na infraestrutura do país, que a saúva corrói de forma devastadora o dinheiro público.

A votação secreta de parlamentar é a forma perfeita para parlamentares aliados, (“aliados”) derrotarem o governo sem assumir sua responsabilidade. A covardia se manifesta de forma explícita na votação secreta. As intenções mais inescrupulosas dos “aliados” estão ali, presentes. Eles não largam o osso, não fazem oposição, eles corroem.

O duro é que essa política da pior espécie não é combatida pelos grandes meios de comunicação. Para os analistas desses veículos, o  problema é da presidenta, que precisa ter jogo de cintura, ou seja, jogar dinheiro público para a cacicada.

Ao endurecer com o PMDB, Dilma tem grandes chances de sucesso: primeiro articulando novos líderes para a legenda, dividindo o partido com setores menos afoitos pelo dinheiro público. Em segundo lugar, os interesses desse setor do PMDB são tão pérfidos que não há saída para eles, a não ser a pressão ou oposição. Mas eles não gostam da oposição.

Leia mais em Educação Política:

VOTO SECRETO PARA PARLAMENTAR SÓ É IMPORTANTE NA DITADURA
VOTO SECRETO DE DEPUTADO É UMA INDECÊNCIA NA DEMOCRACIA E DETONA A GOVERNABILIDADE
SÓ A DEMOCRACIA PERMITE MANIFESTAÇÃO E COMBATE À CORRUPÇÃO
QUANTA BOBAGEM: PROJETO FICHA LIMPA NADA TEM DE CLAMOR POPULAR E NEM PRESUNÇÃO DE INOCÊNCIA, É REGRA

VOTO SECRETO PARA PARLAMENTAR SÓ É IMPORTANTE NA DITADURA

Democracia é o melhor remédio contra corrupção

Há muita confusão até mesmo nos setores mais avançados da sociedade brasileira. É claro que não se pode deixar as alas mais conservadoras se apropriarem de um discurso que poderia gerar uma repetição da história do golpe de 64.

A condenação das manifestações contra a corrupção são válidas enquanto reflexão histórica sobre os períodos pré-ditadura de 64, quando o discurso udenista se utilizou desse bordão pra abrir caminho para a ditadura.

Mas a luta contra a corrupção não pode ser uma bandeira da direita mais retrógrada do país. Mesmo porque é essa direita mais retrógrada que condena a democracia e que se beneficia da corrupção. É estranho ver gente alinhada aos pensamentos mais progressistas condenarem de forma integral qualquer manifestação contra a corrupção. Acredito que precisamos ter ponderação para não nos alinharmos ao sistema de corrupção.

A luta contra a corrupção tem de ser uma bandeira também das alas mais progressistas. Mas deve ser uma bandeira fundada na história e nos aspectos mais técnicos para o aperfeiçoamento da democracia, nunca contra a democracia. Contra a corrupção, mas com democracia. Só a democracia pode diminuir a corrupção. A ditadura é a institucionalização da corrupção; é a corrupção sem limites.

Não é possível continuarmos como uma das principais economias do mundo e o país mais desigual do mundo. E, com certeza, a corrupção é um fator importante para manter a desigualdade social e econômica. Se o dinheiro que vai para o Ministério dos Transportes ou para o Ministério da Saúde e não chega a uma parte da população, a desigualdade persiste.

Por isso, o voto secreto para parlamentar só é importante em regimes autoritários. Assim, a Constituição 1937, que rompe com o voto secreto do parlamentar, é na verdade a inauguração da ditadura. Isso ocorre, obviamente, porque é uma ditadura. A mesma realidade acontece com a ditadura militar, no episódio em que parlamentares da Arena votaram contra a ditadura, que tentava processar Márcio Moreira Alves, graças ao voto secreto. Ou seja, voto secreto para parlamentar só na ditadura.

Já na democracia o voto secreto serve para desestabilizar o governo, minar a base governamental e abandonar totalmente a ideia de representatividade e relação com o eleitor.

Em uma democracia, é inaceitável que o parlamentar possa esconder seu voto, seja do governo, seja da sociedade. É preciso ter caráter político. Ninguém vai ser perseguido numa democracia. Não podemos pensar a democracia com cabeça de ditadura.

Leia mais em Educação Política:

VOTO SECRETO DE DEPUTADO É UMA INDECÊNCIA NA DEMOCRACIA E DETONA A GOVERNABILIDADE
VÍDEO DO DEM ACUSA KÁTIA ABREU E PSD DE CORONELISMO E CLIENTELISMO: ENTREGA DE CESTA BÁSICA PARA FORMAR PARTIDO POLÍTICO
NAS DEMOCRACIAS CONTEMPORÂNEAS, CONSCIÊNCIA DE RENDA SE TORNA MUITO MAIS IMPORTANTE DO QUE A CONSCIÊNCIA DE CLASSE
CONSCIÊNCIA DE CLASSE DEVE DAR LUGAR À CONSCIÊNCIA DE RENDA (ECONÔMICA) PARA SE ENTENDER OS CONFLITOS SOCIAIS DE HOJE

VOTO SECRETO DE DEPUTADO É UMA INDECÊNCIA NA DEMOCRACIA E DETONA A GOVERNABILIDADE

Luiza Erundina é a favor do fim do voto secreto no parlamento

É com bastante satisfação que vemos uma deputada como Luíza Erundina (PSB), defendendo o fim do voto secreto para deputado. Isso porque esta semana ouvi pela CBN uma entrevista com um deputado do PMDB que defendia o voto secreto na Câmara Federal. Vou deixar o nome do deputado secreto também porque não vale a pena citar, visto que ele votou a favor da absolvição de Jaqueline Roriz, flagrada recebendo dinheiro da corrupção.

Nos argumentos do deputado ficou explícito o escracho com a democracia. Primeiro ele diz que votou a favor de Jaqueline Roriz, porque o crime aconteceu antes de ela ser deputada. Portanto, não poderia ser condenada por decoro parlamentar. Parece um argumento lógico, mas é o típico argumento que a justiça brasileira (a cínica) usa para livrar corruptos da cadeia. O parlamentar ou o juiz das altas cortes, para livrar corruptos, dá valor total para os procedimentos técnicos, em detrimento da questão ética, moral e, principalmente, política.  Por esse argumento, Hittler teria se mantido deputado no Brasil, mesmo se tivesse causado um holocausto antes de se eleger. Para livrar o criminoso, não há solução melhor do que a questão técnica. Pela mesma lógica, o juiz que tem dúvida sobre a maternidade de um bebê entre duas possíveis mães, deve serrá-lo ao meio. É uma questão técnica. O dinheiro da corrupção também tira a vida de bebês, pode ter certeza.

Para o deputado do PMDB cujo nome não vale a pena citar, há um certo constrangimento, em algumas votações, porque o deputado contraria o interesse de colegas. Caramba, é um rato ou um deputado? Os constrangimentos pessoais do deputado estão acima dos interesses da nação!!

Outro argumento estapafúrdio do deputado peemdebista é o de que o parlamentar fica constrangido de votar contra o governo, sendo da base governamental, porque depois “ele poderia deixar de receber suas emendas”. Aqui se percebe que o voto secreto de parlamentar também interfere na governabilidade do país. O deputado é da base governamental, mas quer votar contra o governo em algumas matérias, de forma sorrateira e traíra.  Ou seja, quer ser da base governamental, votar contra o governo e levar o dinheiro da emenda parlamentar. Quem governa esse país!!!

Leia mais em Educação Política:

VÍDEO DO DEM ACUSA KÁTIA ABREU E PSD DE CORONELISMO E CLIENTELISMO: ENTREGA DE CESTA BÁSICA PARA FORMAR PARTIDO POLÍTICO
NAS DEMOCRACIAS CONTEMPORÂNEAS, CONSCIÊNCIA DE RENDA SE TORNA MUITO MAIS IMPORTANTE DO QUE A CONSCIÊNCIA DE CLASSE
DIA 9 DE DEZEMBRO CONTRA A CORRUPÇÃO E SEM MORALISMO: NO BRASIL TEM MOBILIZAÇÃO CONTRA TUDO, MENOS CONTRA A CORRUPÇÃO
SIMPLES ASSIM: LEI DAS LICITAÇÕES DEVERIA BANIR ADITIVOS EM CONTRATOS E EXIGIR SEGURO NAS CONCORRÊNCIAS PÚBLICAS
%d blogueiros gostam disto: