Educação Política

mídia, economia e cultura – por Glauco Cortez

Arquivos de tags: vox populi

BRASIL CAMINHA PARA A DEMOCRACIA DE PARTIDO ÚNICO, ÚNICO QUE A POPULAÇÃO RECONHECE COMO GOVERNO, DE FATO

Basta ver esse quadro abaixo para entender porque dizem que o PT iria controlar tudo, que esse era um perigo e que o mensalão foi uma aposta para evitar esse controle do PT.  A população parecer ver o PT como o único partido que, de fato, governa. Os índices mostram que a democracia doeu para as elites acostumadas a golpes de estado.

O mais importante desse quadro não são os índices do PT, mas os do PSDB. Isso é que é problemático. Se o PSDB não melhorar, se a oposição não melhorar, o discurso golpista vai ficar assombrando.

A herança de FHC

Enquanto não surgir coisa mais avançada, as pesquisas de opinião continuarão a ser a melhor maneira de saber o que pensa a população a respeito das questões coletivas.
Sem elas, ficamos com o que acha cada individuo ou dizem os grupos mais organizados e loquazes. Os sentimentos e atitudes da maioria permanecem ignorados. É como se não existissem.
Mas as pesquisas estão aí, permitindo que compreendamos os juízos e as expectativas dos que não se expressam, não mandam cartas ou postam comentários na internet. Há outras formas de fazê-lo, mas nenhuma mais confiável.
Realizá-las não é extravagância ou privilégio. Sequer custam tanto que um partido político poderoso, como, por exemplo, o PSDB, não possa encomendar as suas. Ou que um jornal fique pobre se tiver que contratar alguma.
Por que, então, as oposições brasileiras as usam tão parcimoniosamente? Por que, se é simples conhecê-la, os partidos e a mídia oposicionista desconsideram a opinião pública?
Tome-se a velha ideia de que as três derrotas sucessivas dos tucanos para o PT teriam sido causadas pela insuficiente defesa da “herança de Fernando Henrique”. Sabe-se lá o porquê, é uma hipótese que volta e meia reaparece, como se fosse uma espécie de verdade profunda e houvesse evidências que a sustentassem.
Nas últimas semanas, ela retornou ao primeiríssimo plano. Em seu discurso inaugural como presidente nacional do PSDB, o senador Aécio Neves (MG) disse que seu partido se equivocou ao não valorizar o “legado” das duas administrações de FHC. Em suas palavras: “Erramos por não ter defendido, juntos, todo o partido, com vigor e convicção, a grande obra realizada pelo PSDB”.
Salvo uma ou outra manifestação de cautela, a mídia conservadora aplaudiu o pronunciamento. Os “grandes jornais” gostaram de Aécio ter assumido uma tese com a qual sempre concordaram. Faltava-lhes um paladino e o mineiro se ofereceu para o posto.
E as pessoas comuns, o que pensam desse “legado”?
Em pesquisa recente de âmbito nacional, a Vox Populi tratou do assunto. Ao invés de subscrever (ou atacar) a tese, apenas identificou o que a população pensa a respeito.
Os entrevistados foram solicitados a avaliar quinze áreas de atuação do governo Dilma. Depois, a comparar o desempenho de cada uma nos governos dela e de Lula com o que apresentavam quando Fernando Henrique era presidente.
As avaliações de todas as políticas nos governos petistas são superiores. Em nenhuma se poderia dizer que, para a população, as coisas estavam melhores no período tucano.
Consideremos algumas: na geração de empregos, 7% dos entrevistados disseram que FHC atuou melhor, enquanto 75% responderam que Lula e Dilma o superaram; na habitação, 3% para FHC e 75% para Lula e Dilma; nos programas para erradicar a pobreza, 4% ficaram com FHC e 73% com os petistas; na educação, FHC foi defendido por 5% e Lula e Dilma por 63%; na política econômica, em geral, FHC foi avaliado como melhor por 8% e os petistas por 71% dos entrevistados.
No controle da inflação, FHC teve seu melhor resultado: 10% acharam que foi melhor que os sucessores, mas 65% responderam que Lula e Dilma é que agiram ou agem melhor.
Na saúde e na segurança, os petistas tiveram as menores taxas de aprovação, mas mantiveram-se bem à frente do tucano: na primeira, Lula e Dilma foram considerados melhores por 46% dos entrevistados; na segurança, por 45%. FHC, por sua vez, por 7% e 6%.
No combate à corrupção, FHC teria atuado melhor que seus sucessores para 8%, enquanto 48% dos entrevistados afirmaram que Lula e Dilma foram-lhe superiores.
Os políticos (e as empresas jornalísticas) são livres para crer no que quiserem. Enéas Carneiro era a favor da bomba atômica. Levi Fidelix é obcecado pela ideia de espalhar aerotrens pelo Brasil. Os partidos de extrema esquerda lutam pelo comunismo. Há quem queira recriar a velha Arena da ditadura.
Ancorar uma campanha presidencial na “defesa do legado de FHC” é um suicídio político, que nem Serra, nem Alckmin quiseram praticar. Não foi por não fazê-la que perderam. Seu problema nunca foi estar distantes demais dos anos FHC, mas de menos.
Resta ver como se comportará, na prática, Aécio. E o que dirão seus apoiadores, quando perceberam que também ele procurará fazer o possível para se afastar do tal “legado”.
Marcos Coimbra, sociólogo e presidente do Instituto Vox Populi
Veja mais:

PARA ENTENDER POR QUE O DATAFOLHA É APENAS O ‘DATAFALHA’ DO GOLPE

Esse não desiste!!

A última pesquisa Datafolha divulgada pela Folha de S.Paulo mostra que Dilma Rousseff caiu três pontos percentuais a seis dias da eleição e diminuiu a diferença em relação à soma dos outros dois canditados: Marina Silva e José Serra. Com base nesse resultado a pesquisa aponta chance de segundo turno. Bem diferente do que diz o Datafolha é o que diz a Vox Populi que aponta vitória de Dilma ainda no primeiro turno e mantém seu percentual de 49% das intenções de voto.

Interessante é ver que Marina Silva na Vox Populi está com 13% das intenções de voto e no Datafolha aparece com incríveis 16%! Como explicar tanta diferença? Pode parecer inacreditável, mas tudo tem uma explicação dentro da lógica de funcionamento do PIG.

E eis que surge mais uma arma para levar a eleição ao segundo turno. A aposta agora é no surpreendente crescimento da onda verde, cuja candidata representante não consegue formular mais de três ideias óbvias na sequência! É bem cansativo…

Mas, vejamos com detalhes como vai se processar essa última jogada do PIG às vésperas da eleição!

O Golpe, Capítulo 995: como o jn vai usar o Datafalha
Do Conversa Afiada, Por Paulo Henrique Amorim

Registre-se, em primeiro lugar, que a Bláblárina Silva é colonista (*) da Folha (**).
(O Gabeira, também, mas deixou de ser chic citar o Gabeira, coitado.)
Clique aqui para ler “Por que a Globo trocou o Serra pela Marina – ou a escolha de Lucia”.
Este Conversa Afiada já apresentou um “Manual do Golpe, ou a testemunha bomba do Ali Kamel”.
A primeira fase desta etapa final do Golpe, em sua 995ª. versão, é a manipulação do Globope e do Datafalha.
Saiu hoje, na primeira página, o Datafalha que o jornal nacional utilizará para tentar levar a eleição para o segundo turno.
O Datafalha, já se sabe, está fora da curva das pesquisas.
O Datafalha tem problemas de amostra.
O Datafalha entrevista mais eleitores do Serra do que da Dilma.
Entrevista por telefone.
E há duvidas sobre se entrevista os eleitores ou se os submete a uma sessão de tortura.
O Datafalha anabolizou o Serra até onde pode, ajudou a destruir a candidatura presidencial do Aécio, e, só depois, sob a pressão da Vox e da Sensus, entrou “na linha”.
O Datafalha volta hoje a sair da “da linha”.
Ele não tem nada a ver com o que diz, todo dia, o tracking da Vox.
(Ou seja, Dilma tem 49 contra 37, soma do jenio com Bláblárina…)
Mas, isso não tem importância.
O Datafalha não é para medir a intenção do eleitor.
O Datafalha é para municiar o jornal nacional do Ali Kamel.
E para dar o Golpe.
Como dizia o Caetano, antes de trabalhar para a Globo: assisto ao jornal nacional não para saber o que aconteceu, mas para saber o que o jornal nacional quer que eu pense que aconteceu.
Agora, é tudo ou nada ! (Texto Completo)

Leia mais em Educação Política:

VEJA COMO A EXTREMA-DIREITA AGE NO BRASIL; VÍDEO DO PSDB É ASQUEROSO E MOSTRA COMO CRIAR O LULISMO
EM OPORTUNO ARTIGO, LEONARDO BOFF DIZ TUDO QUE VAI PELA EXISTÊNCIA OCA DA VELHA MÍDIA BRASILEIRA
AULA MAGNA DE JORNALISMO: CARLOS LATUFF E A IMPRENSA GOLPISTA
HUMOR DO TIRIRICA NAS ELEIÇÕES: SÓ UM PALHAÇO VOTA EM OUTRO

PESQUISA VOX POPULI/BAND COM DILMA ROUSSEFF A FRENTE DE JOSÉ SERRA MOSTRA QUE DATAFOLHA E JORNAL FOLHA DE S.PAULO SE PERDERAM

Charge mostra Dilma no Aerolula

A nova pesquisa Vox Populi/Band divulgada hoje e que mostra Dilma Rousseff a frente de José Serra é mais uma mostra de como está trabalhando o Datafolha e a Folha de S.Paulo nestas eleições.

O Vox Populi atesta que a candidata petista tem agora 38% das intenções de voto contra 35% de José Serra. Pela primeira vez Dilma Rousseff aparece a frente de José Serra.

A Folha de S.Paulo e o Datafolha insinuaram que a última pesquisa do Instituto Sensus, que mostrava empate técnico entre os dois candidatos, estava errada. O PSDB entrou na justiça para investigar e nada descobriu de errado; a pesquisa estava correta. Na verdade, o empate técnico naquele momento era a tendência das pesquisas.

Já o Datafalha, ou melhor, Datafolha, mostrava José Serra 9 pontos percentuais a frente de Dilma. Das duas uma: ou a Folha de S.Paulo manipulou a pesquisa ou os caras são ruins mesmo! Veja vídeo abaixo:

Leia mais em Educação Política:
BRASIL TEVE AVANÇOS NO MODELO DE FINANCIAMENTO DE CAMPANHA POLÍTICA, DIZ PESQUISADOR
DEBATE ENTRE INSTITUTOS DE PESQUISA COMO DATAFOLHA E SENSUS SÓ FORTALECE A DEMOCRACIA BRASILEIRA
EMPRESÁRIOS ESTÃO FUGINDO DO CABRESTO DA GRANDE MÍDIA; OS INTERESSES NEM SEMPRE COINCIDEM
PESQUISA VOX POPULI/BAND MOSTRA QUE GASTOS PUBLICITÁRIOS DE JOSÉ SERRA FORAM POR ÁGUA ABAIXO, LITERALMENTE
PESQUISA MOSTRA QUE BRASILEIRO NÃO LÊ PORQUE PREFEITOS NÃO INVESTEM EM BIBLIOTECAS

DEBATE ENTRE INSTITUTOS DE PESQUISA COMO DATAFOLHA E SENSUS SÓ FORTALECE A DEMOCRACIA BRASILEIRA

Institutos de pesquisa no centro da democracia

A discussão entre os institutos de pesquisas que captam a intenção de voto para as eleições presidenciais de 2010 fortalece ainda mais a democracia brasileira. Diferente da voz única da grande mídia, os institutos recentemente iniciaram uma briga sobre a qualidade dos resultados das pesquisas.

No centro da disputa estão Datafolha, Vox Populi e Sensus. Datafolha apostando em uma recuperação de José Serra. Os outros mantendo o mesmo cenário dos últimos meses.

Em vários períodos, desde a eleição de Erundina em 1989 até a vitória de Gilberto Kassab, na última eleição para prefeito da capital paulista, os institutos colhem acertos, erros e também suspeitas de manipulação.

É difícil acreditar que um candidato mantém a liderança até a última semana do pleito e nos últimos dias cai acentuadamente.  Ao final da eleição, o instituto diz que acertou, pois a última pesquisa apontava vitória do candidato que foi o vencedor, enquanto as dezenas de pesquisas anteriores mostravam o contrário.

Essa disputa entre institutos é um ótimo momento para debater e refinar critérios de pesquisa e servir como um autocontrole sobre os resultados. Para a democracia, isso é bom porque coloca uma pluralidade de idéias e vozes na disputa eleitoral.

Leia mais em Educação Política:
PARCERIA ENTRE O PSDB E A GRANDE MÍDIA INCLUI AÇÃO NA JUSTIÇA PARA GERAR PAUTA E COBERTURA JORNALÍSTICA
ATO FALHO DO PSDB: O POVO FEDE, A ELITE É LIMPINHA
UM ESCÂNDALO ESTAMPADO NAS CAPAS DA REVISTA VEJA: LINHA EDITORIAL TRATA SEUS LEITORES COMO TOLOS NA CARA DURA
A VITÓRIA DE DILMA NAS ELEIÇÕES DO FINAL DO ANO SERÁ A SEGUNDA DERROTA DA GRANDE MÍDIA E UMA CONQUISTA DA DEMOCRACIA BRASILEIRA
SE IMPRENSA AGE COMO OPOSIÇÃO, POR QUE O GOVERNO E ESTATAIS ANUNCIAM NESSES VEÍCULOS?

PESQUISA VOX POPULI/BAND MOSTRA QUE GASTOS PUBLICITÁRIOS DE JOSÉ SERRA FORAM POR ÁGUA ABAIXO, LITERALMENTE

Entrou água na campanha de José Serra

Os gastos milionários de José Serra (virtual candidato do PSDB à presidência da República) com publicidade realizada no final do ano passado e início deste (com o dinheiro da população de São Paulo)  foram por água abaixo, literalmente.

É o que demonstra a nova pesquisa Band/Vox Populi. Nela, Serra caiu 5 pontos e Dilma Rousseff, candidata do presidente Lula (virtual candidata do PT) subui 9. A diferença que  era de 21 pontos alagou para 7.

Os índices de José Serra, como se vê, foram por água abaixo junto com as inundações de São Paulo. É tanto alagamento em São Paulo como nunca se viu antes na história desse país.

Uma das suspeitas para tanto alagamento em São Paulo é a privatização do controle das águas das represas e que teria sido realizada pelo governador, segundo informação do site Vi o Mundo, do Azenha.

Veja também a notícia da pesquisa no R7 . Veja no Nassif que Estadão e Folha não deram a pesquisa.

Leia mais em Educação Política:
PODER JUDICIÁRIO É QUEM MAIS DESRESPEITA A CONSTITUIÇÃO E LIBERA SALÁRIOS ACIMA DO TETO CONSTITUCIONAL
EDUCAÇÃO NO BRASIL É PIOR DO QUE NO PARAGUAI, BOLIVIA E EQUADOR, DIZ UNESCO; MAS EDUCAÇÃO É A GRANDE INFRAESTRUTURA DE UM PAÍS
EFICIÊNCIA TUCANA DE JOSÉ SERRA: INAUGURA HOMENAGEM PÓSTUMA ANTES DA MISSA DE SÉTIMO DIA DA MÉDICA SANITARISTA ZILDA ARNS
ARGENTINA, DA PRESIDENTE CRISTINA KIRCHNER, MOSTRA QUE INDEPENDÊNCIA DO BANCO CENTRAL É UM ATENTADO À DEMOCRACIA
O MINISTRO DAS COMUNICAÇÕES, HÉLIO COSTA, CONSEGUIU ADIAR O PLANO NACIONAL DE BANDA LARGA; BRASIL É PIOR QUE CHILE E ARGENTINA

IMPRESSIONANTE: CREDIBILIDADE DA MÍDIA CAI QUASE 20 PONTOS PERCENTUAIS EM APENAS UM ANO, MOSTRA PESQUISA VOX POPULI/CRIP-UFMG

Charge Bessinha

Charge do Bessinha

A credibilidade da mídia despencou em queda livre no último ano. A queda foi de 18 pontos percentuais entre julho de 2008 e julho de 2009, período em que foram feitas duas pesquisas pelo Vox Populi. Em apenas uma ano, 30% dos entrevistados que acreditavam na imparcialidade da mídia deixaram de acreditar.

Os levantamentos foram encomendados pelo Centro de Referência do Interesse Público (Crip) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Em 2008, 60% dos entrevistados acreditavam em uma mídia imparcial, atualmente esse percentual é de 42%. A percepção de que a mídia é parcial subiu 50%, saltando de 26% para 39%.(veja tabela abaixo)

É difícil imaginar o que causou tamanha queda de credibilidade. Pode ser a crítica da mídia presente blogosfera, pode ser a insistência da mídia em criticar acertos do governo Lula, pode ser o jornalismo de quinta categoria da revista Veja, pode ser a publicação de spam pela Folha de S. Paulo etc.

Pode ser muita coisa. Se o internauta tiver alguma ideia, mande um comentário. Por que será que as pessoas estão deixando de acreditar na mídia?

O fato é que os donos dos grandes meios de comunicação do Brasil devem ficar preocupados. Um candidato a presidente caiu 4% na última pesquisa e chamou uma reunião para analisar.

Talvez seja hora de rever conceitos para a credibilidade não começar a doer no bolso. Caso contrário, terão de bater na porta do quartel, como em 64. Esperamos que a segunda alternativa não seja a mais fácil.

PS: Vale ressaltar que o indivíduo que responte na pesquisa que a mídia é imparcial (termo não aplicado dentro do jornalismo), tem grande propensão a tomar a mídia como confiável e com credibilidade. Diferentemente de quem a considera parcial, ou seja, pelo menos não totalmente confiável.

Em sua opinião, a mídia costuma ser mais: 2008 2009
Imparcial 60%

42%

Parcial 26%

39%

Não sabe/não respondeu 14% 19%
Total 100% 100%
Número de entrevistados 2421 2400

Fonte: Relatório de pesquisa de opinião pública – Interesse Público e Corrupção – julho/2008 e julho/2009 – Vox Populi e CRIP (link em pdf do Contas Abertas)

Leia mais em Educação Política:
ARTIGO CIENTÍFICO “OS ESPAÇOS DE COMUNICAÇÃO NAS CIDADES MEDIEVAIS” É PUBLICADO NA REVISTA E-COMPÓS
RESPOSTA DA REDE RECORD À REDE GLOBO EXPÕE A TRAGÉDIA DO MONOPÓLIO DA INFORMAÇÃO NO BRASIL
SITE DEDICADO AO JORNALISTA ALOYSIO BIONDI É IMPORTANTE PARA ENTENDER A HISTÓRIA RECENTE DO BRASIL
ENTIDADES SOCIAIS QUEREM O FIM DE POLÍTICOS DOMINANDO OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO DO BRASIL
AULA DE JORNALISMO: TV CÂMARA CENSURA ENTREVISTA DE LEANDRO FORTES QUE MOSTRA UM GILMAR MENDES QUE A GRANDE MÍDIA NÃO VÊ
TRECHOS DA ENTREVISTA HISTÓRICA DE PATCH ADAMS NO RODA VIVA DA TV CULTURA
DEPUTADO ROBERTO MASSAFERA, DO PSDB DE ARARAQUARA, RESPONDE A INTERNAUTAS E TENTA INTIMIDAR BLOG EDUCAÇÃO POLÍTICA
%d blogueiros gostam disto: